Acorda a meio da noite transpirada e desconfortável e não entende porquê? O seu marido e os seus filhos já lhe disseram que anda muito irritadiça e sem paciência para nada? Se tem entre os 45 e os 55 anos, é provável que estes sejam alguns sinais que indicam que pode estar a entrar na menopausa. É então que começam a surgir os primeiros suores frios, para não falar dos calores inesperados (afrontamentos) que podem levar a transpiração excessiva, muitas vezes durante a noite, e das mudan-ças repentinas de humor. Mas as mudanças também surgem a nível psicológico. A prová-lo, um estudo, publicado na revista ‘Archives of General Psychiatry’, que re-vela que, nesta altura da vida, as mulheres sem historial de depressão têm o dobro das probabilidades de vir a desenvolver algum transtorno psíquico.

A questão que se coloca é: ‘o que pos-so fazer’? Bem, nesta fase é necessário conhecer as opções de tratamento para, em conjunto com o seu médico, escolher a que se adequa melhor ao seu caso.

Terapêutica Hormonal de Substituição (THS)

Quais os benefícios ?

Indicada para aliviar os sintomas da menopausa, a sua prescrição também actua sobre a descalcificação, tendo óptimos re-sultados na prevenção da osteoporose. Os benefícios são quase imediatos: diminui os afrontamentos e os suores nocturnos, ajuda a manter a concentração, decresce a fadiga e a falta de energia.

Como é que actua?

A sua acção baseia-se na reposição das hormonas femininas (estrogéneo e progesterona) que o ovário deixa de produzir com o cessar da menstruação. ‘Existem dois métodos: só estrogéneo (indicado para mulheres que fizeram histerectomia, uma intervenção cirúrgica de remoção do útero) ou a combinação das duas’, adianta Daniel Pereira da Silva, ginecologista.

Tem de ser tomada a vida toda?

É consensual que a terapêutica deve ser mantida no máximo por cinco a seis anos, mas também aqui o tipo de THS (mono ou combinada) e a forma como o organismo da mulher se comporta devem ser avaliados. A terapêutica deve ser personalizada, apresentando a mais baixa dosagem possível, e deve man-ter-se apenas enquanto os sintomas se mantiverem.

Quais as formas de administração?

Os comprimidos, gel, adesivo de aplica-ção dérmica, creme vaginal e os implantes subcutâneo ou vaginais são as opções disponíveis segundo indicação médica.

Há alguns riscos?

A combinação das moléculas de estro-géneo e progesterona está no centro da controvérsia entre a comunidade médica, às voltas com a relação riscos/benefícios para a mulher. ‘Está provado que a proges-terona, associada aos estrogéneos, aumenta o risco de cancro da mama, mas também sabemos que este é o único tratamento realmente eficaz’, explica o ginecologista, que alerta para a necessidade de a mulher realizar uma mamografia antes de iniciar a terapia. ‘Ao fim de um ano, avalia-se como se comportou a mama. Se não houver modificação, ficamos mais tran-quilos. À mínima suspeita, reduzimos ou alteramos a substância (progesterona) que potencia o risco, garantido-se a segurança do tratamento.’

Há alguma situação que impeça o recurso à THS?

Sim. Está contra-indicado quando está a amamentar ou se há suspeitas de gravidez (mesmo quando há sintomas de pré–menopausa, os órgãos reprodutores continuam a funcionar e a mulher pode engravidar), se tem problemas hepáticos e mamários, se suspeitar de tumor no ovário ou se sofre de alterações vasculares ou diabetes.

Os benefícios justificam os riscos?

‘Há muitos exageros quando o assunto é THS. Sabemos que não temos a panaceia ideal, mas, desde que os riscos sejam bem avaliados, assim como os benefícios, não há por que não fazê-la’, adverte o ginecologista. E reforça que ‘uma vigilância permanente e os exames de acompanhamento despistam o perigo e ajudam a tranquilizar a mulher’.

Alternativas menos convencionais

A ideia de que apenas a THS consegue atenuar e melhorar a qualidade de vida há muito que foi ultrapassada pela chegada de novas terapêuticas: as alternativas naturais.Porém, a inexistência de uma autoridade nacional que assegure a segurança destas terapêuticas (no caso dos medicamentos cabe ao Infarmed dar a sua aprovação), reforça a ideia de que não deve iniciar uma terapêutica sem falar com o médico.

Fitoestrogéneos ou isoflavonas de soja (SERM)

As isoflavonas ou fitoestrogéneos são substâncias presentes na soja e nos seus derivados. As semelhanças estruturais entre os fitoestrogéneos e a hormona feminina de estrogéneo garante-lhe que seja bem tolerada e que reduza os afrontamentos e os níveis de colesterol. É uma alternativa válida para todas as mulheres e, em especial, para quem está contra-indicada a THS, seja porque há um historial de cancro de mama na família, porque já sofreu da doença ou se tem problemas hormonais prévios. A sua actuação reduz e previne o risco cardiovascular, regulariza o colesterol e previne doenças neurodegenerativas. Se bem que não exista evidência que garanta protecção contra o cancro da mama, sabe-se que não predispõe à doença. Os fitoestrogéneos existem em alguns vegetais, mas a soja é a que está mais bem estudada, daí que existam suplementos alimentares (cápsulas), vendidos em farmácias, para os quais não é necessário receita médica.

Vitamina E

Pode ser uma ajuda preciosa para atenuar o efeito dos afrontamentos, ao mesmo tempo que confere protecção cardiovascular, já que inibe a acção dos radicais livres. Apesar de existir em alguns alimentos (brócolos, batata-doce, leite), apenas os suplementos (comprimidos) repõem a quantidade necessária ao organismo. Mas, atenção: os estudos científicos não asseguram esta causa e efeito e avisam que uma sobredosagem de vitamina E pode prejudicar a saúde.

Black cohosh

A Sociedade Americana para o estudo da Menopausa há muito que recomenda às mulheres maduras os suplementos baseados nesta planta, conhecida há muito pelos índios americanos. A sua composição, baseada em fitoestrogéneos, permite minorar os sintomas da menopausa. Com uma acção suave, mas suficiente, estes comprimidos atenuam o défice de estrogéneos, diminuindo a intensidade dos calores e dos suores nocturnos. Estes produtos já estão à venda nas farmácias.

Suplementos alimentares de soja e inhame selvagem

As isoflavonas presentes na soja ajudam a reduzir a intensidade e frequência das ondas de calor enquanto o inhame selvagem (um tubérculo rico em diosgenina, uma molécula cuja estrutura se aproxima da progesterona natural) regula a retenção dos líquidos e das sensações de inchaço, ao mesmo tempo que atenua os problemas de humor e de sono. Podem ser encontrados nas farmácias.

Tibolona

Este esteróide, que combina o essencial das hormonas femininas (estrogéneo e progesterona), tem uma acção eficaz na profilaxia da osteoporose e dos afronta mentos e previne a doença de Alzheimer. Apesar dos benefícios, o Infarmed adverte que estes comprimidos podem desencadear reacções adversas, como alterações no peso, hemorragia vaginal, dores abdominais, perturbações gastrointestinais, depressão e perturbações visuais. É vendido nas ervanárias.

Acupunctura

Complementada com uma fitoterapia chinesa, baseada nas isoflavonas de soja, esta terapêutica ajuda-a a equilibrar as hormonas, promover o aumento da massa óssea, melhorar a circulação sanguínea, controlar o peso e contrariar a ansiedade. É iniciada com os primeiros sintomas (irregularidade menstrual). As sessões de acupunctura são mais frequentes no início e terminam com o fim da menstruação, quando se inicia a ingestão das isoflavonas de soja, para tomar toda a vida.

Alimentos que aliviam os sintomas

Poucos sabem que as alterações fisiólogas impostas pela falta da produção de estrogéneos, como a ‘falta’ de ar e os ‘calores’, podem ser minimizadas se, ao longo da sua vida, tiver ingerido os alimentos certos. Os nutricionistas apelam a uma dieta rica em cálcio, fósforo, vitamina D, magnésio e boro (leite, queijos, carne e legumes). Não se esqueça dos hidratos de carbono, em especial os amidos (batata, massas, pão) e de beber muita água. Tenha também na sua dieta alimentos ricos em ómega-3 (salmão, atum, bacalhau, arenque, cavalinha, sardinha, truta, óleos de peixe e sementes de linhaça) e use e abuse dos ácidos gordos monossaturados (azeite).

Quando surge mais cedo do que o normal

A menopausa prematura ocorre antes dos 40 anos. Entre as causas destacam-se as anomalias genéticas ou os problemas do sistema auto-imune (em que os anticorpos do nosso organismo lesam os ovários). Para quem fuma, um alerta: este hábito pode levar a menopausa a começar alguns meses antes do normal. A THS com estrogéneos pode evitar ou reverter os sintomas, contudo, uma mulher nestas condições tem menos de dez por cento de possibilidade de engravidar.

Mais no portal

Mais Notícias

O futuro começou esta noite. Como foi preparado o 25 de Abril

O futuro começou esta noite. Como foi preparado o 25 de Abril

Guia de essenciais de viagem para a sua pele

Guia de essenciais de viagem para a sua pele

Empreender à grande e à portuguesa

Empreender à grande e à portuguesa

Os melhores momentos da visita da princesa Leonor a Lisboa

Os melhores momentos da visita da princesa Leonor a Lisboa

Quem tinha mais poderes antes do 25 de Abril: o Presidente da República ou o Presidente do Conselho?

Quem tinha mais poderes antes do 25 de Abril: o Presidente da República ou o Presidente do Conselho?

Em “Senhora do Mar”: Joana anuncia gravidez na leitura do testamento de Manuel

Em “Senhora do Mar”: Joana anuncia gravidez na leitura do testamento de Manuel

Um dos sintomas de Covid-19 mais desvalorizado mas a que é preciso estar atento

Um dos sintomas de Covid-19 mais desvalorizado mas a que é preciso estar atento

'Táxi' voador movido a hidrogénio percorre mais de 800 quilómetros em voo de teste

'Táxi' voador movido a hidrogénio percorre mais de 800 quilómetros em voo de teste

Rumo a Sul: 7 passeios de barco, do Alqueva à Ria Formosa

Rumo a Sul: 7 passeios de barco, do Alqueva à Ria Formosa

Os visuais dos famosos no primeiro dia de NOS Alive

Os visuais dos famosos no primeiro dia de NOS Alive

Amazon: Prime Day 2024 agita mercado nacional

Amazon: Prime Day 2024 agita mercado nacional

FARRA, em Elvas: Descobrir a cidade em 30 exposições

FARRA, em Elvas: Descobrir a cidade em 30 exposições

No restaurante Éter, no Porto, o vinho é que manda

No restaurante Éter, no Porto, o vinho é que manda

Eduardo antes de ser Lourenço

Eduardo antes de ser Lourenço

Com mais sabor a verão

Com mais sabor a verão

O caminho para o inferno está cheio de paletas de artistas!

O caminho para o inferno está cheio de paletas de artistas!

Sebastião da Gama - Carne e espírito na Arrábida

Sebastião da Gama - Carne e espírito na Arrábida

Cláudia Vieira fala-nos do seu visual festivaleiro

Cláudia Vieira fala-nos do seu visual festivaleiro

Seis estratégias essenciais de Literacia Financeira Digital para proteger as finanças da sua família

Seis estratégias essenciais de Literacia Financeira Digital para proteger as finanças da sua família

António Coutinho: “Não é uma transição energética. É uma revolução”

António Coutinho: “Não é uma transição energética. É uma revolução”

Tecnologia: A união faz a transição

Tecnologia: A união faz a transição

Giorgio Armani celebra o seu 90.º aniversário

Giorgio Armani celebra o seu 90.º aniversário

Animais que nos fazem rir!

Animais que nos fazem rir!

Infanta Sofia: do entusiasmo na bancada à timidez no relvado

Infanta Sofia: do entusiasmo na bancada à timidez no relvado

Sony a7C II: Uma câmara compacta, mas muito completa

Sony a7C II: Uma câmara compacta, mas muito completa

Kate Middleton recebida com ovação de pé em Wimbledon

Kate Middleton recebida com ovação de pé em Wimbledon

Óculos de sol: 35 modelos para usar agora e sempre

Óculos de sol: 35 modelos para usar agora e sempre

12 novas casas de banho funcionais, confortáveis e atraentes

12 novas casas de banho funcionais, confortáveis e atraentes

Quis Saber Quem Sou: Será que

Quis Saber Quem Sou: Será que "ainda somos os mesmos e vivemos como os nossos pais?"

Os heróis portugueses que vão às Olimpíadas

Os heróis portugueses que vão às Olimpíadas

Relva artificial com sistema de auto-arrefecimento promete combater o calor

Relva artificial com sistema de auto-arrefecimento promete combater o calor

Maria João acusou Ricardo de se masturbar ao seu lado em “Casados à Primeira Vista”: a reação do concorrente

Maria João acusou Ricardo de se masturbar ao seu lado em “Casados à Primeira Vista”: a reação do concorrente

Juros altos por mais tempo?

Juros altos por mais tempo?

Medicamentos com semaglutido, como o Ozempic, que se popularizou para a perda de peso, associados a novo efeito secundário grave

Medicamentos com semaglutido, como o Ozempic, que se popularizou para a perda de peso, associados a novo efeito secundário grave

Ideias para decorar com riscas

Ideias para decorar com riscas

Sede da PIDE, o último bastião do Estado Novo

Sede da PIDE, o último bastião do Estado Novo

Um dos sintomas de Covid-19 mais desvalorizado mas a que é preciso estar atento

Um dos sintomas de Covid-19 mais desvalorizado mas a que é preciso estar atento

Solidão a longo prazo aumenta o risco de AVC, demonstra novo estudo

Solidão a longo prazo aumenta o risco de AVC, demonstra novo estudo

Princesa Leonor triunfa num romântico e sedutor vestido de renda em azul-marinho

Princesa Leonor triunfa num romântico e sedutor vestido de renda em azul-marinho

Fala várias línguas, estudou num castelo em Gales e anda na tropa, eis a princesa Leonor (que hoje visita Portugal)

Fala várias línguas, estudou num castelo em Gales e anda na tropa, eis a princesa Leonor (que hoje visita Portugal)

10 animais que resistem ao calor

10 animais que resistem ao calor

Cidades resilientes: a biodiversidade enquanto imperativo na era da crise climática

Cidades resilientes: a biodiversidade enquanto imperativo na era da crise climática

VOLT Live: vem aí um apoio europeu para a compra de veículos elétricos?

VOLT Live: vem aí um apoio europeu para a compra de veículos elétricos?

ChatGPT chega a todos os Peugeot equipados com comandos de voz

ChatGPT chega a todos os Peugeot equipados com comandos de voz

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites