Tiffany Masterson, criadora da Drunk Elephant

Com o seu nome divertido e embalagens chamativas com tampas em cores néon, a Drunk Elephant já alcançou o estatuto de marca de culto da cosmética. E com boas razões para isso, já que a eficácia das fórmulas é incontestável. A sua fundadora e Chief Creative Officer, Tiffany Masterson, falou connosco sobre a sua marca de cosmética biocompatível.

Porque decidiu criar a sua marca?

Desenvolvi a Drunk Elephant porque não conseguia encontrar cosméticos que não tivessem ingredientes que, por tentativa e erro, eu tinha percebido que eram problemáticos para a minha pele. Silicones, óleos essenciais, perfume, corantes e filtros químicos estavam em todo o lado, numa combinação de alguns a todos eles. Eu tinha uma pele mista e desequilibrada, com rosácea e inflamação. Há alguns anos que eu estudava ingredientes e o seu efeito na pele porque estava a vender uma barra de limpeza, o que levou à minha curiosidade e paixão pelo tema. E eu não fazia questão de que fosse tudo natural… a ideia de combinar boas matérias sintéticas com bons ingredientes naturais, deixando de fora o que não fazia bem à minha pele, intrigou-me o suficiente para fazer a marca. Eu suspeitava que havia muitas outras pessoas que tinham a mesma pele sensibilizada do que eu.

Qual é a filosofia da Drunk Elephant?

Comprometemo-nos a usar apenas ingredientes que beneficiam diretamente a saúde da pele ou dão integridade às nossas fórmulas. Nunca temos em linha de conta se um ingrediente é sintético ou natural, escolhemo-los com base na sua biocompatibilidade. É por isso que nos focamos em níveis saudáveis de pH, formulações que a pele reconhece, estruturas moleculares pequenas que são facilmente absorvidas e ingredientes ativos eficazes que também respeitam e mantêm o manto ácido da pele. Mas o que deixamos de fora dos nossos produtos é tão importante como o que pomos dentro deles, por isso nunca na nossa marca o que chamamos os 6 Suspeitos (óleos essenciais, álcoois secantes, silicones, filtros solares químicos, perfumes/corantes, SLS). Acreditamos que estes seis ingredientes comuns estão na raiz de quase todos os problemas de pele e quando são inteiramente retirados da rotina de cuidados – ou seja, quando fazemos um Drunk Break – a pele pode fazer um reset e voltar ao seu estado mais saudável e equilibrado. Esta dieta de eliminação de ingredientes beneficia todos os tipos de pele.

Foi difícil eliminar esses 6 Suspeitos?

Surpreendentemente não. Na verdade, não há necessidade de os usar. Muitos deles são o que eu chamo ‘ingredientes de marketing’ – o que significa que só existem numa fórmula para a fazer cheirar melhor ou ter uma textura mais agradável e não têm qualquer benefício para a pele – perfumes, corantes e silicones estão todos nessa categoria, portanto não há necessidade de os substituir. Os álcoois dissolvem os lípidos que mantêm a pele maleável, portanto também não precisamos de uma alternativa. Os óleos essenciais têm compostos olfativos voláteis que podem ser sensibilizantes para a pele e podem ser facilmente substituídos por óleos não perfumados que oferecem benefícios semelhantes. O SLS (lauril sulfato de sódio) é um surfactante que permite fazer espuma e há bastantes agentes espumosos naturais que podemos usar e não são irritantes comprovados. Podem ser facilmente substituídos por syndets ou surfactantes suaves. Os filtros solares físicos são uma boa alternativa aos filtros químicos. Há sempre escolhas que podemos fazer e que não têm desvantagens.

Qual é a origem do nome?

Apaixonei-me pelo óleo de marula a primeira vez que o experimentei. Percebi que era absorvido muito facilmente e deixava uma sensação ótima à superfície da pele. Na tentativa de saber mais sobre ele, pus no Google a palavra ‘marula’ e apareceu um vídeo com elefantes que pareciam embriagados depois de comerem os frutos caídos. É um vídeo adorável e foi uma espécie de alívio de toda a seriedade envolvida na criação de uma linha de cuidados para a pele. Não sou médica, não sou francesa e não sou cientista, por isso não fazia sentido chamar à linha ‘Tiffany Masterson’ e eu também não queria isso. Quando o nome Drunk Elephant me veio à cabeça comecei a perguntar a outras pessoas o que achavam. Nem toda a gente gostava, mas a minha intuição dizia-me que era o certo e foi o que escolhi. E também tem muito a ver com a minha personalidade.

De que é que tem mais orgulho na sua marca?

Dos testemunhos das pessoas que passaram a sentir-se mais confiantes na sua pele depois de usarem Drunk Elephant. Sinto-me tão orgulhosa e inspirada pela comunidade Drunk Elephant… que grupo de pessoas tão positivo, inspirador e colaborante. Adoro ver as pessoas a apoiar-se umas às outras, a partilhar experiências, smoothies de cuidado da pele, selfies de cara lavada, ao mesmo tempo que encontram valores comuns na nossa comunidade social. Os membros da minha comunidade elogiam-se uns aos outros. É sempre uma alegria ver pessoas a serem amáveis, a apoiar-se e a aprender umas com as outras. Gosto de pensar que ‘your vibe attracts your tribe’ e é sempre um prazer ver o amor a espalhar-se e a amabilidade que têm uns para com os outros.

Alguns produtos mais icónicos da marca, entre os quais o famoso Virgin Marula Facial Oil
Quais são os produtos que temos mesmo de experimentar?

Para mim a filosofia é mais importante do que qualquer produto individual. Todos têm significado para mim e o seu lugar na coleção, e eu formulo novos produtos com base no que sinto que falta na minha rotina. Acho que cada produto traz qualquer coisa de importante à linha e não passaria sem nenhum deles, mas a verdade é que desenvolvi a Drunk Elephant com base nos meus próprios desejos e necessidades como consumidora, por isso todos eles encaixam e fazem sentido. Mas fazer um Drunk Break e evitar os 6 Suspeitos, só precisa de um produto de limpeza, um hidratante e um protetor solar.

Palavras-chave

Mais no portal

Mais Notícias

Dentro de uma estação de cabos submarinos

Dentro de uma estação de cabos submarinos

“Eh Lá Fora!”

“Eh Lá Fora!”

"Possível queda de meteorito" em Castro Daire. Testemunhas relatam clarão no céu

Em Paris, um apartamento haussmaniano com paleta contemporânea

Em Paris, um apartamento haussmaniano com paleta contemporânea

NÃO ME MAGOAS MAIS

NÃO ME MAGOAS MAIS

Pedro Cabrita Reis, 50 anos depois. Uma exposição para mergulhar no caos criativo do artista

Pedro Cabrita Reis, 50 anos depois. Uma exposição para mergulhar no caos criativo do artista

GNR apreende 42 quilos de meixão em ação de fiscalização rodoviária em Leiria

GNR apreende 42 quilos de meixão em ação de fiscalização rodoviária em Leiria

Narrativas estrambólicas e contos que nos fazem pensar

Narrativas estrambólicas e contos que nos fazem pensar

G1 é um novo robô humanoide com vários truques (flexíveis) na manga

G1 é um novo robô humanoide com vários truques (flexíveis) na manga

VISÃO Se7e: À solta nos museus e no caos criativo de Pedro Cabrita Reis

VISÃO Se7e: À solta nos museus e no caos criativo de Pedro Cabrita Reis

Em “Senhora do Mar”: Joana impede que Abel espanque Pedro

Em “Senhora do Mar”: Joana impede que Abel espanque Pedro

Médico australiano livre de cancro no cérebro graças a tratamento inovador desenvolvido pelo próprio

Médico australiano livre de cancro no cérebro graças a tratamento inovador desenvolvido pelo próprio

A meio caminho entre o brioche e o folhado, assim são os protagonistas da Chez Croissant

A meio caminho entre o brioche e o folhado, assim são os protagonistas da Chez Croissant

Vencedores e vencidos do 25 de Abril na VISÃO História

Vencedores e vencidos do 25 de Abril na VISÃO História

Em “Senhora do Mar”: Joana expulsa Paula de vez da sua vida

Em “Senhora do Mar”: Joana expulsa Paula de vez da sua vida

Pap’Açorda: Muito mais do que um restaurante

Pap’Açorda: Muito mais do que um restaurante

Vida lá fora: já tem o seu chapéu de sol?

Vida lá fora: já tem o seu chapéu de sol?

Cor e elegância marcam os

Cor e elegância marcam os "looks" do primeiro fim de semana de Cannes

Quartos: 5 novas camas para boas noites de sono

Quartos: 5 novas camas para boas noites de sono

Tarifário da água no Algarve abaixo da média nacional é erro crasso -- ex-presidente da APA

Tarifário da água no Algarve abaixo da média nacional é erro crasso -- ex-presidente da APA

Ana Cristina Silva - Pensar como o Marquês de Pombal

Ana Cristina Silva - Pensar como o Marquês de Pombal

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

OMS atualiza lista de bactérias que ameaçam saúde humana por resistirem aos antibióticos

OMS atualiza lista de bactérias que ameaçam saúde humana por resistirem aos antibióticos

VOLT Live: O estudo que prova que os 100% elétricos são a opção mais económica para as empresas

VOLT Live: O estudo que prova que os 100% elétricos são a opção mais económica para as empresas

Louis Vuitton junta Roger Federer e Rafael Nadal nos Alpes Italianos

Louis Vuitton junta Roger Federer e Rafael Nadal nos Alpes Italianos

Em “Cacau”: Regina assume romance com Justino e volta para o Brasil

Em “Cacau”: Regina assume romance com Justino e volta para o Brasil

A diversidade e a necessidade de “rebentar a bolha”

A diversidade e a necessidade de “rebentar a bolha”

"Verão muito mais quente do que o normal", segundo modelo que combina 8 sistemas de previsão meteorológica

Muito sal pode aumentar em mais de 40% a probabilidade de desenvolver cancro do estômago

Muito sal pode aumentar em mais de 40% a probabilidade de desenvolver cancro do estômago

André Villas-Boas, o aristocrata tímido que lidera o Futebol Clube do Porto

André Villas-Boas, o aristocrata tímido que lidera o Futebol Clube do Porto

Tâmara Castelo: divulgadas novas fotos do seu casamento

Tâmara Castelo: divulgadas novas fotos do seu casamento

Recorde alguns dos momentos de Máxima dos Países Baixos no dia do seu 53.º aniversário

Recorde alguns dos momentos de Máxima dos Países Baixos no dia do seu 53.º aniversário

Sede da PIDE, o último bastião do Estado Novo

Sede da PIDE, o último bastião do Estado Novo

"A Minha Família Afegã": Um filme de animação que nos traz histórias reais de universos distantes

O futuro começou esta noite. Como foi preparado o 25 de Abril

O futuro começou esta noite. Como foi preparado o 25 de Abril

VOLT Live: os números que provam que o mercado dos elétricos está a crescer, a Cybertruck em Portugal…

VOLT Live: os números que provam que o mercado dos elétricos está a crescer, a Cybertruck em Portugal…

Tesla continua a dominar vendas de elétricos em Portugal

Tesla continua a dominar vendas de elétricos em Portugal

Quis Saber Quem Sou: Será que

Quis Saber Quem Sou: Será que "ainda somos os mesmos e vivemos como os nossos pais?"

As elegantes escolhas de Mary da Dinamarca na visita à Noruega

As elegantes escolhas de Mary da Dinamarca na visita à Noruega

Jl 1399

Jl 1399

Google Pixel 8a: ‘Económico’ sem ser o parente pobre

Google Pixel 8a: ‘Económico’ sem ser o parente pobre

Vencedores do passatempo 'IF - Amigos Imaginários'

Vencedores do passatempo 'IF - Amigos Imaginários'

Veja as melhores imagens da conferência Girl Talk 2024

Veja as melhores imagens da conferência Girl Talk 2024

EDP Renováveis conclui venda de projeto eólico no Canadá

EDP Renováveis conclui venda de projeto eólico no Canadá

“A incerteza económica é quase tão má como as políticas más”

“A incerteza económica é quase tão má como as políticas más”

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites