Foto Pexels/Andrea Piacquadio

1.Entramos no metro e temos logo uma boa surpresa: o rapaz do lado ouve música no iPod: ouve ele e ouve toda a Humanidade num raio de 10km. O que fazer? O que não funciona. Mandar olhares ofendidos de esguelha.
Geralmente, este é o tipo de pessoa que convive bem com olhares de esguelha.
O que pode funcionar: Delicadamente e com um sorriso peça-lhe para baixar um pouco a música. Tão simples quanto isso. P.S.: Siga a sua intuição e não faça isto se ele for do tipo de não achar graça nenhuma a que se metam na vida dele. Também não convém fazer o pedido se estiver numa carruagem sozinha com ele.


2.Entra num elevador, diz ‘bom-dia’ e que recebe de volta? Silêêêêncio…
O que não funciona: Bem, às vezes dizemos ‘bom-dia’ tão baixinho que ninguém responde porque. ninguém ouve, mesmo.
O que pode funcionar: Há quem tenha ido a cantar ‘bom-dia bom-dia bom-dia bom-dia’ o percurso todo, mas partindo do princípio de que nem toda a gente o faz, pode sempre repetir ‘bom-dia’ exageradamente alto ao sair.


3.Combinou um almoço com uma amiga, mas a criança da mesa ao lado não para de correr e gritar pela sala. Os pais ignoram…
O que não funciona: Olhares de esguelha, parte 2. Dizer em voz alta: “Há pessoas que não nasceram mesmo para educar ninguém.” Para começar, eles nem vão perceber, e mesmo que se percebam estão-se nas tintas.
O que pode funcionar: Chame a criança (não se esqueça do sorriso). Diga: “Olá. Como é que te chamas? Olha, ó Tiago, achas que podias estar sentado um bocadinho, só enquanto eu acabo de comer o que tenho no prato?” Se a criança for muito pequena, você não tiver lata para isto ou achar que os pais não têm cara de quem vai gostar, chame o empregado de parte e peça-lhe para lhes dar uma palavrinha. Se o empregado não fizer nada, peça para mudar de mesa.
Ou simplesmente vá-se embora.


4.Como se não bastasse a criança aos gritos, a sua amiga não larga o telemóvel.
O que não funciona: Dizer “Ai ó Isabel, larga lá isso.” O que pode funcionar. Olhá-la nos olhos e dizer: “Vim almoçar contigo porque queria estar contigo. Fazes-me o favor de desligar o telemóvel durante meia hora?” Se for um encontro romântico e ele preferir estar no Facebook, vá à casa de banho e ligue-lhe de lá.


5.O Vasco convidou-a para jantar, mas só fala dele. Quando você consegue dois segundos de silêncio, conta-lhe que há uns anos fez uma operação complicada. Comentário: ‘Quanto custou?’
O que não funciona: Dizer-lhe: “Olha, acho incrível que eu esteja para aqui calada enquanto tu não paras de falar, e quando te conto qualquer coisa pessoal a única coisa que te importa é quanto custou.” Dá muito trabalho.
O que pode funcionar: Assim que puder, levante-se, vá-se embora, desamigue-o do Facebook e nunca mais lhe atenda o telemóvel. Obviamente, deixe-o pagar a conta.


6.Emprestou a sua casa durante uns dias a uma amiga, mas ela não só lhe deixou tudo sujo como nem um bilhetinho a agradecer.
O que não funciona: Depende da pessoa e da relação que tem com ela. Mas não entre logo em parafuso a desabafar com toda a gente menos com ela (acontece muito).
O que pode funcionar: Deixe cair no esquecimento: afinal, foi só um desapontamento, não foi uma ofensa, e chamar-lhe a atenção não vai mudar nada. Se não aguentar, pode sempre dizer-lhe, delicadamente, “Então eu empresto-te a casa, tu nem um obrigadinha disseste e foste incapaz de deixar a casa mais ou menos limpa?” Ter em conta, no entanto, que a ideia de limpeza dela pode não ser igual à sua (há pessoas que não ligam mesmo nada a essas coisas). E da próxima vez, não empreste a casa a pessoas que já sabe que não vão deixá-la impecável.


7.O vizinho de cima deita-se tardíssimo e passa a noite com a televisão no máximo.
O que não funciona: Chamar a polícia, a não ser que seja um caso mesmo muito grave.
O que pode funcionar: Pode ir lá bater à porta e explicar a situação, mas geralmente ele volta a esquecer-se dois dias depois. De qualquer maneira, comece sempre por falar com ele (sem acusar: não esqueça o sorriso). Se não funcionar, escreva uma carta. Se a carta não funcionar, peça a colaboração de outro vizinho, vão lá os dois e tornem a explicar as vossas razões. Se nem isto funcionar, diga que vai fazer queixa e que isso acarretará uma pesada multa para o lado dele. Os malcriados são sempre mais sensíveis quando lhes tocam no bolso…

8.Alguém vai ao seu Facebook ou Instagram fazer um comentário ofensivo.

O que não funciona: Bem, aqui depende da pessoa. Se são aqueles haters empedernidos que estão ali só pelo espectáculo (dica: são os que não dão a cara e não têm nenhuma fotografia, se reparar), geralmente não funciona dar conversa. Faça o que fizer, não dê o flanco e não diga que se sentiu mesmo ofendida. Que se sentiu mesmo ofendida sabe ele.

O que pode funcionar: Agradeça o comentário (ficam furibundos) e dê uma resposta curta e tão delicada quanto ele foi ofensivo, sem lhe dizer que ele foi ofensivo, ou seja, sem acusar o toque. Se ele voltar à carga, não vale a pena dar-lhe mais conversa, Simplesmente ignore. Não vale a pena discutir com haters.

FALE COM ELES
Muitas vezes não resolvemos as situações simplesmente porque não temos à-vontade para o cara a cara, para resolver as situações pessoalmente, para ir ter com a pessoa e falar do assunto que nos incomoda. Um bom português barafusta muito mas é tímido. E no entanto quase tudo pode ser conversado, se não se deixar contagiar pela irritação e levar as coisas a bem. Enfim, há ocasiões em que nem vale a pena a pessoa chatear-se. Se o intelectual do seu colega de trabalho disser que não vê como alguém gosta da Shakira, vale a pena ofender-se?

Palavras-chave

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

Quando a cantiga foi uma arma

Quando a cantiga foi uma arma

Zendaya surpreende com visual ousado

Zendaya surpreende com visual ousado

Vida ao ar livre: guarda-sol Centra

Vida ao ar livre: guarda-sol Centra

Passatempo: ganha convites para 'A Grande Viagem 2: Entrega Especial'

Passatempo: ganha convites para 'A Grande Viagem 2: Entrega Especial'

Pestana aumentou remunerações médias em 12%. Lucros caíram 4%

Pestana aumentou remunerações médias em 12%. Lucros caíram 4%

Ratos velhos, sistema imunológico novinho em folha. Investigadores descobrem como usar anticorpos para rejuvenescer resposta imunitária

Ratos velhos, sistema imunológico novinho em folha. Investigadores descobrem como usar anticorpos para rejuvenescer resposta imunitária

Dânia Neto usou três vestidos no casamento: os segredos e as imagens

Dânia Neto usou três vestidos no casamento: os segredos e as imagens

Famosos brilham na reabertura de loja de luxo em Cascais

Famosos brilham na reabertura de loja de luxo em Cascais

A VISÃO Se7e desta semana - edição 1625

A VISÃO Se7e desta semana - edição 1625

Portugal visto pelos estrangeiros

Portugal visto pelos estrangeiros

MAI apela à limpeza dos terrenos rurais

MAI apela à limpeza dos terrenos rurais

A gestão aos gestores

A gestão aos gestores

Famosos brilham na reabertura de loja de luxo em Cascais

Famosos brilham na reabertura de loja de luxo em Cascais

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Descubra 6 pistas para ter no seu jardim os tecidos certos

Descubra 6 pistas para ter no seu jardim os tecidos certos

Mello, Espírito Santo e Champalimaud. O Estado Novo e as grandes fortunas

Mello, Espírito Santo e Champalimaud. O Estado Novo e as grandes fortunas

25 concertos para cantar Abril

25 concertos para cantar Abril

Relógio Slow Retail: Moda portuguesa e cheirinho a café, para descobrir em Cascais

Relógio Slow Retail: Moda portuguesa e cheirinho a café, para descobrir em Cascais

JL 1396

JL 1396

Caso BES: lesados avançam com mais de 150 recursos contra decisão de juíza

Caso BES: lesados avançam com mais de 150 recursos contra decisão de juíza

Corrida aos colégios privados: Maioria com listas de espera em Lisboa e Porto e aumento das mensalidades não diminui procura

Corrida aos colégios privados: Maioria com listas de espera em Lisboa e Porto e aumento das mensalidades não diminui procura

Conta-me como foi o 25 de abril

Conta-me como foi o 25 de abril

EDP Renováveis conclui venda de projeto eólico no Canadá

EDP Renováveis conclui venda de projeto eólico no Canadá

Amazon já ‘emprega’ 750 mil robôs. E tem menos 100 mil trabalhadores humanos

Amazon já ‘emprega’ 750 mil robôs. E tem menos 100 mil trabalhadores humanos

25 de Abril, 50 anos

25 de Abril, 50 anos

A meio caminho entre o brioche e o folhado, assim são os protagonistas da Chez Croissant

A meio caminho entre o brioche e o folhado, assim são os protagonistas da Chez Croissant

Charlene e Alberto do Mónaco apadrinham torneio de

Charlene e Alberto do Mónaco apadrinham torneio de "rugby"

Montenegro diz que

Montenegro diz que "foi claríssimo" sobre descida do IRS

Luísa Beirão: “Há dez anos que faço programas de ‘detox’”

Luísa Beirão: “Há dez anos que faço programas de ‘detox’”

Caras Decoração: escolhas conscientes para uma casa mais sustentável

Caras Decoração: escolhas conscientes para uma casa mais sustentável

Exame Informática TV nº 859: Veja dois portáteis 'loucos' e dois carros elétricos em ação

Exame Informática TV nº 859: Veja dois portáteis 'loucos' e dois carros elétricos em ação

Tesla introduz novo Model 3 Performance

Tesla introduz novo Model 3 Performance

Semana em destaque: Musk volta a gritar

Semana em destaque: Musk volta a gritar "Carro autónomo", mas poucos acreditam

Supremo rejeita recurso da Ordem dos Enfermeiros para tentar levar juíza a julgamento

Supremo rejeita recurso da Ordem dos Enfermeiros para tentar levar juíza a julgamento

Exportações de vinho do Dão com ligeira redução em 2023

Exportações de vinho do Dão com ligeira redução em 2023

Os melhores momentos do casamento de Dânia Neto e Luís Matos Cunha

Os melhores momentos do casamento de Dânia Neto e Luís Matos Cunha

Ao volante do novo Volvo EX30 numa pista de gelo

Ao volante do novo Volvo EX30 numa pista de gelo

Quis Saber Quem Sou: Será que

Quis Saber Quem Sou: Será que "ainda somos os mesmos e vivemos como os nossos pais?"

Os livros da VISÃO Júnior: Para comemorar a liberdade (sem censuras!)

Os livros da VISÃO Júnior: Para comemorar a liberdade (sem censuras!)

Fed e BCE em direções opostas?

Fed e BCE em direções opostas?

Ensaio ao Renault Scenic E-Tech, o elétrico com autonomia superior a 600 km

Ensaio ao Renault Scenic E-Tech, o elétrico com autonomia superior a 600 km

Meta ‘abre’ Quest OS a outras marcas como Asus e Lenovo

Meta ‘abre’ Quest OS a outras marcas como Asus e Lenovo

Carla Andrino e o marido brilham no casamento de Dânia Neto

Carla Andrino e o marido brilham no casamento de Dânia Neto

Dânia Neto abre o álbum de casamento:

Dânia Neto abre o álbum de casamento: "Bolha de amor"

João Abel Manta, artista em revolução

João Abel Manta, artista em revolução

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites