A incrível história da Shein

A incrível história da Shein

Desde a venda de vestidos de noiva até à tentativa de derrubar a Inditex, a história da Shein que revolucionou a moda mundial .

Chris Xu, o misterioso fundador e diretor executivo da Shein, não sabia nada sobre moda quando fundou a Shein há 15 anos, mas previu o que a geração Z queria. Agora, quer abrir o capital.

A Shein, o gigante da fast fashion mais popular dos últimos anos, iniciou o processo de abertura de capital nos Estados Unidos. Com uma avaliação que deverá ultrapassar os 80.000 milhões de euros, dois terços do que vale atualmente a Inditex, de Marta Ortega. Nada mau para uma empresa que começou por vender vestidos de noiva da China para o mundo, e que em 2022 se tornou na marca de moda mais procurada do planeta. Tudo um reconhecimento da profissão original do seu fundador e CEO, o esquivo Chris Xu: especialista em SEO, os responsáveis por colocar páginas entre os primeiros resultados das nossas pesquisas no Google.

Xu nasceu Xu Yangtian e surge num dos momentos mais delicados para a marca, cujo sucesso entre a geração Z e o seu apogeu no Ocidente lhe valeu adversários poderosos. Se o bilionário fundador da Shein tem algo em comum com o homem mais rico de Espanha, Amancio Ortega, fundador da Zara, não é a moda: é a obsessão pela privacidade.

No caso de Xu, o desconhecimento sobre a sua vida era tal que, durante anos, circularam várias versões diferentes da sua existência. Umas vezes era cidadão americano, outras chinês, ao ponto de a Shein ter tido de anunciar que Xu era cidadão chinês, um marco para uma empresa cuja cronologia oficial nem sequer nomeia o fundador e os seus sócios originais.

A biografia atual, mais ou menos fiável, é que Xu tem 39 anos, nasceu na China e é um empreendedor precoce. Terminou a escola em 2007 e um ano depois, aos 24 anos, começou a trabalhar numa empresa de marketing, ao mesmo tempo que dava os primeiros passos do que viria a ser a Shein, que evoluiu com os conhecimentos de Xu. A ideia original era aproveitar a procura internacional de produtos chineses, que foi sendo aperfeiçoada através de sucessivos estudos de mercado até chegarem a um facto chocante: há muita gente disposta a comprar vestidos de noiva da China a bom preço. Este foi o primeiro passo de Xu na moda, quando a empresa ainda se chamava SheInside e o seu único interesse era o comércio eletrónico.

Os “quatro fundadores”, como a Shein chama a Xu e à sua equipa mais próxima – Molly Miao, atual directora de operações; Ren Xiaoqing, responsável pelo sourcing global; e Gu Xiaoqing, que atualmente não ocupa qualquer posição no organigrama- decidiram expandir o negócio. Começaram por tentar a sorte com a venda, como intermediários, de moda feminina para além dos vestidos de noiva e, finalmente, deram o salto do comércio eletrónico para a produção interna: a mudança da SheInside para a marca Shein, em 2012.

Nessa altura, a Shein já estava presente em grande parte do mundo, incluindo Portugal. Faltavam ainda dois passos. O primeiro, a produção em massa e barata (a Shein chegou a ter meio milhão de referências) de roupas de acordo com as tendências do momento. Esta é a grande obsessão do grupo: se as suas primeiras grandes contratações foram ex-funcionários do eBay, do PayPal e de outras plataformas fintech para afinar uma aplicação e um site desenhados ao milímetro para facilitar o processo de compra. Ultimamente, os investimentos na moda têm sido acompanhados pelos mesmos em Inteligência Artificial (IA), para captar instantaneamente o que está – ou estará – na moda e conseguir colocar uma peça de roupa na loja em 72 horas. Por outras palavras, o modelo da Zara elevado ao TikTok.

E a segunda tem muito a ver com esse TikTok que hoje é quase sinónimo das suas roupas. Já em 2016, um ano depois de terem lançado um programa para jovens designers que hoje se estende por três continentes e que levaram à passerelle de Paris, a Shein tinha consciência de que ter lojas é bom desde que se saiba que a montra é a Internet. Na altura, por exemplo, a marca já estava a começar a oferecer roupas a bloggers, instagrammers e outros influenciadores para encontrarem uma presença online. Na altura, afirmavam que a Shein seria “o maior guarda-roupa online do mundo em três anos”.

A previsão era quase exacta: a marca estava a crescer de forma imparável, mas a pandemia de 2020 viu-a explodir de uma avaliação de 15 mil milhões de dólares para 60 mil milhões de dólares num ano, para 100 mil milhões de dólares em dois e daí para os actuais 90 mil milhões de dólares. Os actuais 90 mil milhões de dólares que pretendem obter na futura estreia na bolsa (e que deixariam Xu, que se estima possuir um terço da empresa, com uma fortuna de 27,5 mil milhões de euros), prometem a uma Wall Street desconfiada que podem trazer de novo a esperança a um pregão em baixa, onde nenhuma das últimas chegadas correspondeu às expectativas. É uma coincidência curiosa o facto de a avaliação da empresa de fast fashion que melhor compreendeu a Internet e a revolução da IA ser a mesma que Sam Altman procurou para a OpenAI há algumas semanas.

A incrível história da Shein

A incrível história da Shein

A incrível história da Shein

Palavras-chave

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

Bruna Gomes antecipa casamento relâmpago com Bernardo Sousa

Bruna Gomes antecipa casamento relâmpago com Bernardo Sousa

Tesla Model 3 'Highland' em teste: Este carro devia ser mais caro…

Tesla Model 3 'Highland' em teste: Este carro devia ser mais caro…

Desfile de famosos na passadeira dos SAG Awards

Desfile de famosos na passadeira dos SAG Awards

Em

Em "A Sala dos Professores", o realizador Ilker Çatak mostra uma escola da vida real

Fundos Comunitários: Celeridade do Estado é vital para setor empresarial

Fundos Comunitários: Celeridade do Estado é vital para setor empresarial

Quando a cantiga foi uma arma

Quando a cantiga foi uma arma

iServices lança kit para reparação de smartphones em casa

iServices lança kit para reparação de smartphones em casa

Brinquedos didáticos, livres e que estimulem a criatividade. Onde? Na Color Square

Brinquedos didáticos, livres e que estimulem a criatividade. Onde? Na Color Square

A teoria de que “descendem” dos dinossauros voadores colapsou. De onde vêm, então, os pássaros?

A teoria de que “descendem” dos dinossauros voadores colapsou. De onde vêm, então, os pássaros?

Em “Senhora do Mar”: Maria perde a virgindade com Pedro

Em “Senhora do Mar”: Maria perde a virgindade com Pedro

Dos idos de Março 62 às eleições de Março 24

Dos idos de Março 62 às eleições de Março 24

Em “Senhora do Mar”: Joana conta toda a sua história a Manuel e Rita

Em “Senhora do Mar”: Joana conta toda a sua história a Manuel e Rita

Saccharum Resort, na terra do ouro branco

Saccharum Resort, na terra do ouro branco

Ave asiática possui habilidades mentais semelhantes às dos seres humanos

Ave asiática possui habilidades mentais semelhantes às dos seres humanos

Atualização de software da Tesla corrige problemas de bateria no frio extremo

Atualização de software da Tesla corrige problemas de bateria no frio extremo

Juan Vicente Piqueras, Caçador de instantes

Juan Vicente Piqueras, Caçador de instantes

Lisboa através dos tempos na VISÃO História

Lisboa através dos tempos na VISÃO História

Celebridades assistem ao desfile Fendi na Semana da Moda de Milão

Celebridades assistem ao desfile Fendi na Semana da Moda de Milão

Cartazes à vista!

Cartazes à vista!

PLAY: Cinco momentos a não perder no Festival de Cinema Infantil e Juvenil

PLAY: Cinco momentos a não perder no Festival de Cinema Infantil e Juvenil

Estão a ser plantadas as árvores erradas em África - e isso ameaça os ecossistemas

Estão a ser plantadas as árvores erradas em África - e isso ameaça os ecossistemas

Catarina Furtado de férias em Zanzibar, na Tanzânia

Catarina Furtado de férias em Zanzibar, na Tanzânia

Esplanada, comida asiática e preços democráticos no Street Chow

Esplanada, comida asiática e preços democráticos no Street Chow

Governo alarga prazo das medidas excecionais para simplificar produção de energia renovável

Governo alarga prazo das medidas excecionais para simplificar produção de energia renovável

Hora do chá: Onde beber (e onde comprar) os melhores chás

Hora do chá: Onde beber (e onde comprar) os melhores chás

J. L. Barreto Guimarães, Poesia para médicos

J. L. Barreto Guimarães, Poesia para médicos

Na estreia de

Na estreia de "Duna: Parte Dois" em Nova Iorque, Zendaya volta a surpreender

José Neves assume liderança da sua Fundação após saída da Farfetch

José Neves assume liderança da sua Fundação após saída da Farfetch

Tempos de Antena ‘Miúdos a Votos’: ‘A Fada Oriana’

Tempos de Antena ‘Miúdos a Votos’: ‘A Fada Oriana’

769, 265 e 409. Os números esmagadores com que a Nvidia, “a cotada mais influente do mundo”, deu a volta a Wall Street

769, 265 e 409. Os números esmagadores com que a Nvidia, “a cotada mais influente do mundo”, deu a volta a Wall Street

Apartamento em Cascais: sobriedade contemporânea

Apartamento em Cascais: sobriedade contemporânea

Desporto: 20 artigos para suar com estilo

Desporto: 20 artigos para suar com estilo

INEM tem até 15 de março para chegar a acordo com Liga dos Bombeiros

INEM tem até 15 de março para chegar a acordo com Liga dos Bombeiros

Penélope Cruz deslumbra na passadeira dos SAG Awards

Penélope Cruz deslumbra na passadeira dos SAG Awards

Lenovo apresenta portátil com ecrã transparente

Lenovo apresenta portátil com ecrã transparente

Os ténis da VEJA já se produzem em Felgueiras

Os ténis da VEJA já se produzem em Felgueiras

Recorde o casamento de Chiara Ferragni

Recorde o casamento de Chiara Ferragni

Doentes dos Hospitais de Coimbra começaram hoje a votar

Doentes dos Hospitais de Coimbra começaram hoje a votar

As Revoluções Francesas na VISÃO História

As Revoluções Francesas na VISÃO História

Montenegro ouve pedido de exigência na escola pública e admite regresso de exames

Montenegro ouve pedido de exigência na escola pública e admite regresso de exames

Legislativas 2024: o que dizem as últimas sondagens?

Legislativas 2024: o que dizem as últimas sondagens?

Honor lança Magic Pro 6, smartphone com Inteligência Artificial avançada

Honor lança Magic Pro 6, smartphone com Inteligência Artificial avançada

A Interdecoração está de volta à Exponor

A Interdecoração está de volta à Exponor

Citroën ë-C3: O elétrico que custa 23.300 euros chega em junho

Citroën ë-C3: O elétrico que custa 23.300 euros chega em junho

Vídeo: Fazer filmes para apelar ao voto

Vídeo: Fazer filmes para apelar ao voto

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites