Getty

Há uma frase que está muito na moda mas que me anda a apoquentar. O que é que pretendem dizer as pessoas que afirmam que querem ser “a melhor versão de si próprias”? Não percebo, porque não sendo possível ser a melhor versão de outra pessoa…  Creio que terá sido um efeito colateral dos movimentos de aceitação que vieram contrariar os estereótipos de beleza. Ou seja, temos de nos aceitar como somos, embora secretamente todas queiramos ser mais altas, elegantes e ter o peito empinado. E isso não tem a ver com aceitação: não vou todos os dias a correr para o espelho para ver se finalmente acordei com as nádegas no lugar do pescoço, mas se me perguntarem, o meu sonho será sempre a melhor versão da Charlize Theron. Somos livres de querer ser a melhor versão da vizinha do lado. O que não nos dá o direito de cobrar uma versão diferente à pessoa que está à nossa frente. E, se pensarmos bem, esta semântica quer dizer o quê? Se formos snobes, a nossa melhor versão será o pináculo da arrogância? Ou da humildade?

Baralhada? Eu também. A linguagem é traiçoeira, hoje mais do que nunca temo falar. No outro dia, num jantar de trabalho, na tentativa de fazer conversa de circunstância, o silêncio encheu-se de dúvidas pronominais: ela, ele ou elu? Quem somos e o que fazemos aqui?

Comentava com uma colega a recente polémica das redes sociais, a insurreição contra a expressão “que não custe um rim”. Todas sabemos o que quer dizer. Mas a indignação – por vezes violenta – instalou-se entre os que achavam que a frase era ofensiva. Na altura achei exagero, mas acusei a pressão quando dei por mim a pensar nas pessoas que no Afeganistão vendem órgãos para sustentar a família. Será o fim oficial dos rins de chocolate?

Realmente a linguagem tem de evoluir, juntamente com os atos, para a tolerância, mas não haverá casos em que somos irascivelmente intolerantes em nome da própria tolerância?

E agora, que só é socialmente aceite dizer “foi um gosto”. O que aconteceu ao “prazer”? Desde quando é que um aperto de mão foi promovido a preliminar? Daqui a uns tempos já todos teremos sido doutrinados neste novo glossário, como aconteceu com a palavra ‘fila’ há uns anos.

Já fui várias vezes atraiçoada pelas palavras, com maior ou menor importância. Quando morreu a prima da minha mãe, na tentativa de animar a filha, à espera de bebé, disse-lhe “estou MORTINHA para conhecer o teu menino”. E quanto mais falava mais me enterrava num léxico mortífero. É como o padre que me casou: tanto lhe disseram para não chamar Sofia à noiva Sandra – Sofia era o nome da ex-noiva do noivo da Sandra – que foi exatamente o que fez no dia da cerimónia.

Nem de propósito, só me lembro de uma expressão que poderia descrever na perfeição cada entrada desta crónica, mas como mete tiros e melros numa só frase, calar-me-ei com a mordaça do politicamente correto. Até relia esta reflexão irrefletida, mas temo que ao aspirar à melhor versão desta crónica ela só fique pior.

Assim, resta-me dizer que foi um gosto/prazer conversar com todos/todas/todes vocês. Um beijinho/abraço/high five especial à Sandra/Sofia. (Por favor riscar o que não interessa).

Palavras-chave

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

O que precisa de saber sobre a nova forma de transferências bancárias

O que precisa de saber sobre a nova forma de transferências bancárias

Portugal esgota hoje os recursos deste ano e começa a usar os de 2025

Portugal esgota hoje os recursos deste ano e começa a usar os de 2025

Inster será o 100% elétrico mais acessível da Hyundai

Inster será o 100% elétrico mais acessível da Hyundai

ATL para artistas

ATL para artistas

Dar as boas-vindas ao verão

Dar as boas-vindas ao verão

Joana Vasconcelos: “Quando trabalho, o ritmo é intenso, sou imparável”

Joana Vasconcelos: “Quando trabalho, o ritmo é intenso, sou imparável”

Quis Saber Quem Sou: Será que

Quis Saber Quem Sou: Será que "ainda somos os mesmos e vivemos como os nossos pais?"

Vencedores e vencidos do 25 de Abril na VISÃO História

Vencedores e vencidos do 25 de Abril na VISÃO História

Boeing Starliner: NASA remarca regresso dos astronautas à Terra

Boeing Starliner: NASA remarca regresso dos astronautas à Terra

VISÃO Júnior de maio de 2024

VISÃO Júnior de maio de 2024

Perfumaria brasileira celebra a chegada do calor e conquista Lisboa e a Comporta

Perfumaria brasileira celebra a chegada do calor e conquista Lisboa e a Comporta

Salgueiro Maia, o herói a contragosto

Salgueiro Maia, o herói a contragosto

Inspire-se no

Inspire-se no "look" de Matilde Reymão

EXAME 481 - Junho de 2024

EXAME 481 - Junho de 2024

Num dos próximos quatro anos, o planeta deverá mesmo exceder 1,5ºC de aumento de temperatura

Num dos próximos quatro anos, o planeta deverá mesmo exceder 1,5ºC de aumento de temperatura

Kiwi contra um dos mais dolorosos efeitos secundários da quimioterapia. O

Kiwi contra um dos mais dolorosos efeitos secundários da quimioterapia. O "método inovador" criado por investigadores portugueses

Os planos da Stellantis para criar um ecossistema de software para os carros

Os planos da Stellantis para criar um ecossistema de software para os carros

Os festivais de verão

Os festivais de verão

Realeza e celebridades britânicas rendidas ao estilo floral, em Ascot

Realeza e celebridades britânicas rendidas ao estilo floral, em Ascot

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Os 500 anos de Camões

Os 500 anos de Camões

Restrições ao consumo de água no Algarve vão ser aliviadas

Restrições ao consumo de água no Algarve vão ser aliviadas

A La Redoute Intérieurs apresentou a sua nova coleção em Paris

A La Redoute Intérieurs apresentou a sua nova coleção em Paris

ESG Talks: “Só temos um cenário: fazer aquilo que nos for possível”

ESG Talks: “Só temos um cenário: fazer aquilo que nos for possível”

Jl 1401

Jl 1401

De Zeca Afonso a Adriano Correia de Oliveira. O papel da música de intervenção na revolução de 1974

De Zeca Afonso a Adriano Correia de Oliveira. O papel da música de intervenção na revolução de 1974

Cientistas desenvolvem bateria para robô comestível

Cientistas desenvolvem bateria para robô comestível

Uma viagem a Trás-os-Montes sem sair de Gaia. Lídia Brás, do Stramuntana, vence categoria Embaixador Gastronómico dos prémios AHRESP

Uma viagem a Trás-os-Montes sem sair de Gaia. Lídia Brás, do Stramuntana, vence categoria Embaixador Gastronómico dos prémios AHRESP

Recorde a vida do príncipe William no dia em que celebra 42 anos

Recorde a vida do príncipe William no dia em que celebra 42 anos

Fátima Baptista:

Fátima Baptista: "Não é preciso ir ao médico para fazer uma caminhada"

Novo estudo científico revela que o cérebro tenta prever o futuro enquanto se encontra em repouso

Novo estudo científico revela que o cérebro tenta prever o futuro enquanto se encontra em repouso

Bruno de “Casados à Primeira Vista” brilha em “A Sentença” da TVI

Bruno de “Casados à Primeira Vista” brilha em “A Sentença” da TVI

"O Amor Segundo Dalva": Um filme sobre crescer antes de tempo

Exposição solar: O problema dos UVA

Exposição solar: O problema dos UVA

Campos de férias: será que o meu filho sobrevive?

Campos de férias: será que o meu filho sobrevive?

Alpine A290: elétrico, tecnológico… e endiabrado

Alpine A290: elétrico, tecnológico… e endiabrado

Canon EOS R8 em teste: De duas se fez uma

Canon EOS R8 em teste: De duas se fez uma

Duarte Appleton e Vicente Gil: Dois jovens irreverentes atentos às tendências

Duarte Appleton e Vicente Gil: Dois jovens irreverentes atentos às tendências

Uma viagem a Trás-os-Montes sem sair de Gaia. Lídia Brás, do Stramuntana, vence categoria Embaixador Gastronómico dos prémios AHRESP

Uma viagem a Trás-os-Montes sem sair de Gaia. Lídia Brás, do Stramuntana, vence categoria Embaixador Gastronómico dos prémios AHRESP

ESG Talks: “O Alqueva veio resolver muitos problemas que tínhamos na região”

ESG Talks: “O Alqueva veio resolver muitos problemas que tínhamos na região”

VISÃO Se7e: Aproveitar os dias e noites de verão

VISÃO Se7e: Aproveitar os dias e noites de verão

No bairro da Estrela, em Lisboa, um projeto chave na mão

No bairro da Estrela, em Lisboa, um projeto chave na mão

Em “A Promessa”: Laura e Maria descobrem que Nuno está à beira da morte

Em “A Promessa”: Laura e Maria descobrem que Nuno está à beira da morte

Um novo estúdio em Lisboa para jantares, showcookings, apresentações de marcas, todo decorado em português

Um novo estúdio em Lisboa para jantares, showcookings, apresentações de marcas, todo decorado em português

Em “Senhora do Mar”: Teresa fica em pânico por Manuel ter desaparecido

Em “Senhora do Mar”: Teresa fica em pânico por Manuel ter desaparecido

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites