iStock_000065201411_Large.jpg

– E então, como é que podemos distinguir uma pessoa que nos faz bem de uma pessoa tóxica?

– Prestando atenção às nossas emoções. Elas dizem-nos quem gosta de nós e quem é tóxico. Assim como o nosso corpo nos avisa se temos fome ou cansaço, também nos avisa de que aquela pessoa não te faz bem. Aquela pessoa que nos cansa, que nos suga energia, que nos deixa com um sentimento de insatisfação, que é insatisfeita, está sempre insatisfeita, deixa-nos tensas e sob stresse, mente-nos, essa pessoa é tóxica para nós.

– Porque é que mantemos essas pessoas nas nossas vidas?

– Porque todos nós queremos ter uma relação, um amigo, queremos pessoas nas nossas vidas, precisamos de afectos, mas não pensamos na qualidade dessas relações, e isso afecta-nos imensa. O contágio emocional é enorme e poderoso.

– As emoções contagiam-nos?

– Claro, ainda que inconscientemente: a paz, a alegria, o entusiasmo, a satisfação, são tão contagiantes como emoções negativas, mas nem nós nem a outra pessoa nos apercebemos disto. Temos de perceber uma coisa: que somos nós que escolhemos os outros, está na nossa mão escolher as pessoas que temos na nossa vida, elas não nos são impostas.

– Diz a certa altura no livro: ‘Não se desencontre de si em busca da sua felicidade’ – este movimento de descentramento de nós para os outros continua muito típico das mulheres, não é?

– Sim, é muito feminino este colocar da nossa felicidade nas mãos dos outros. E é muito perigoso, porque a partir desse momento elas influenciam-nos e têm poder sobre nós, e não conseguimos controlar isso. Pode ser muito desgastante e fazer-nos muito mal. Mais uma vez, o poder e influência que os outros têm sobre nós, somos nós que devemos controlar, porque não são os outros que escrevem a nossa vida.

– Mas temos muita consciência de culpa desse afastamento dos outros?

– Completamente! Temos muita dificuldade em dizer o que pensamos e o que sentimos com medo de magoar o outro, temos dificuldade em dizer ‘não quero isto, não é o melhor para mim’ e também temos dificuldade em pensar que somos nós que escolhemos os outros e não os outros que nos escolhem a nós. A solidão e a carência afectiva doem-nos muito, preferimos o ter ao ser. E depois temos muito medo de ser nós próprios, de não sermos aceites. Mas temos de ser inteiros, porque se andamos à procura da ‘metade’, do complemento, nunca seremos donos da nossa própria vida.

– Mas não se pode cair no extremo oposto de querer a pessoa perfeita…

– Claro que não, até porque isso não existe. Nós não devemos querer a pessoa perfeita, mas a pessoa que gosta de nós, que nos faz sentir bem, que nos ajuda a sermos pessoas melhores. E uma coisa importante: não devemos aceitar as que dizem que gostam muito de nós, mas depois tudo aquilo que fazem prova o contrário.

– É o que as pessoas fazem que conta?

– Claro que sim. O mais importante são os comportamentos, não as palavras. Quem gosta de nós interessa-se por nós e pela nossa vida, estimula-nos a ser melhor, não quer que sejamos outra pessoa, aceita-nos como somos, apoia-nos, está presente, e acima de tudo escuta-nos. Quem gosta de nós, ouve-nos. Quem não gosta vira as costas. É às pessoas que a escutam que deve dar a sua atenção.

– Mas por que é que tantas vezes desprezamos quem nos ama e perseguimos quem nos faz sofrer?

– Tem a ver com esta crença irracional: o amor é sofrimento. E não há nada mais errado. E depois, temos a crença igualmente irracional de que toda a gente é boa. O que também não é verdade. Quando encontramos alguém que precisa de ajuda, lá vamos nós cheias de boa vontade ajudar. Só que depois, damos damos damos, e recebemos tão pouco! Gera-se um desequilíbrio muito grande na relação, com o passar do tempo geram-se também muitas dependências, e depois é cada vez mais difícil sair da relação. Só recebemos migalhas: migalhas de bem-querer, migalhas de atenção, e como é que os outros nos vão tratar se nós não pedimos mais? Se achamos que ficamos bem assim, o que é que vamos receber? Migalhas.

– Se eu tenho uma relação que só me dá migalhas, o que é que posso fazer?

– Pergunte a si própria porque é que aceita tão pouco. E depois, pense quem considera ser o melhor para si, o que é que procura, porque é que aceita ter metade ou ainda menos? O livro tem muitas questões no sentido de a ajudar a procurar as respostas.

– Isto não tem só a ver com casais…

– Sim, é uma coisa que atravessa casais, amigos, família, trabalho. As nossas relações mais íntimas estão ligadas às nossas emoções.

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

Descubra 6 pistas para ter no seu jardim os tecidos certos

Descubra 6 pistas para ter no seu jardim os tecidos certos

Musk confirma: Tesla vai apresentar robotáxi em agosto

Musk confirma: Tesla vai apresentar robotáxi em agosto

Ministra avalia dificuldades na aquisição de vacinas pelas Unidades Locais de Saúde

Ministra avalia dificuldades na aquisição de vacinas pelas Unidades Locais de Saúde

Presidente da Assembleia da República participa no desfile do 25 de Abril na  Avenida da Liberdade

Presidente da Assembleia da República participa no desfile do 25 de Abril na Avenida da Liberdade

Operação Montana: PJ ajuda a prender 20 pessoas de uma rede criminosa internacional que se dedicava ao tráfico de droga e tinha membros portugueses

Operação Montana: PJ ajuda a prender 20 pessoas de uma rede criminosa internacional que se dedicava ao tráfico de droga e tinha membros portugueses

XPENG: mais uma marca chinesa que chega a Portugal

XPENG: mais uma marca chinesa que chega a Portugal

25 peças para receber a primavera em casa

25 peças para receber a primavera em casa

40 empresas portuguesas marcam presença na 62ª edição do Salão do Móvel de Milão

40 empresas portuguesas marcam presença na 62ª edição do Salão do Móvel de Milão

Chief Innovation Officer? E por que não Chief Future Officer?

Chief Innovation Officer? E por que não Chief Future Officer?

Montenegro apela à contenção de Israel e admite sanções ao Irão sem exacerbar violência

Montenegro apela à contenção de Israel e admite sanções ao Irão sem exacerbar violência

Em “Senhora do Mar”: Judite conhece Manuel e denuncia farsa de Joana

Em “Senhora do Mar”: Judite conhece Manuel e denuncia farsa de Joana

Molas de cabelo: 15 versões do acessório-estrela da estação

Molas de cabelo: 15 versões do acessório-estrela da estação

25 de Abril, 50 anos

25 de Abril, 50 anos

Em dia de aniversário, recorde a vida da princesa Eléonore da Bélgica

Em dia de aniversário, recorde a vida da princesa Eléonore da Bélgica

No primeiro dia de visita aos Países Baixos, Letizia surpreende com ombros nus e saia prateada

No primeiro dia de visita aos Países Baixos, Letizia surpreende com ombros nus e saia prateada

Fiasco: O novo bar do Porto é um quatro em um

Fiasco: O novo bar do Porto é um quatro em um

Portugal visto pelos estrangeiros

Portugal visto pelos estrangeiros

Caso BES: lesados avançam com mais de 150 recursos contra decisão de juíza

Caso BES: lesados avançam com mais de 150 recursos contra decisão de juíza

Novo encargo na fatura da luz para financiar tarifa social. Governo diz que há

Novo encargo na fatura da luz para financiar tarifa social. Governo diz que há "várias opções"

MNE e homólogos da UE reúnem-se hoje para discutir escalada

MNE e homólogos da UE reúnem-se hoje para discutir escalada "sem precedentes" no Médio Oriente

Ex-assistente de Meghan comenta as acusações de 'bullying'

Ex-assistente de Meghan comenta as acusações de 'bullying'

Lá fora, a vida a acontecer

Lá fora, a vida a acontecer

Exame Informática TV nº 859: Veja dois portáteis 'loucos' e dois carros elétricos em ação

Exame Informática TV nº 859: Veja dois portáteis 'loucos' e dois carros elétricos em ação

Cristina Ferreira e João Monteiro à descoberta do Rio de Janeiro

Cristina Ferreira e João Monteiro à descoberta do Rio de Janeiro

Os nomes estranhos das fobias ainda mais estranhas

Os nomes estranhos das fobias ainda mais estranhas

Bougain: Um ano a reavivar a História em Cascais

Bougain: Um ano a reavivar a História em Cascais

PM e presidente do Conselho Europeu encontram-se na quarta-feira de tarde

PM e presidente do Conselho Europeu encontram-se na quarta-feira de tarde

O que os preços do petróleo dizem sobre o conflito no Médio Oriente?

O que os preços do petróleo dizem sobre o conflito no Médio Oriente?

Xiaomi 14: Desempenho de topo

Xiaomi 14: Desempenho de topo

Quinze ruturas de vacinas notificadas ao Infarmed nos últimos três anos

Quinze ruturas de vacinas notificadas ao Infarmed nos últimos três anos

Bruna Gomes e Bernardo Sousa brilham no casamento de Dânia Neto

Bruna Gomes e Bernardo Sousa brilham no casamento de Dânia Neto

A reinvenção das imagens

A reinvenção das imagens

Raquel Prates assume: “Tenho uma enorme admiração pela filha do Juan”

Raquel Prates assume: “Tenho uma enorme admiração pela filha do Juan”

JL 1396

JL 1396

Os lugares desta História, com Isabel Stilwell: Elvas, capital do Império onde o sol nunca se põe

Os lugares desta História, com Isabel Stilwell: Elvas, capital do Império onde o sol nunca se põe

Em “Cacau”: Regina aponta uma arma a Marco para proteger Cacau

Em “Cacau”: Regina aponta uma arma a Marco para proteger Cacau

Quiz VISÃO Se7e: 10 perguntas para testar a sua cultura geral

Quiz VISÃO Se7e: 10 perguntas para testar a sua cultura geral

Sony A6700 em teste: Vídeo cinemático

Sony A6700 em teste: Vídeo cinemático

No tempo em que havia Censura

No tempo em que havia Censura

Passatempo: ganha convites para 'A Grande Viagem 2: Entrega Especial'

Passatempo: ganha convites para 'A Grande Viagem 2: Entrega Especial'

Caras conhecidas atentas a tendências de moda

Caras conhecidas atentas a tendências de moda

Lisboa através dos tempos na VISÃO História

Lisboa através dos tempos na VISÃO História

X poderá cobrar uma taxa a novos utilizadores ativos

X poderá cobrar uma taxa a novos utilizadores ativos

VOLT Live: reparação, atualização e segunda vida das baterias

VOLT Live: reparação, atualização e segunda vida das baterias

Da Índia com sabor

Da Índia com sabor

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites