Foto Pexels(Olia Danilevich

  1. Perceba-o – As crianças querem ter boas notas e agradar aos pais. Só não o fazem quando não podem. E se não estão a poder, perceba porquê.

2. Use o silêncio – Se o ano passado correu mail, pense no que é que podem fazer todos para que corra melhor. Às vezes a solução ‘dar-lhe mais explicações!’ pode não funcionar. Primeiro pergunte-lhe a ele o que acha que não correu bem. Depois sente-se dez minutos sozinha e perceba que mudanças práticas pode fazer.

3. Mais sono – A maioria das crianças precisa de dormir mais do que dorme. Verifique como pode organizar-se.

4. Mais calma – Ninguém se concentra e aprende se não tiver paz, sossego e hora marcada. Isto parece óbvio, mas não é posto em prática na esmagadora maioria das famílias. Estudar, seja em que idade for, leva tempo.

5. Anime-o – Aprender implica avanços e recuos. Veja um erro não como um falhanço mas como uma oportunidade para tentar de novo.

6. Entusiasme-se – Mesmo que o português ou a matemática não a alegrem por aí além, leve-o a entusiasmar-se.
‘Já viste como isto é giro?’, em vez daquela postura do ‘ai que chatice, vamos lá então fazer os trabalhos’.

7. Não compare – Nem com os amigos, nem com os irmãos, nem com uns tios (que eram todos uns génios), nem com os pais (esses então nem se fala), nem com o vizinho… Cada um dá o que pode. O que importa é se ele se esforçou. Cada aluno é individual, por isso a ele não o ajuda nada que lhe diga ‘mas se os outros conseguem, porque é que tu não consegues?’ Compare-o antes com ele próprio. ‘Vês, há dois meses ainda não sabias isto, conseguiste aprender muito bem, também vais conseguir aprender o resto. Queres tentar agora ou vamos primeiro comer uma bolacha?’

8. Seja realista – Pois, às vezes não se esforçou mesmo… Então deixe-o ter más notas e não culpe o professor. Doi? às vezes doi mais no orgulho dos pais.

9. Não critique – ‘Não fazes nada, és um irresponsável’… Criticar é o caminho mais simples: alivia a consciência dos pais mas não resolve nada, porque ir à raiz do problema é que dá trabalho. Em vez de perder tempo a ralhar, ouça-o, perceba as suas razões e tente encontrar caminhos para resolver as suas dificuldades. O que importa é não desanimar e aprender a superá-las.

10. Ligue-o à emoção – Aprender está relacionado com a emoção. Dificilmente memorizamos coisas de que não gostamos ou que não estão relacionadas com nada. Pode contar uma pequena história de que se lembre a propósito de qualquer coisa em que ele tenha mais dificuldades (ou seja, tornar pessoal aquela matéria impessoal).

11. Não lhe chame preguiçoso – Todos somos diferentes e ninguém é preguiçoso a tudo. Só o somos quando aquilo não nos interessa ou achamos que nunca vamos conseguir aprendê-lo. Perceba de onde vem a ‘preguicite’ e saiba que não se vence à força.

12. Perceba como ele aprende – Cada pessoa aprende à sua maneira. Alguns concentram-se durante mais tempo, outros precisam de mais intervalos para irem lá fora respirar.

13. Lute contra a desmotivação – Transmita a ideia de que nem sempre fazemos aquilo de que gostamos, tal como nem sempre comemos aquilo de que gostamos, mas isso não é um drama! É natural que se sintam desmotivados, estão a começar… Treine a postura: ombros, erguidos, peito para fora, é hora de ir à luta (se o fizer rir é mais fácil…)

14. Diminua a ansiedade – É normal que stressem: ninguém gosta de se sentir julgado. Por isso, ajude-o: dê-lhe tempo para se habituar e banalize a situação afinal, os TPCs não são assim tão importantes.

15. Diga que é normal todos termos dificuldades – Toda a gente foge daquilo que não sabe fazer bem. Por isso dê-lhe confiança e mostre-lhe que tudo se conquista. E depois leve-o a comer um gelado lá fora.

16. Mantenha a calma – Raciocine que aquela criança não é você, é um ser humano totalmente diferente. Não é você que ali está em causa. Além disso, ralhar só vai piorar as coisas. Mantenha a voz suave e aprenda a ouvi-lo em vez de lhe dar ordens.

17. Não abandone o bom aluno – Às vezes andamos em cima dos ‘maus’ alunos, e se temos um bom aluno em casa, como não dá trabalho, leva só uma palmadinha nas costas, às vezes nem isso… Continue a motivá-lo. Em vez de brinquedos ou objetos ofereça-lhe alguma atividade de que ele goste e que a escola não ensine. E continue a elogiá-lo, não tome as boas notas como garantidas ou como se ele não fizesse mais que a sua obrigação.

18. Ajude-o a organizar-se – . Pendure na parede um calendário grande e habitue-o a marcar os dias dos testes e o dia em que tem de começar a estudar. É mais fácil que ele se organize visualmente do que dizer ‘Ó Vasquinho, só faltam 5 dias para o teste!’

19. Doseie o estudo – É mais eficaz estudar meia hora por dia do que fazer depois maratonas para estudar o que não estudou no dia a a dia.

20. Ensine-o a estudar – Habitue-o a ler em voz alta e depois a resumir o que leu. Se ele não conseguir à primeira, não perca tempo a exasperar-se. Insista. Se vir que ele não dá mais, tenha o bom senso de o mandar descansar, apanhar ar ou ver televisão.

21. Evite reações despropositadas às notas – Valorize mais o esforço que o resultado. Se ele não se esforçou assim tanto, aproveite para conversar com ele e procurar soluções para melhorar.

22. Seja um modelo de movitação – Se sai de casa todos os dias a arrastar os pés, a bocejar e a dizer ‘ai que chatice’, não espere uma criança motivada com o seu ‘emprego’.

23. Dê razões – ‘Tens de estudar para ter um bom emprego’… Não lhe parece que com 9 anos isso ainda vem um pouco longe? Encontre razões mais lógicas: porque vais ficar mais esperto, porque vai desenvolver as células do teu cérebro (se encontrar uns Factos Engraçados sobre o cérebro é ainda mais divertido) ou porque vai ficar a saber muitas coisas.

24. Detenha-se no que fez bem – Não pergunte apenas ‘Sabes porque é que fizeste isto mal?’, mas ‘Sabes porque é que fizeste isto bem?’. Saber de onde vêm as nossas forças é tão importante como identificar as nossas fraquezas.

25. Não se separem chateados – Se lhe ralhar, termine com um abraço ou um carinho. Ele deve perceber que não é ele que está em causa, mas um determinado comportamento.

26. Elogie – Somos rápidos a reclamar das más notas mas parcos a elogiar as boas… não elogie cada passo que ele deu, mas quando consegue uma boa nota não se poupe.

27. Não passe o tempo todo que estão juntos a falar das notas – Façam uma atividade divertida a dois que não tenha nada a ver com a escola.

28. Largue-o – Dê-lhe orientação e depois deixe-o organizar-se como entender. Dê-lhe espaço, não abafe.

29 – Dê uma ajuda – Dito isto, às vezes umas explicações dão muito jeito, mas não espere que as dúvidas se acumulem até que seja quase impossível recuperar a matéria. Pergunte-lhe logo ao princípio se acha que consegue sem ajuda. De qualquer maneira, os pais nunca são bons explicadores, os tios dizem que sim mas depois nunca têm tempo nem treino necessário. Se possível, confie essa tarefa a alguém fora da família. De qualquer maneira, as explicações não devem ser obrigatórias nem devem ser uma ‘muleta’: às vezes podem ser precisas apenas algumas, até que ele recupere ou adquira hábitos de estudo.

30. Treinem também o corpo – Não o encha de atividades intelectuais. Escolha pelo menos uma que seja física, mas lembre-se que nem todos os rapazes gostam de futebol nem todas as meninas gostam de ballet. Há tanto para experimentar!

APRENDER É DIVERTIDO!
Fora da escola, dos TPCs e dos smartphones, algumas atividades podem ser divertidas: é o caso de jogos de tabuleiro como o monopólio ou o xadrez ou mesmo o velhinho Jogo da Glória. Ensine-o a jogar às cartas. Se ainda tem filhos pequenos, encoraje-os a contar degraus, a verificarem a conta do supermercado, a contarem os talheres, a contarem de trás para a frente ou de dois em dois. Antes de lavar o carro, entretenham-se a escrever palavras no pó (este é um clássico mas cuidado para não o ter também a escrever no carro dos vizinhoa). Contem histórias à vez. Joguem ao ‘cadáver esquisito’ e ao Scrabble. Faça um jornal: reúna revistas e jornais que já não queira e entretenham-se a recortar palavras e frases para construir uma notícia ou uma história.

Palavras-chave

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

12 Cafés clássicos e cheios de histórias, de Braga a Loulé

12 Cafés clássicos e cheios de histórias, de Braga a Loulé

Saiba quem é o ator que protagoniza a série sobre a vida de Tony Carreira

Saiba quem é o ator que protagoniza a série sobre a vida de Tony Carreira

Os dias românticos de Georgina e Cristiano Ronaldo

Os dias românticos de Georgina e Cristiano Ronaldo

Passatempo: ganha convites para 'A Grande Viagem 2: Entrega Especial'

Passatempo: ganha convites para 'A Grande Viagem 2: Entrega Especial'

Experiência degustativa, uma sugestão para sair em Lisboa

Experiência degustativa, uma sugestão para sair em Lisboa

Enfermeiros acusam ARS Norte de

Enfermeiros acusam ARS Norte de "mudar a meio do jogo" regras de concurso

"Ataque de spyware mercenário" em iPhones faz Apple lançar alerta e recomendar medidas de segurança

Inspirados na Revolução: 30 sugestões para celebrar o 25 de Abril

Inspirados na Revolução: 30 sugestões para celebrar o 25 de Abril

"Somos um País pobre. É preciso dizê-lo"

Portugal visto pelos estrangeiros

Portugal visto pelos estrangeiros

Avi Wigderson ganha prémio Turing, o 'Nobel da computação'

Avi Wigderson ganha prémio Turing, o 'Nobel da computação'

Molas de cabelo: 15 versões do acessório-estrela da estação

Molas de cabelo: 15 versões do acessório-estrela da estação

Raquel Prates assume: “Tenho uma enorme admiração pela filha do Juan”

Raquel Prates assume: “Tenho uma enorme admiração pela filha do Juan”

Projeto de hidrogénio verde avança no Alentejo com investimento de 13,5ME

Projeto de hidrogénio verde avança no Alentejo com investimento de 13,5ME

Os lugares desta História, com Isabel Stilwell: Filipe I de Portugal, por fim

Os lugares desta História, com Isabel Stilwell: Filipe I de Portugal, por fim

Georgina Rodriguez abre álbum de fim-de-semana a dois com Cristiano Ronaldo

Georgina Rodriguez abre álbum de fim-de-semana a dois com Cristiano Ronaldo

Área ardida em 2023 na UE é duas vezes maior do que o Luxemburgo

Área ardida em 2023 na UE é duas vezes maior do que o Luxemburgo

Bar Alimentar: Este não é mais um restaurante italiano em Lisboa

Bar Alimentar: Este não é mais um restaurante italiano em Lisboa

Especialista em linguagem corporal analisa evolução do relacionamento de William e Kate

Especialista em linguagem corporal analisa evolução do relacionamento de William e Kate

JL 1395

JL 1395

Letizia e Felipe VI visitam rainha Sofia na clínica

Letizia e Felipe VI visitam rainha Sofia na clínica

Triatlo dos Jogos Olímpicos de Paris2024 em risco de adiamento ou mesmo cancelamento

Triatlo dos Jogos Olímpicos de Paris2024 em risco de adiamento ou mesmo cancelamento

No Douro, uma casa de campo a convidar a dias de descanso

No Douro, uma casa de campo a convidar a dias de descanso

Musk confirma: Tesla vai apresentar robotáxi em agosto

Musk confirma: Tesla vai apresentar robotáxi em agosto

Quando a cantiga foi uma arma

Quando a cantiga foi uma arma

Artur Jorge: o exercício físico da poesia

Artur Jorge: o exercício físico da poesia

Identificados mais de 40.500 mosquitos em 2023, nenhum com vírus da dengue ou febre do Nilo

Identificados mais de 40.500 mosquitos em 2023, nenhum com vírus da dengue ou febre do Nilo

Produção responsável a celebrar o Dia Mundial da Terra

Produção responsável a celebrar o Dia Mundial da Terra

As memórias de Manuel Alegre

As memórias de Manuel Alegre

25 peças para receber a primavera em casa

25 peças para receber a primavera em casa

Exame Informática TV nº 859: Veja dois portáteis 'loucos' e dois carros elétricos em ação

Exame Informática TV nº 859: Veja dois portáteis 'loucos' e dois carros elétricos em ação

Montenegro compromete-se com reprogramação do PEPAC e reforço da Agricultura

Montenegro compromete-se com reprogramação do PEPAC e reforço da Agricultura

A tua VISÃO Júnior de abril vale um bilhete para a Jumpyard!

A tua VISÃO Júnior de abril vale um bilhete para a Jumpyard!

As melhores imagens da equipa PRIO - Exame Informática - Peugeot no Eco Rally Portugal

As melhores imagens da equipa PRIO - Exame Informática - Peugeot no Eco Rally Portugal

A Festa do Cinema Italiano traz filmes, música e gastronomia

A Festa do Cinema Italiano traz filmes, música e gastronomia

Máxima dos Países Baixos recicla vestido pela terceira vez

Máxima dos Países Baixos recicla vestido pela terceira vez

iPhone 17 Pro já deverá ter processador de 2 nanómetros

iPhone 17 Pro já deverá ter processador de 2 nanómetros

XPENG: mais uma marca chinesa que chega a Portugal

XPENG: mais uma marca chinesa que chega a Portugal

Ordem dos Médicos adverte que reforma das ULS

Ordem dos Médicos adverte que reforma das ULS "coloca em risco" formação médica

Em “Cacau”: Sal descobre traição de Rui e pede o divórcio

Em “Cacau”: Sal descobre traição de Rui e pede o divórcio

É o fim do mundo dos escritórios como o conhecemos, mas está tudo bem!

É o fim do mundo dos escritórios como o conhecemos, mas está tudo bem!

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Employer Branding: A chave para conquistar e reter talentos

Employer Branding: A chave para conquistar e reter talentos

Exame Informática TV nº 859: Veja dois portáteis 'loucos' e dois carros elétricos em ação

Exame Informática TV nº 859: Veja dois portáteis 'loucos' e dois carros elétricos em ação

Deva Cassel, uma digna sucessora da beleza da mãe, Monica Bellucci

Deva Cassel, uma digna sucessora da beleza da mãe, Monica Bellucci

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites