musica.jpg

Para melhor percebermos a relação entre a música e o Alzheimer, a ACTIVA falou, aquando da estreia do filme, com Ana Esperança, Presidente da Associação Portuguesa de Musicoterapia.

A música serve de prevenção para o Alzheimer?

Como fator preventivo não propriamente, mas como fator que ajuda a atrasar a evolução da doença e a manter competências sim, sem dúvida. Isto porque a música é vista do ponto de vista holístico, ou seja, consegue chegar à dimensão humana na sua totalidade, desde a dimensão cognitiva, à espiritual, motora, social, emocional. A música tem um efeito holístico no ser humano e a partir daí há uma ativação neuronal que depois faz a diferença.

O Alzheimer não tem cura, mas falou-me de atrasar o avanço da doença…

A música, associada aos fármacos, para atrasar a evolução da doença, será sempre uma mais-valia.

Como acha que o público vai receber o facto deste filme ser sobre a música e o Alzheimer?

Acho que vai receber muito bem, é um filme que nos passa a mensagem de que esta ligação à musicoterapia faz muito sentido. A personagem do filme tem efetivamente Alzheimer e o facto de estar em contacto com a música ativa-a e fá-la estar mais desperta para o ‘aqui’ e para o ‘agora’. Depois de cantar, [a personagem] volta para a apatia que a caracteriza já nesta fase. A ideia que dá é que a música atrasou, de certa forma, a evolução da doença, uma vez que no filme a personagem já tem Alzheimer há dez anos, e ainda tem momentos de lucidez curtos associados à música.

A sociedade portuguesa está educada para o Alzheimer e para as formas de prevenir ou atrasar a evolução da doença?

O Alzheimer é cada vez mais uma doença aceite e cada vez mais as pessoas têm conhecimento do que é o Alzheimer. E com a esperança média de vida a aumentar, de certa forma, aumentam também os casos. No entanto, ainda há muito trabalho para fazer, não só no conhecimento do que é o Alzheimer em si, mas também porque os cuidadores precisam de apoio e nesse aspeto, a Associação Alzheimer Portugal tem feito um excelente trabalho. O importante aqui é percebermos que as pessoas não estão sozinhas, seja o doente, seja o cuidador, e que há efetivamente intervenções terapêuticas que, para além da medicação, podem ajudar (se falarmos aqui, por exemplo, que de um cuidador que, por excesso de trabalho ou em termos emocionais pode ficar em baixo, a musicoterapia faz sentido).

Portanto, acha que o estigma da doença está a diminuir?

Aos poucos vamos aceitando que realmente é uma doença, é uma realidade. A partir do momento em que começamos a fazer coisas para lutar ou a saber lutar para lidar melhor com a doença, é sinal de que o estigma está a diminuir.

Em Portugal a utilização da musicoterapia como terapia válida está a crescer?

Sim, sim. Já existem instituições e lares à procura de musicoterapeutas para fazer intervenções com idosos. Cada vez mais, quando um idoso perde a capacidade verbal, não faz tanto sentido uma intervenção em psicologia. A musicoterapia trabalha a parte emocional e ativa o doente do ponto de vista motor, promove a interação social… Há certas atividades que o idoso começa a deixar de fazer, não propriamente porque perdeu a competência, mas porque cada vez faz menos coisas e a musicoterapia resgata o que o idoso ainda não perdeu, mas que já não faz. E isso faz todo o sentido na vida do doente: ainda não perdeu a capacidade, mas deixa de fazer [algo] porque foi institucionalizado, porque entretanto já cozinham por ele, e a musicoterapia ativa, resgata… Costumo chamar o “resgate da essência”, que é quando o idoso se encontra encerrado naquele corpo e já ninguém lhe permite muito bem ser nem existir, porque as relações sociais diminuíram, a atividade diminuiu, foi tirado de casa, já não trabalha… O idoso encerra, encerra-se em si próprio e, às vezes, parece pior do que realmente está efetivamente, porque o seu Eu está fechado. É um encerramento do ‘Eu’. A musicoterapia faz isto, o “resgate da essência”: vai buscar a pessoa que o doente é, trá-lo cá para fora e o ser na sua totalidade – alma e corpo – começa a existir na sua plenitude.”

Qual é a formação que existe em Portugal em musicoterapia?

Em Portugal só existe o Mestrado na Universidade Lusíada de Lisboa. Ainda não temos a musicoterapia profissionalizada, não temos um enquadramento legal. Neste momento, a Associação Portuguesa de Musicoterapia está a trabalhar e a lutar por isso. Inclusivamente temos uma petição dirigida à Assembleia da República, e precisamos de 4 mil assinaturas. A musicoterapia não é só a junção da disciplina Música com a disciplina Psicologia, é uma disciplina única que tem talvez 25% de música, 25% de psicologia, mas 50% de musicoterapia e daquilo que é a musicoterapia em termos de disciplina.

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

O futuro começou esta noite. Como foi preparado o 25 de Abril

O futuro começou esta noite. Como foi preparado o 25 de Abril

Cláudia Lucas Chéu - Síntese do femininismo

Cláudia Lucas Chéu - Síntese do femininismo

E o melhor Enoturismo Nacional é...

E o melhor Enoturismo Nacional é...

Há mar e mar, há ser e há proclamar

Há mar e mar, há ser e há proclamar

EDP Renováveis conclui venda de projeto eólico no Canadá

EDP Renováveis conclui venda de projeto eólico no Canadá

Sede da PIDE, o último bastião do Estado Novo

Sede da PIDE, o último bastião do Estado Novo

Mia Rose casou-se com António Morais

Mia Rose casou-se com António Morais

Palavra de profissional: estúdio de design Raw-Edges

Palavra de profissional: estúdio de design Raw-Edges

Desfile de elegância na red carpet dos Prémios Sophia

Desfile de elegância na red carpet dos Prémios Sophia

Perturbações mentais

Perturbações mentais "contagiosas" nas redes sociais da vida real? Sim e o ato de procurar ajuda também

Os nomes estranhos das fobias ainda mais estranhas

Os nomes estranhos das fobias ainda mais estranhas

Receita: Arroz doce por “chef” Sandra Pimenta

Receita: Arroz doce por “chef” Sandra Pimenta

BCE está pronto para baixar juros na próxima semana

BCE está pronto para baixar juros na próxima semana

As fotografias do Vietname de Paula Guimarães em mostra na Art Room

As fotografias do Vietname de Paula Guimarães em mostra na Art Room

Nuno Júdice - Quando tudo se transformava

Nuno Júdice - Quando tudo se transformava

VOLT Live: O estudo que prova que os 100% elétricos são a opção mais económica para as empresas

VOLT Live: O estudo que prova que os 100% elétricos são a opção mais económica para as empresas

IRS: Este é atualmente o prazo (e o valor) médio dos reembolsos

IRS: Este é atualmente o prazo (e o valor) médio dos reembolsos

Narrativas estrambólicas e contos que nos fazem pensar

Narrativas estrambólicas e contos que nos fazem pensar

Pedro Cabrita Reis: Há 50 anos a criar no caos do atelier

Pedro Cabrita Reis: Há 50 anos a criar no caos do atelier

Auditoras falharam a identificar 75% dos colapsos de empresas

Auditoras falharam a identificar 75% dos colapsos de empresas

Celebridades assistem à gala da amfAR, em Cannes

Celebridades assistem à gala da amfAR, em Cannes

Naomi Campbell celebra 54 anos

Naomi Campbell celebra 54 anos

Cupra Born VZ: 0 aos 100 km/h em 5,6 segundos

Cupra Born VZ: 0 aos 100 km/h em 5,6 segundos

Em “Cacau”: Regina e Justino fazem amor

Em “Cacau”: Regina e Justino fazem amor

O concerto de Taylor Swift contado por uma 'swiftie'

O concerto de Taylor Swift contado por uma 'swiftie'

Romantismo na passadeira vermelha de Cannes

Romantismo na passadeira vermelha de Cannes

Tudo o que precisa de saber sobre as caravelas-portuguesas, com o IPMA a alertar para um aumento dos avistamentos

Tudo o que precisa de saber sobre as caravelas-portuguesas, com o IPMA a alertar para um aumento dos avistamentos

Testamos a Xiaomi Smart Band 8 Pro, uma pulseira inteligente com estilo de relógio

Testamos a Xiaomi Smart Band 8 Pro, uma pulseira inteligente com estilo de relógio

VISÃO Se7e: Terraços, brunches e outras farturas

VISÃO Se7e: Terraços, brunches e outras farturas

Guia para a Feira do Livro de Lisboa em 7 pontos

Guia para a Feira do Livro de Lisboa em 7 pontos

Sensores feitos com ‘teias eletrónicas' de aranha podem ser impressos na pele

Sensores feitos com ‘teias eletrónicas' de aranha podem ser impressos na pele

Descubra 15 assentos topo de gama

Descubra 15 assentos topo de gama

“Casados à Primeira Vista”: Elisabete e Francisco em discussão tensa na lua de mel

“Casados à Primeira Vista”: Elisabete e Francisco em discussão tensa na lua de mel

Hipertensão arterial: procedimento

Hipertensão arterial: procedimento "minimamente invasivo" melhora significativamente a qualidade de vida dos doentes

Samsung Galaxy A55 5G em teste: A dose certa

Samsung Galaxy A55 5G em teste: A dose certa

Um novo estúdio em Lisboa para jantares, showcookings, apresentações de marcas, todo decorado em português

Um novo estúdio em Lisboa para jantares, showcookings, apresentações de marcas, todo decorado em português

Novo Dacia Spring já pode ser encomendado em Portugal

Novo Dacia Spring já pode ser encomendado em Portugal

Comer fora: 14 mesas de exterior

Comer fora: 14 mesas de exterior

Vencedores do passatempo 'IF - Amigos Imaginários'

Vencedores do passatempo 'IF - Amigos Imaginários'

No Porto, a Casa Armanda Passos mostra obras inéditas da artista

No Porto, a Casa Armanda Passos mostra obras inéditas da artista

Vencedores e vencidos do 25 de Abril na VISÃO História

Vencedores e vencidos do 25 de Abril na VISÃO História

Tarifário da água no Algarve abaixo da média nacional é erro crasso -- ex-presidente da APA

Tarifário da água no Algarve abaixo da média nacional é erro crasso -- ex-presidente da APA

OMS atualiza lista de bactérias que ameaçam saúde humana por resistirem aos antibióticos

OMS atualiza lista de bactérias que ameaçam saúde humana por resistirem aos antibióticos

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Os retratos nunca antes vistos da família real britânica

Os retratos nunca antes vistos da família real britânica

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites