“Sejam bem-vindos. Sou a vossa camareira. Entro nos vossos quartos e conheço os vossos segredos.”

E sejam bem vindos à ‘Camareira’ (Nita Prose, Ed. Presença), um dos livros mais originais dos últimos tempos, principalmente devido à sua narradora. O leitor começa a pensar que isto vai ser só uma história de crime contada por uma empregada de quarto de um hotel (em Portugal não usamos muito a palavra camareira, embora esteja absolutamente correta). Ah e tal, é giro, é diferente. Mas não está à espera de uma Molly Maid tão estranha como (à sua revelia) divertida.

Molly conta-nos todo o seu quotidiano, e cedo percebemos que vemos o mundo por um par de olhos muito diferente. A ‘camareira’ tem 25 anos, problemas de comunicação e socialização, e até há pouco tempo vivia com a avó, que a criou e sempre foi a sua ‘tradução’ do mundo, o seu apoio, a sua única companhia, o seu amor maior. Mas quando a avó morre, Molly fica absolutamente sozinha e perdida entre sinais que não entende, sem conseguir decifrar aquilo que a rodeia.

Dona de um coração tão grande como é pequeno o seu jeito para entender o mundo, refugia-se nas regras seguras da limpeza e do hotel, fazendo camas, limpando casas de banho, puxando o lustro aos móveis, dando luta diária aos germes e à desarrumação e lidando corajosamente com uma vida solitária.

Quase toda a gente a troça pelas costas, com algumas bondosas exceções, como o mexicano Juan Manuel, que labuta nas cozinhas, Mr. Preston, o rececionista, e Giselle, uma hóspede rica mas infeliz que a toma como sua confidente. Fora isso, ninguém sabe que ela existe.

Molly faz todos os dias o mesmo percurso de casa para o hotel e do hotel para casa, onde ainda mantém o quarto da avó intocado e todas as coisas da velha senhora: os bules e chávenas, a televisão antiga, os naperons antiquados, o hábito de assistir a reposições do detetive Columbo (um ‘outcast’ como ela). Molly pensa como a avó, fala como a avó, e mantém uma moralidade incorrupta. Está habituada a ser invisível, mas isso muda de um dia para o outro quando descobre um hóspede, o horrível Mr. Black, marido de Giselle, morto na cama. E a camareira, que encontrou o corpo, é a primeira suspeita.
A história torna-se de leitura compulsiva à medida que seguimos Molly na sua senda da verdade. Teoricamente, o livro é um policial, mas a história acaba por ser apenas um pretexto para vermos a mente e o pensamento de Molly em ação, uma narradora tão adorável como incomum, ao mesmo tempo divertida e comovente. Está tão bem escrito que, quando Molly nos conta o que acontece, nós percebemos o que realmente se passou, mas ela não. E até se perdoam algumas incongruências e atitudes que uma pessoa como Molly nunca teria.

Enfim, como (apesar de tudo) é um policial, não falta a reviravolta final, que, tal como a protagonista, consegue ser ao mesmo tempo surpreendente e óbvia. Por isso leiam mesmo até ao fim. É um conselho de amiga.

‘A Camareira’ – Nita Prose – Ed. Presença, E18,90

Palavras-chave

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

VISÃO Júnior de junho de 2024

VISÃO Júnior de junho de 2024

António Coutinho: “Não é uma transição energética. É uma revolução”

António Coutinho: “Não é uma transição energética. É uma revolução”

Vencedores e vencidos do 25 de Abril na VISÃO História

Vencedores e vencidos do 25 de Abril na VISÃO História

VOLT Live: Musk chegou a Portugal de jato privado, mas nós voámos de elétrico

VOLT Live: Musk chegou a Portugal de jato privado, mas nós voámos de elétrico

Em “A Promessa”: Laura impede que Tomás mate Miguel e se suicide

Em “A Promessa”: Laura impede que Tomás mate Miguel e se suicide

12 novas casas de banho funcionais, confortáveis e atraentes

12 novas casas de banho funcionais, confortáveis e atraentes

De Zeca Afonso a Adriano Correia de Oliveira. O papel da música de intervenção na revolução de 1974

De Zeca Afonso a Adriano Correia de Oliveira. O papel da música de intervenção na revolução de 1974

Exposição solar: O problema dos UVA

Exposição solar: O problema dos UVA

Curtas Vila do Conde: Um festival em grande

Curtas Vila do Conde: Um festival em grande

Curtas de Vila do Conde - Um festival que dá cartas

Curtas de Vila do Conde - Um festival que dá cartas

Os municípios que dão cartas nas exportações

Os municípios que dão cartas nas exportações

Cláudia Vieira fala-nos do seu visual festivaleiro

Cláudia Vieira fala-nos do seu visual festivaleiro

Adélia Prado - Uma voz entre o quotidiano e o transcendente

Adélia Prado - Uma voz entre o quotidiano e o transcendente

Birkenstock, escritório e showroom, em Amesterdão

Birkenstock, escritório e showroom, em Amesterdão

Os heróis portugueses que vão às Olimpíadas

Os heróis portugueses que vão às Olimpíadas

10 animais que resistem ao calor

10 animais que resistem ao calor

B&B Italia e Maxalto em Lisboa

B&B Italia e Maxalto em Lisboa

O momento encantador do agricultor João Menezes a cuidar do filho

O momento encantador do agricultor João Menezes a cuidar do filho

Tecnologia: A união faz a transição

Tecnologia: A união faz a transição

12 novas casas de banho funcionais, confortáveis e atraentes

12 novas casas de banho funcionais, confortáveis e atraentes

As escolhas de Letizia e Sofia que não ofuscam Leonor

As escolhas de Letizia e Sofia que não ofuscam Leonor

Fausto Bordalo Dias (1948-2024) - O barco vai de partida

Fausto Bordalo Dias (1948-2024) - O barco vai de partida

Em “A Promessa”: Tomás toma decisão radical e aponta uma arma a Miguel

Em “A Promessa”: Tomás toma decisão radical e aponta uma arma a Miguel

Juros altos por mais tempo?

Juros altos por mais tempo?

Quais as oportunidades na cadeia de valor da indústria espacial?

Quais as oportunidades na cadeia de valor da indústria espacial?

Zunder, a aplicação para carregar o carro por toda a Europa, chega a Portugal

Zunder, a aplicação para carregar o carro por toda a Europa, chega a Portugal

Mangualde fabrica primeiros elétricos

Mangualde fabrica primeiros elétricos "made in" Portugal e vai bater recorde de produção

Princesa Leonor triunfa num romântico e sedutor vestido de renda em azul-marinho

Princesa Leonor triunfa num romântico e sedutor vestido de renda em azul-marinho

Sabe o que são os padrões obscuros? Conheça a técnica dos sites e apps para manipular os utilizadores

Sabe o que são os padrões obscuros? Conheça a técnica dos sites e apps para manipular os utilizadores

Um dos sintomas de Covid-19 mais desvalorizado mas a que é preciso estar atento

Um dos sintomas de Covid-19 mais desvalorizado mas a que é preciso estar atento

Giorgio Armani celebra o seu 90.º aniversário

Giorgio Armani celebra o seu 90.º aniversário

O espetacular vestido de noiva de Sara Salgado

O espetacular vestido de noiva de Sara Salgado

Rumo a Sul: 7 passeios de barco, do Alqueva à Ria Formosa

Rumo a Sul: 7 passeios de barco, do Alqueva à Ria Formosa

Fala várias línguas, estudou num castelo em Gales e anda na tropa, eis a princesa Leonor (que hoje visita Portugal)

Fala várias línguas, estudou num castelo em Gales e anda na tropa, eis a princesa Leonor (que hoje visita Portugal)

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Proteger a biodiversidade? Comece pela sua alimentação!

Proteger a biodiversidade? Comece pela sua alimentação!

Guia de essenciais de viagem para a sua pele

Guia de essenciais de viagem para a sua pele

Um novo estúdio em Lisboa para jantares, showcookings, apresentações de marcas, todo decorado em português

Um novo estúdio em Lisboa para jantares, showcookings, apresentações de marcas, todo decorado em português

Sede da PIDE, o último bastião do Estado Novo

Sede da PIDE, o último bastião do Estado Novo

Kiwi contra um dos mais dolorosos efeitos secundários da quimioterapia. O

Kiwi contra um dos mais dolorosos efeitos secundários da quimioterapia. O "método inovador" criado por investigadores portugueses

Mário Machado: Segredos da vida de um neonazi português

Mário Machado: Segredos da vida de um neonazi português

PSP e .PT assinam acordo para combater cibercrime

PSP e .PT assinam acordo para combater cibercrime

Apple ‘abre’ sistema de pagamentos móveis aos rivais

Apple ‘abre’ sistema de pagamentos móveis aos rivais

Dias de Jazz: Oito festivais a não perder

Dias de Jazz: Oito festivais a não perder

17 mesas obrigatórias, de Melides a Vila Real de Santo António

17 mesas obrigatórias, de Melides a Vila Real de Santo António

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites