Agora que estamos a dias de celebrar o Dia de Portugal, a escritora Isabel Machado conta-nos um pouco mais sobre uma das mulheres mais importantes para a nossa independência.

A primeira pergunta é óbvia: afinal, a frase ‘Antes rainha por um dia que duquesa toda a vida’ é verdade ou é mito?
O mais plausível é que tenha dito: “É mais acertado morrer reinando do que acabar servindo.” Esta frase mostra-nos a sua coragem perante a indecisão do marido, duque de Bragança e futuro D. João IV, que tinha receio de apoiar os conjurados que queriam derrubar o rei espanhol, Filipe III, e entregar-lhe a si o trono, restaurando a nossa independência, em 1640. Apesar de saber que poderia perder a vida se o golpe corresse mal, D. Luísa mostra a imensa determinação que sempre a norteou.

Mas Luísa não se via como uma ‘traidora’ de Espanha, pois não?

Pelo contrário, a sua preocupação era o que poderia acontecer à sua família de Espanha. Quando veio para Portugal, era leal ao rei espanhol, mas à medida que os anos foram passando testemunhou vários atos de injustiça para com os portugueses e para com o seu próprio marido, nomeadamente os pesadíssimos impostos para pagar as guerras de Filipe III. Madrid também exigia que os portugueses integrassem os exércitos espanhóis. Os atropelos foram muitos, sobretudo durante o reinado de Filipe III, que queria mesmo que Portugal viesse a ser uma mera província de Espanha. D. Luísa também assistiu às mostras de afeto e de apoio do povo ao marido, que era adorado no Alentejo, e não só, e aos apelos para que fosse rei. E claro que os direitos do filho, D. Teodósio, por quem D. Luísa tinha verdadeira paixão, tiveram um grande peso na sua posição a favor dos conjurados.

Há muita coisa sobre Luísa de Gusmão ou teve de ‘preencher espaços’ imaginativamente?
Há algumas biografias, mas tive que preencher muitos, muitíssimos, espaços em branco. D. Luísa estava por detrás de quase todas as decisões do marido, pois D. João IV confiava plenamente nas suas capacidades, tanto que lhe entregou a regência quando, inesperadamente, se viu às portas da morte. O seu papel é crucial para a nossa independência! Eu não sabia, por exemplo, que todas as batalhas da Guerra da Restauração em solo português foram depois da morte de D. João IV. Foi D. Luísa quem decidiu fortalecer os exércitos, o que viria a permitir a Portugal todas as vitórias! O maior triunfo diplomático da Restauração, o casamento de D. Catarina com o rei de Inglaterra, foi D. Luísa que o conseguiu, quando toda a Europa se uniu contra Portugal. A História que aprendemos não nos conta nada disso, e também não nos dá a dimensão humana de D. Luísa, que é interessantíssima.

Também vemos Luísa como uma mãe preocupada com os filhos: a morte de Teodósio, a falta de cabeça (e coração) de Afonso, os problemas do casamento de Catarina (considerada ‘feia’ para o mulherengo Carlos). Foi uma rainha que até como mãe teve muitas dores de cabeça, certo?
É uma mãe muitíssimo afetiva, apesar da entrega à política. Os filhos foram a causa das suas maiores alegrias e preocupações, nomeadamente D. Afonso VI, que a maltratou. Além disso, passa pela maior tragédia de uma mãe: perdeu os dois filhos mais velhos em seis meses. Três anos depois, morre o marido. Mas não desiste, continua a lutar até ter a certeza de que Portugal estava capaz de manter a independência. As cartas que escrevia aos filhos são uma maravilha. Fala sem protocolo nenhum, como uma mãe moderna. As cartas à filha quando ela vai para Inglaterra são muito comovedoras.
 
O que é que D. Luísa e a Restauração nos ensinam?
Lembram-nos o quanto devemos valorizar o esforço que foi preciso para sermos hoje um país independente. Espero que os leitores sintam orgulho de ver como um pequeno país, que perdera a independência havia 60 anos, conseguiu reerguer-se do nada, enfrentando Espanha, o mais poderoso império do mundo na época, e uma Europa hostil. A maior riqueza de um povo é a sua identidade e a sua língua. É tudo isso que devemos à Restauração.

Palavras-chave

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

Oficina do Cego: Aprender as artes gráficas, da serigrafia à tipografia

Oficina do Cego: Aprender as artes gráficas, da serigrafia à tipografia

Euro2024: O calendário da fase de grupos. Quando joga Portugal e em que canal ver

Euro2024: O calendário da fase de grupos. Quando joga Portugal e em que canal ver

Mariana arrasa Daniel após “traição” em “Casados à Primeira Vista”

Mariana arrasa Daniel após “traição” em “Casados à Primeira Vista”

André Ventura, Pedro Nuno Santos e Carlos Moedas propostos para o Conselho de Estado

André Ventura, Pedro Nuno Santos e Carlos Moedas propostos para o Conselho de Estado

Os melhores momentos do Dia da Ordem da Jarreteira no Castelo de Windsor, que não contou com a presença de Kate

Os melhores momentos do Dia da Ordem da Jarreteira no Castelo de Windsor, que não contou com a presença de Kate

Os

Os "looks" de Leonor e Sofia no 10.º aniversário de reinado dos pais

A importância da Formação de Executivos

A importância da Formação de Executivos

Vídeo: Um encontro com Alice Vieira, a 'contadora de histórias'

Vídeo: Um encontro com Alice Vieira, a 'contadora de histórias'

A VISÃO Se7e desta semana - edição 1633

A VISÃO Se7e desta semana - edição 1633

Nova app MyHyundai até vai mostrar vídeos das intervenções técnicas

Nova app MyHyundai até vai mostrar vídeos das intervenções técnicas

Volta a Portugal com as receitas da Marlene Vieira

Volta a Portugal com as receitas da Marlene Vieira

Navegando rumo ao futuro digital do oceano

Navegando rumo ao futuro digital do oceano

O futuro começou esta noite. Como foi preparado o 25 de Abril

O futuro começou esta noite. Como foi preparado o 25 de Abril

A La Redoute Intérieurs apresentou a sua nova coleção em Paris

A La Redoute Intérieurs apresentou a sua nova coleção em Paris

O que é feito de Maria a primeira vencedora do “Masterchef Júnior”?

O que é feito de Maria a primeira vencedora do “Masterchef Júnior”?

Moda: 20 cestas para usar no dia a dia

Moda: 20 cestas para usar no dia a dia

JL 1400

JL 1400

João Paulo Esteves da Silva - O piano e todas as margens

João Paulo Esteves da Silva - O piano e todas as margens

Emoção e paixão no casamento de Ivo e David em “Casados à Primeira Vista”

Emoção e paixão no casamento de Ivo e David em “Casados à Primeira Vista”

FlexiSpot E7 Pro em teste: Ora de pé, ora sentado

FlexiSpot E7 Pro em teste: Ora de pé, ora sentado

Num dos próximos quatro anos, o planeta deverá mesmo exceder 1,5ºC de aumento de temperatura

Num dos próximos quatro anos, o planeta deverá mesmo exceder 1,5ºC de aumento de temperatura

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Fernanda Serrano: “Agora até tenho tempo para mim e é o meu maior luxo”

Fernanda Serrano: “Agora até tenho tempo para mim e é o meu maior luxo”

NATO investe mil milhões de euros em robótica, Inteligência Artificial e fábricas no Espaço

NATO investe mil milhões de euros em robótica, Inteligência Artificial e fábricas no Espaço

Vídeo: Vê aqui o espetáculo de 'Miúdos a Votos' 2024

Vídeo: Vê aqui o espetáculo de 'Miúdos a Votos' 2024

Onde ficar em Lisboa: Torel Palace

Onde ficar em Lisboa: Torel Palace

Implante cerebral ajuda sobrevivente de AVC que perdeu a fala a comunicar de forma bilingue

Implante cerebral ajuda sobrevivente de AVC que perdeu a fala a comunicar de forma bilingue

Keto: os riscos (que podem ser graves) da dieta da moda

Keto: os riscos (que podem ser graves) da dieta da moda

Alpine A290: elétrico, tecnológico… e endiabrado

Alpine A290: elétrico, tecnológico… e endiabrado

Portugal esgota hoje os recursos deste ano e começa a usar os de 2025

Portugal esgota hoje os recursos deste ano e começa a usar os de 2025

Exame 35 anos: venha discutir a Economia e celebrar o nosso aniversário

Exame 35 anos: venha discutir a Economia e celebrar o nosso aniversário

De Zeca Afonso a Adriano Correia de Oliveira. O papel da música de intervenção na revolução de 1974

De Zeca Afonso a Adriano Correia de Oliveira. O papel da música de intervenção na revolução de 1974

Dior apresenta coleção Cruise Collection 2025

Dior apresenta coleção Cruise Collection 2025

A relação surpreendente entre o desempenho cognitivo das mulheres e a menstruação

A relação surpreendente entre o desempenho cognitivo das mulheres e a menstruação

Os ténis fabricados no Porto de que a rainha Letizia precisa depois da lesão no pé

Os ténis fabricados no Porto de que a rainha Letizia precisa depois da lesão no pé

Apple quer desenvolver Vision Pro mais barato

Apple quer desenvolver Vision Pro mais barato

Presta atenção! Já ouviste falar de contrafação?

Presta atenção! Já ouviste falar de contrafação?

Quem tinha mais poderes antes do 25 de Abril: o Presidente da República ou o Presidente do Conselho?

Quem tinha mais poderes antes do 25 de Abril: o Presidente da República ou o Presidente do Conselho?

Os 500 anos de Camões

Os 500 anos de Camões

Quis Saber Quem Sou: Será que

Quis Saber Quem Sou: Será que "ainda somos os mesmos e vivemos como os nossos pais?"

Um novo estúdio em Lisboa para jantares, showcookings, apresentações de marcas, todo decorado em português

Um novo estúdio em Lisboa para jantares, showcookings, apresentações de marcas, todo decorado em português

Caras Decoração de junho: celebrar o bom tempo e a vida ao ar livre

Caras Decoração de junho: celebrar o bom tempo e a vida ao ar livre

Kia EV9 GT-Line AWD em testes: A referência nos grandes SUV

Kia EV9 GT-Line AWD em testes: A referência nos grandes SUV

Girl Talk: Vamos rebentar as nossas bolhas?

Girl Talk: Vamos rebentar as nossas bolhas?

Adoçante comum presente em pastilhas elásticas e até pastas dentífricas associado a duplicação do risco de AVC e enfarte

Adoçante comum presente em pastilhas elásticas e até pastas dentífricas associado a duplicação do risco de AVC e enfarte

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites