@joansmalls

No Dia Mundial da Obesidade é essencial relembrar a associação desta epidemia dos nossos dias aos problemas de sono. Sabemos que a privação crónica de sono é um problema das exigências da sociedade atual, mas também que a evidência científica tem demonstrado uma clara relação entre a privação de sono e a obesidade. Quando dormimos pouco habitualmente temos mais apetite e fazemos piores escolhas alimentares (alimentos mais calóricos). Isto relaciona-se com o facto de a privação de sono aumentar a produção de grelina (hormona que estimula o apetite) e diminuir a leptina (hormona da saciedade). Assim, sono insuficiente e inadequado pode condicionar aumento de peso promovendo um ciclo vicioso.

Além disso, a obesidade é o principal factor de risco para um dos distúrbios do sono mais prevalentes – a Síndrome de Apneia Obstrutiva do Sono (SAOS). Nas pessoas obesas existe a deposição de tecido adiposo na região abdominal e cervical, comprometendo a permeabilidade da via aérea superior. Durante a noite com o relaxamento dos músculos desta zona, as pessoas obesas têm maior risco de colapso da via aérea, originando o ressonar e as paragens respiratórias que caracterizam a apneia do sono. Esta doença afeta 9 a 24% da população adulta. Cerca de 60 a 90% dos adultos com apneia do sono têm excesso de peso. Mesmo um aumento de 10% do peso, aumenta 6 vezes o risco de apneia do sono. A apneia do sono também ocorre em idade pediátrica (2%) e, sobretudo, na adolescência está associada ao excesso de peso e à obesidade crescente nestas faixas etárias.

Como problema adicional, frequentemente os obesos têm outras comorbilidades, como a hipertensão arterial, diabetes, arritmia ou história de enfarte do miocárdio. A ocorrência simultânea de apneia do sono causa inadequada oxigenação do sangue e vai aumentar, ainda mais, o risco a nível cardiovascular, cerebrovascular e metabólico.

Os principais sintomas que alertam para o risco de apneia do sono são: ressonar, paragens respiratórias testemunhadas, despertares noturnos, necessidade de urinar várias vezes ao longo da noite, sensação de acordar cansado e com sono não reparador e sonolência diurna excessiva, com risco de adormecer em situações mais monótonas. Esta sonolência diurna pode ainda reduzir a atividade física dos doentes, o que é particularmente relevante nos obesos, doentes que habitualmente já sentem maiores níveis de desconforto e dispneia para o esforço físico, limitando a sua atividade e contribuindo para o sedentarismo e aumento do peso, mas também para o isolamento social e diminuição da qualidade de vida. Além dos riscos para a saúde física já descritos, a apneia do sono aumenta a irritabilidade e o humor depressivo, com consequências importantes no bem-estar e saúde mental.

Por fim, a obesidade com a acumulação de tecido adiposo no tórax causa um aumento do esforço de respirar, como que “aprisionando” os pulmões. Quando isto acontece pode ocorrer a Síndrome de Hipoventilação da Obesidade, que causa alterações nos níveis de oxigenação no sangue dos doentes e leva à acumulação de um gás tóxico (o dióxido de carbono). Cerca de metade das pessoas com índice de massa corporal superior a 50 têm esta doença. Entre os sintomas mais frequentes estão o cansaço diurno, a sonolência e a dor de cabeça ao acordar. Cerca de 90% destes doentes têm também apneia do sono. Quando não tratada pode ser uma causa de insuficiência cardíaca e aumentar significativamente o risco de morte.

O tratamento da SAOS, tal como muitas outras doenças, começa por alterações do estilo de vida e, na maioria das pessoas com SAOS, isso inclui a aproximação ao peso ideal. A perda de peso está associada a menor propensão ao colapso da via respiratória superior, seja pela redução de perímetro cervical (redução gordura na região do pescoço), seja pelo aumento dos volumes pulmonares (redução gordura abdominal).

A perda de peso reduz muitos dos sintomas relacionados com SAOS como a sonolência diurna e a irritabilidade, com uma melhoria global na saúde cardiovascular e metabólica e melhoria da qualidade de vida. A perda de peso permite não apenas um melhor controlo das doenças cardiovasculares e metabólicas associadas, como uma perda de 10-15% de peso diminui em 50% a gravidade da apneia do sono. Estudos mostraram que com a normalização do peso até 60% dos doentes com SAOS podem deixar de precisar de tratamento dirigido. Assim, os benefícios da perda ponderal parecem ser independentes da técnica usada, mas proporcionais ao peso perdido.

Paralelamente à perda de peso, muitos doentes obesos com SAOS podem ter indicação para tratamento com dispositivos de pressão positiva na via aérea (CPAP), ventiladores para usar enquanto dormem. Além da melhoria significativa da sonolência nestes doentes, o tratamento da SAOS poderá facilitar ainda a perda de peso ao melhorar a qualidade de sono e as alterações hormonais (diminuindo a grelina e aumentando a leptina). Adicionalmente, o benefício do tratamento com CPAP está bem estabelecido no que respeita a redução do risco de arritmias, redução e melhoria no controlo da tensão arterial e redução global do risco cardio e cerebrovascular (nomeadamente de AVCs).

No Dia Mundial da Obesidade relembramos a importância do controlo do peso também para evitar doenças respiratórias do sono que aumentam o risco para a saúde e a mortalidade, além de terem impacto no bem-estar físico e mental.

Os textos nesta secção refletem a opinião pessoal dos autores. Não representam a ACTIVA nem espelham o seu posicionamento editorial.

Palavras-chave

Mais no portal

Mais Notícias

Inspire-se no

Inspire-se no "look" de Matilde Reymão

ESG Talks: “Só temos um cenário: fazer aquilo que nos for possível”

ESG Talks: “Só temos um cenário: fazer aquilo que nos for possível”

Cientistas desenvolvem bateria para robô comestível

Cientistas desenvolvem bateria para robô comestível

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

ESG Talks: “O Alqueva veio resolver muitos problemas que tínhamos na região”

ESG Talks: “O Alqueva veio resolver muitos problemas que tínhamos na região”

Apple adia lançamento do seu sistema de IA na Europa

Apple adia lançamento do seu sistema de IA na Europa

Floreiras a dar elegância e natureza à decoração

Floreiras a dar elegância e natureza à decoração

Em “Senhora do Mar”: Teresa fica em pânico por Manuel ter desaparecido

Em “Senhora do Mar”: Teresa fica em pânico por Manuel ter desaparecido

25 peças para receber a primavera em casa

25 peças para receber a primavera em casa

No bairro da Estrela, em Lisboa, um projeto chave na mão

No bairro da Estrela, em Lisboa, um projeto chave na mão

Mulheres confiantes antecipam o verão em fim de tarde à beira-mar

Mulheres confiantes antecipam o verão em fim de tarde à beira-mar

Um novo estúdio em Lisboa para jantares, showcookings, apresentações de marcas, todo decorado em português

Um novo estúdio em Lisboa para jantares, showcookings, apresentações de marcas, todo decorado em português

ATL para artistas

ATL para artistas

Os festivais de verão

Os festivais de verão

De Zeca Afonso a Adriano Correia de Oliveira. O papel da música de intervenção na revolução de 1974

De Zeca Afonso a Adriano Correia de Oliveira. O papel da música de intervenção na revolução de 1974

Participe na conferência “Gestão de Talento no setor da Tecnologia”

Participe na conferência “Gestão de Talento no setor da Tecnologia”

EXAME 481 - Junho de 2024

EXAME 481 - Junho de 2024

Perfumaria brasileira celebra a chegada do calor e conquista Lisboa e a Comporta

Perfumaria brasileira celebra a chegada do calor e conquista Lisboa e a Comporta

João Paulo Esteves da Silva - O piano e todas as margens

João Paulo Esteves da Silva - O piano e todas as margens

Uma viagem a Trás-os-Montes sem sair de Gaia. Lídia Brás, do Stramuntana, vence categoria Embaixador Gastronómico dos prémios AHRESP

Uma viagem a Trás-os-Montes sem sair de Gaia. Lídia Brás, do Stramuntana, vence categoria Embaixador Gastronómico dos prémios AHRESP

Novo estudo científico revela que o cérebro tenta prever o futuro enquanto se encontra em repouso

Novo estudo científico revela que o cérebro tenta prever o futuro enquanto se encontra em repouso

Duarte Appleton e Vicente Gil: Dois jovens irreverentes atentos às tendências

Duarte Appleton e Vicente Gil: Dois jovens irreverentes atentos às tendências

Alpine A290: elétrico, tecnológico… e endiabrado

Alpine A290: elétrico, tecnológico… e endiabrado

O futuro começou esta noite. Como foi preparado o 25 de Abril

O futuro começou esta noite. Como foi preparado o 25 de Abril

"O que é verdadeiramente desafiante é as marcas saberem o que leva as pessoas às lojas e o que funciona online". Leah Johns em entrevista

Carros elétricos chineses deverão ficar mais caros

Carros elétricos chineses deverão ficar mais caros

Dar as boas-vindas ao verão

Dar as boas-vindas ao verão

Jantar fora à segunda-feira? É no Sea Me – Peixaria Moderna

Jantar fora à segunda-feira? É no Sea Me – Peixaria Moderna

Andreia Rodrigues: “É tempo de fazer uma pausa e de ver o que me espera”

Andreia Rodrigues: “É tempo de fazer uma pausa e de ver o que me espera”

Kia EV9 GT-Line AWD em testes: A referência nos grandes SUV

Kia EV9 GT-Line AWD em testes: A referência nos grandes SUV

A relação surpreendente entre o desempenho cognitivo das mulheres e a menstruação

A relação surpreendente entre o desempenho cognitivo das mulheres e a menstruação

Vencedores e vencidos do 25 de Abril na VISÃO História

Vencedores e vencidos do 25 de Abril na VISÃO História

Em “Senhora do Mar”: Pinheiro consola Joana após morte de Manuel

Em “Senhora do Mar”: Pinheiro consola Joana após morte de Manuel

Campos de férias: será que o meu filho sobrevive?

Campos de férias: será que o meu filho sobrevive?

Restrições ao consumo de água no Algarve vão ser aliviadas

Restrições ao consumo de água no Algarve vão ser aliviadas

Kiwi contra um dos mais dolorosos efeitos secundários da quimioterapia. O

Kiwi contra um dos mais dolorosos efeitos secundários da quimioterapia. O "método inovador" criado por investigadores portugueses

Os ténis fabricados no Porto de que a rainha Letizia precisa depois da lesão no pé

Os ténis fabricados no Porto de que a rainha Letizia precisa depois da lesão no pé

Agenda pais e filhos: 8 sugestões para Lisboa e Porto

Agenda pais e filhos: 8 sugestões para Lisboa e Porto

O que precisa de saber sobre a nova forma de transferências bancárias

O que precisa de saber sobre a nova forma de transferências bancárias

VISÃO Se7e: Aproveitar os dias e noites de verão

VISÃO Se7e: Aproveitar os dias e noites de verão

Francisco Monteiro mostra momento de intimidade com Bárbara Parada

Francisco Monteiro mostra momento de intimidade com Bárbara Parada

Receita de Tarte de maçã sem glúten, por Fabiana Pragier

Receita de Tarte de maçã sem glúten, por Fabiana Pragier

19 sítios para ver os jogos do Euro 2024 (e torcer pela Seleção Nacional)

19 sítios para ver os jogos do Euro 2024 (e torcer pela Seleção Nacional)

Como as poeiras do Saara podem ajudar a impedir furacões

Como as poeiras do Saara podem ajudar a impedir furacões

Jl 1401

Jl 1401

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites