Um alerta para a luta contra as doenças cerebrovasculares
Getty Images

Em Portugal, o acidente vascular cerebral (AVC) permanece como a principal causa de morte e incapacidade em adultos. Contudo, devemos sublinhar uma mensagem de esperança: o AVC é prevenível e tratável. Esta dualidade da doença — o seu potencial devastador, mas também a promessa de prevenção e recuperação — realça a urgência e importância de desenvolver estratégias que minimizem o impacto do AVC no nosso país.

O Dia Mundial do AVC, que se assinala a 29 de outubro, não deve ser apenas uma data no calendário, mas uma oportunidade para reflexão e mobilização. Estima-se que uma em cada quatro pessoas sofrerá um AVC ao longo da vida. Dados recentes do estudo internacional “Global Burden of Disease” indicam que o número global de mortes por AVC isquémico subiu de 2,04 milhões em 1990 para 3,29 milhões em 2019, sendo previsto que este valor cresça para 4,90 milhões até 2030.

No entanto, cerca de 90% destes episódios poderiam ser evitados com o controlo de fatores de risco vascular, tais como hipertensão, excesso de peso, elevação do colesterol, diabetes mellitus, tabagismo e sedentarismo. Deste modo, reconhecer e controlar estes fatores de risco deve ser o primeiro passo para a prevenção deste flagelo em termos de saúde pública.

Entretanto, a par com a prevenção, é crucial lutar também pela eficácia do tratamento. Uma resposta rápida e adequada a um evento vascular cerebral pode significar a diferença entre a recuperação e a incapacidade permanente. Por isso, é também imperativo que toda a população reconheça os sinais de um AVC, conhecidos como “os 3F”: “Face” (se ao sorrir há uma assimetria da boca), “Força” (se ao tentar levantar os braços um deles descai ou não se move) e “Fala” (se não consegue falar ou o discurso está arrastado).

Ao identificar uma destas queixas, é fundamental ligar de imediato para o 112. Os avanços no tratamento do AVC, incluindo a implementação da “Via Verde do AVC”, transformaram o prognóstico desta doença. No entanto, o sucesso destes tratamentos reduz-se com o tempo, tornando crucial o reconhecimento imediato dos sinais sugestivos de AVC e a ativação dos serviços de emergência, com pré-notificação e encaminhamento para o hospital que se encontra mais bem preparado para receber cada caso específico.

Assim, e nesta ocasião, devemos recordar que a batalha contra as doenças cerebrovasculares não é apenas uma questão médica, mas uma questão de saúde pública. Por isso, a nossa abordagem deve ser abrangente, envolvendo profissionais de saúde, educadores, decisores políticos e, sobretudo, todos os cidadãos. Juntos, podemos reconfigurar a epidemiologia do AVC e construir um futuro mais saudável.

Os textos nesta secção refletem a opinião pessoal dos autores. Não representam a ACTIVA nem espelham o seu posicionamento editorial.

Palavras-chave

Mais no portal

Mais Notícias

Livros: os melhores do ano, pela VISÃO Júnior

Livros: os melhores do ano, pela VISÃO Júnior

Teste em vídeo ao MG4

Teste em vídeo ao MG4

Os melhores sítios para comer à mão (e lambuzar-se), em Lisboa

Os melhores sítios para comer à mão (e lambuzar-se), em Lisboa

Ativistas promovem manifestação em Lisboa pela resistência climática

Ativistas promovem manifestação em Lisboa pela resistência climática

Natal à mesa para fazer cumprir a tradição

Natal à mesa para fazer cumprir a tradição

EXAME 476 - dezembro de 2023

EXAME 476 - dezembro de 2023

A ação climática começa na educação, mas a escola

A ação climática começa na educação, mas a escola "não resolve tudo"

Pamela Anderson sem maquilhagem na passadeira vermelha

Pamela Anderson sem maquilhagem na passadeira vermelha

Gemini, o modelo de IA da Google que é melhor do que o ChatGPT

Gemini, o modelo de IA da Google que é melhor do que o ChatGPT

O campeonato dos ralis emissões zero termina este fim de semana em Gaia

O campeonato dos ralis emissões zero termina este fim de semana em Gaia

Os vencedores dos Jovens Criadores

Os vencedores dos Jovens Criadores

Miguel Esteves Cardoso: A coragem de se ser quem se é

Miguel Esteves Cardoso: A coragem de se ser quem se é

Os livros dos nossos primos

Os livros dos nossos primos

Trinta e três serviços de urgência com limitações na próxima semana

Trinta e três serviços de urgência com limitações na próxima semana

Palavra de profissional: Julie Richoz

Palavra de profissional: Julie Richoz

10 Mercados de Natal em Lisboa, com presentes originais

10 Mercados de Natal em Lisboa, com presentes originais

Vencedores do passatempo 'Patos!'

Vencedores do passatempo 'Patos!'

ASAE instaura 19 contraordenações contra talhos e apreende carne e queijos

ASAE instaura 19 contraordenações contra talhos e apreende carne e queijos

Marisa Liz e Diogo Branco: felizes e apaixonados em noite de festa

Marisa Liz e Diogo Branco: felizes e apaixonados em noite de festa

“Os Amigos do Gaspar” andaram pelas ruas do Porto e reuniram-se num filme musical

“Os Amigos do Gaspar” andaram pelas ruas do Porto e reuniram-se num filme musical

Maria Sampaio mostra o corpo no dia em que regressa aos treinos

Maria Sampaio mostra o corpo no dia em que regressa aos treinos

10 Mercados de Natal em Lisboa, com presentes originais

10 Mercados de Natal em Lisboa, com presentes originais

Em “Flor Sem Tempo”: Luís Maria salva Ricardo da morte

Em “Flor Sem Tempo”: Luís Maria salva Ricardo da morte

Passatempo: ganha convites duplos para 'Patos!'

Passatempo: ganha convites duplos para 'Patos!'

VOLT Live: Análise à venda de veículos elétricos, com a Tesla na liderança

VOLT Live: Análise à venda de veículos elétricos, com a Tesla na liderança

Angelina Jolie assume

Angelina Jolie assume "marcas" após separação de Brad Pitt

Este Toyota para mobilidade inclusiva é 100% elétrico e produzido em Portugal

Este Toyota para mobilidade inclusiva é 100% elétrico e produzido em Portugal

As Revoluções Francesas na VISÃO História

As Revoluções Francesas na VISÃO História

Nuno Gama: “Gosto de me afirmar e deixar marca em tudo o que faço”

Nuno Gama: “Gosto de me afirmar e deixar marca em tudo o que faço”

Afinal, Portugal não está a perder trabalhadores licenciados. INE queixa-se de falta de pessoal

Afinal, Portugal não está a perder trabalhadores licenciados. INE queixa-se de falta de pessoal

JL 1387

JL 1387

M&Ms, uma arma de guerra?

M&Ms, uma arma de guerra?

O ‘Governance’ como alavanca de crescimento das empresas

O ‘Governance’ como alavanca de crescimento das empresas

Última hora: Nuno Graciano morreu

Última hora: Nuno Graciano morreu

Desfile de celebridades nos Fashion Awards 2023

Desfile de celebridades nos Fashion Awards 2023

Abram alas para a Dior. A Maison já tem uma loja própria na Avenida da Liberdade

Abram alas para a Dior. A Maison já tem uma loja própria na Avenida da Liberdade

Quinas e esfera armilar saem da imagem da República Portuguesa  para a tornar mais “inclusiva, plural e laica”, com “consciência ecológica reforçada”

Quinas e esfera armilar saem da imagem da República Portuguesa para a tornar mais “inclusiva, plural e laica”, com “consciência ecológica reforçada”

Portugal visto pelos estrangeiros

Portugal visto pelos estrangeiros

Ordem dos Médicos vai insistir com ministro por informações sobre caso de gémeas

Ordem dos Médicos vai insistir com ministro por informações sobre caso de gémeas

“Fechar os Olhos”, o novo filme de Victor Erice: O mistério do realizador desaparecido

“Fechar os Olhos”, o novo filme de Victor Erice: O mistério do realizador desaparecido

Nissan acelera para a neutralidade carbónica

Nissan acelera para a neutralidade carbónica

Portugal sobe uma posição no Índice de Desempenho das Alterações Climáticas

Portugal sobe uma posição no Índice de Desempenho das Alterações Climáticas

Moda: 25 camisolas de Natal

Moda: 25 camisolas de Natal

Interiores assinados: conforto e classicismo em Lisboa

Interiores assinados: conforto e classicismo em Lisboa

Quando a cantiga foi uma arma

Quando a cantiga foi uma arma

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites