@clairerose

O ano está a terminar e nesta altura surgem as inevitáveis mudanças de carreira, associadas a natural ambição humana de crescimento pessoal e profissional.

Querer ir mais longe é normal, saudável e desejável. Mas também sabemos que as mudanças comportam riscos e medos, tantas vezes suportados por crenças negativas, que nos paralisam e impedem de crescer, mesmo quando conseguimos suportar as famosas “dores de crescimento” e sair da zona de conforto.

Duas razões ocorrem para que uma transição de carreira seja tão difícil:

  • Falta de apoio profissional

Até há bem pouco tempo, os caminhos a seguir em determinadas áreas ou carreiras eram standard. Por exemplo, caso quisesse ser advogada, o seu percurso iniciar-se-ia pela licenciatura em Direito, passando pelo estágio, até ser partner numa sociedade de advogados, ou abrir um escritório. Conforme a sua escolha, os dias e as etapas da sua carreira irão suceder-se desde o estágio até à reforma.

A sociedade fez-nos crer que estas etapas eram sequências e não deviam ser questionadas ou modificadas.
Com o surgimento dos novos paradigmas de carreira e a importância crescente das questões relacionadas com o propósito, legado, satisfação pessoal e profissional, as transições e mudanças (mesmo as mais radicais e controversas) tornaram-se cada vez mais comuns e normais.

  • Perda da identidade profissional

Somos seres sociais e precisamos de pertencer a uma tribo, grupo e organização. Precisamos igualmente que dentro do nosso grupo nos reconheçam e apreciem. A possibilidade de termos uma carreira apoiada numa organização estável que nos permita ter uma certa previsibilidade dos nossos dias ajuda-nos a gerir a ansiedade e
desmotivação, garantindo uma natural estabilidade.

Por esse motivo, ao pôr em causa esta estabilidade, a transição de carreira gera um receio natural, que, por vezes, impede-nos de avançar para metas mais ambiciosas e que podem trazer maior satisfação pessoal e profissional.

Quais as soluções para estas dificuldades?

O primeiro passo para a transição ou mudança de carreira tende a passar pelo autoconhecimento. Na realidade, este modelo tradicional de reflexão sobre quem somos pode ser insuficiente. Maioritariamente apenas conseguimos identificar o que não queremos ou não gostamos.

A solução para esta dificuldade parece estar nos modelos iterativos de carreira. Ou seja, explorar e adaptar-se. Não existem respostas prontas quando falamos em mudar de carreira. Teremos de ativar as nossas redes de networking; melhorar habilidades; arriscar; percorrer processos de entrevistas; testar para perceber se vai de encontro às nossas expetativas; e, acima de tudo, aprofundar conhecimentos.

O planeamento estrito de todas as etapas pode nem sempre ser possível, nem desejável. Explorar novas ideias e hipóteses de carreira ajudará a perceber o que funciona melhor para si e o que deve eliminar. Mais importante do que isso, deve aproveitar o “intervalo” e ver este processo com naturalidade.

Começar a percorrer estas etapas é um processo natural, com todas as dúvidas e questões que lhe são inerentes, e leva tempo. Permita-se ir abandonando o seu antigo “eu” para redescobrir todos os dias um novo,
mais alinhado com as suas novas habilidades, valores e propósito.

Palavras-chave

Mais no portal

Mais Notícias

Boeing Starliner: NASA remarca regresso dos astronautas à Terra

Boeing Starliner: NASA remarca regresso dos astronautas à Terra

De Zeca Afonso a Adriano Correia de Oliveira. O papel da música de intervenção na revolução de 1974

De Zeca Afonso a Adriano Correia de Oliveira. O papel da música de intervenção na revolução de 1974

As dez melhores praias de Portugal segundo a Inteligência Artificial

As dez melhores praias de Portugal segundo a Inteligência Artificial

Campos de férias: será que o meu filho sobrevive?

Campos de férias: será que o meu filho sobrevive?

São João: 12 ideias para celebrar a noite mais longa do Porto

São João: 12 ideias para celebrar a noite mais longa do Porto

Portugal esgota hoje os recursos deste ano e começa a usar os de 2025

Portugal esgota hoje os recursos deste ano e começa a usar os de 2025

Alpine A290: elétrico, tecnológico… e endiabrado

Alpine A290: elétrico, tecnológico… e endiabrado

Os ténis fabricados no Porto de que a rainha Letizia precisa depois da lesão no pé

Os ténis fabricados no Porto de que a rainha Letizia precisa depois da lesão no pé

Guia de essenciais de viagem para a sua pele

Guia de essenciais de viagem para a sua pele

A La Redoute Intérieurs apresentou a sua nova coleção em Paris

A La Redoute Intérieurs apresentou a sua nova coleção em Paris

Uma viagem a Trás-os-Montes sem sair de Gaia. Lídia Brás, do Stramuntana, vence categoria Embaixador Gastronómico dos prémios AHRESP

Uma viagem a Trás-os-Montes sem sair de Gaia. Lídia Brás, do Stramuntana, vence categoria Embaixador Gastronómico dos prémios AHRESP

Kia EV9 GT-Line AWD em testes: A referência nos grandes SUV

Kia EV9 GT-Line AWD em testes: A referência nos grandes SUV

Os planos da Stellantis para criar um ecossistema de software para os carros

Os planos da Stellantis para criar um ecossistema de software para os carros

Duarte Appleton e Vicente Gil: Dois jovens irreverentes atentos às tendências

Duarte Appleton e Vicente Gil: Dois jovens irreverentes atentos às tendências

A relação surpreendente entre o desempenho cognitivo das mulheres e a menstruação

A relação surpreendente entre o desempenho cognitivo das mulheres e a menstruação

Quis Saber Quem Sou: Será que

Quis Saber Quem Sou: Será que "ainda somos os mesmos e vivemos como os nossos pais?"

Salgueiro Maia, o herói a contragosto

Salgueiro Maia, o herói a contragosto

Que bonito é Wild Thang,

Que bonito é Wild Thang, "o cão mais feio do mundo"

"Do jejum intermitente às receitas mágicas dos detox, passando pelos superalimentos ou pela privação de hidratos de carbono, há muitas ideias nocivas que circulam na área da nutrição"

ESG Talks: “Só temos um cenário: fazer aquilo que nos for possível”

ESG Talks: “Só temos um cenário: fazer aquilo que nos for possível”

Em “A Promessa”: Verónica faz amor com Tomás

Em “A Promessa”: Verónica faz amor com Tomás

Inspire-se no

Inspire-se no "look" de Matilde Reymão

Como as poeiras do Saara podem ajudar a impedir furacões

Como as poeiras do Saara podem ajudar a impedir furacões

Jl 1401

Jl 1401

ESG Talks: “O Alqueva veio resolver muitos problemas que tínhamos na região”

ESG Talks: “O Alqueva veio resolver muitos problemas que tínhamos na região”

Desfile de chapéus reais nas corridas de cavalos de Ascot

Desfile de chapéus reais nas corridas de cavalos de Ascot

Implante cerebral ajuda sobrevivente de AVC que perdeu a fala a comunicar de forma bilingue

Implante cerebral ajuda sobrevivente de AVC que perdeu a fala a comunicar de forma bilingue

Caras Decoração de junho: celebrar o bom tempo e a vida ao ar livre

Caras Decoração de junho: celebrar o bom tempo e a vida ao ar livre

Sirius Aviation mostra eVTOL movido a hidrogénio líquido

Sirius Aviation mostra eVTOL movido a hidrogénio líquido

ATL para artistas

ATL para artistas

25 peças para receber a primavera em casa

25 peças para receber a primavera em casa

Navegando rumo ao futuro digital do oceano

Navegando rumo ao futuro digital do oceano

Zona: Três mitos sobre esta doença que pode ser incapacitante

Zona: Três mitos sobre esta doença que pode ser incapacitante

Onde ficar em Lisboa: Torel Palace

Onde ficar em Lisboa: Torel Palace

Em “A Promessa”: Verónica descobre que António quer casar Miguel e Laura

Em “A Promessa”: Verónica descobre que António quer casar Miguel e Laura

ATL para cientistas

ATL para cientistas

João Paulo Esteves da Silva - O piano e todas as margens

João Paulo Esteves da Silva - O piano e todas as margens

Bruno de “Casados à Primeira Vista” brilha em “A Sentença” da TVI

Bruno de “Casados à Primeira Vista” brilha em “A Sentença” da TVI

Jantar fora à segunda-feira? É no Sea Me – Peixaria Moderna

Jantar fora à segunda-feira? É no Sea Me – Peixaria Moderna

Os festivais de verão

Os festivais de verão

IDC: 15% dos pagamentos internacionais serão liquidados em tempo real até 2026

IDC: 15% dos pagamentos internacionais serão liquidados em tempo real até 2026

ESG Talks:

ESG Talks: "Nós somos muito rápidos a criar legislação e depois pouco rápidos a operacionalizá-la"

Quem tinha mais poderes antes do 25 de Abril: o Presidente da República ou o Presidente do Conselho?

Quem tinha mais poderes antes do 25 de Abril: o Presidente da República ou o Presidente do Conselho?

Recorde a vida do príncipe William no dia em que celebra 42 anos

Recorde a vida do príncipe William no dia em que celebra 42 anos

Mulheres confiantes antecipam o verão em fim de tarde à beira-mar

Mulheres confiantes antecipam o verão em fim de tarde à beira-mar

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites