@amsiro.jpg

Somos seres sociais e, muitas vezes, não temos plena consciência da forma como podemos aproveitar isso.

A consciência do nosso contexto social e cultural pode ajudar-nos bastante na melhoria das nossas realidades ao nível do desenvolvimento pessoal e profissional. A autoconsciência também é uma enorme vantagem no que diz respeito ao aumento da nossa rede de contactos e à forma como nos damos a conhecer nos diversos grupos onde estamos inseridas (ou onde nos vamos inserir no futuro). 

Gostaria de lhe fazer duas questões: Será que se sente satisfeita com a qualidade do seu networking / rede de contactos? Será que tem consciência da forma como somos influenciadas pelas pessoas que estão mais próximas de nós? Não sei se já alguma vez pensou nisso, mas seria “engraçado” que o fizesse.

Diz-se, em desenvolvimento pessoal, que “somos a média das 5 pessoas que nos rodeiam”. Isto é poderoso, e penso que percebemos muito bem a mensagem. Devido à necessidade de sermos aceites pelas outras pessoas, vamos moldado os nossos comportamentos até adquirirmos hábitos (físicos e mentais, o chamado “diálogo interno”, bem como as nossas crenças) que nos façam sentir semelhantes aos que nos rodeiam. É normal. Quem ousa ser diferente, tende a sofrer uma certa rejeição e vê-se “obrigado(a)” a procurar grupos de pessoas semelhantes. É normal no ser humano. Acabamos sempre por ser assim. Muitas vezes é natural e inconsciente.

Com isto quero dizer que temos todo o poder de construir e/ou escolher os nossos grupos na sociedade, no emprego, num contexto mais ou menos criativo, num âmbito mais ou menos profissional. Grupos esses que podem e devem “puxar por nós” num bom sentido. Grupos onde possamos acrescentar e trazer valor. Grupos onde a empatia e o progresso sejam as palavras de ordem. E isso consegue-se como? Temos de nos dar a conhecer. Temos de enfrentar a “vergonha” de assumir a pessoa que somos, o nosso fator de diferenciação, a nossa autenticidade, e a nossa experiência profissional e de vida. Sair da zona de conforto? Para muita gente sim… Se decidir não sair, vai acabar por fazer a sua caminhada sozinha, e isso obviamente tem as suas consequências, nos mais diversos contextos.

Vamos então a algumas “dicas” relativamente a este tema:

  1. Esforce-se por sorrir mais para as outras pessoas. Sei que estamos em período de pandemia e confinados. Sei que utilizamos máscara e que, desta forma, é mais desafiante mostrar alguma empatia. Também sei que podemos “sorrir” com os olhos e com a voz. Sei que a empatia se desenvolve de várias formas e, por isso, pode fazer um esforço por “sorrir mais” (da melhor forma que conseguir) neste momento.

  2. . Estabeleça objetivos sobre este tema. Exemplo: na próxima semana devo dar-me a conhecer a duas pessoas. O que ganha com isto? Aumenta a sua rede de contactos. O que perde? A vergonha (no bom sentido).

  3. Ganhe coragem (na minha opinião, não é preciso TANTA coragem assim…) e inscreva-se num grupo de networking. Existem vários (tanto presenciais como online) e eu, se fosse a si, aproveitaria esta realidade cada vez mais digital para avançar com a dita inscrição. É uma oportunidade para conhecer pessoas, partilhar experiências igualmente, e, quem sabe, ainda fazer algum negócio ou parceria de sucesso! Tudo isto sem sair de casa, sem ter custos de deslocação.

  4. Recorde quais são os seus pontos fortes e defina qual o seu fator de diferenciação. Este lembrete vai acrescentar ação aos seus planos no âmbito do networking e da saída da zona de conforto.

  5. Recorde também que só se vive uma vez (dizem…) e que o melhor é não perder mais tempo sem dar estes passos de coragem, porque a verdade é que provavelmente está a perder oportunidades e experiências únicas.

Gostaria de referir uma vez mais que, com o seu investimento e maior dedicação às “pessoas”, vai conseguir também trabalhar outras questões como, por exemplo, o seu posicionamento. “Que pessoa quero ser perante as pessoas que conheço? Como quero que me vejam? De que forma as poderei ajudar?” E não esqueça de uma coisa: a ajuda, a boa energia, a boa vontade, regressam sempre até nós.

Não me esqueci de algo importante! Estamos a chegar ao dia Internacional da Mulher. Faça alguma coisa por si, e saia da zona de conforto no âmbito do networking. Acredite: é algo que todas precisamos de melhorar. Conte-me como foi! Estou por aqui. Obrigada pela confiança.

Próximas acções de formação:

  • Academia online de desenvolvimento pessoal e profissional – RISING ACADEMY, já a aceitar inscrições. Mais informação aqui

Palavras-chave

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

Em Paris, um apartamento haussmaniano com paleta contemporânea

Em Paris, um apartamento haussmaniano com paleta contemporânea

Os nomes estranhos das fobias ainda mais estranhas

Os nomes estranhos das fobias ainda mais estranhas

Galeria privada: como transformar as paredes

Galeria privada: como transformar as paredes

Senua's Saga: Hellblade II em análise: Um ritual marcante de sangue e fogo

Senua's Saga: Hellblade II em análise: Um ritual marcante de sangue e fogo

VOLT Live: O estudo que prova que os 100% elétricos são a opção mais económica para as empresas

VOLT Live: O estudo que prova que os 100% elétricos são a opção mais económica para as empresas

Canon lança câmara feita para os entusiastas de golfe

Canon lança câmara feita para os entusiastas de golfe

Vencedores e vencidos do 25 de Abril na VISÃO História

Vencedores e vencidos do 25 de Abril na VISÃO História

“Ainda existe um problema de auto confiança das mulheres no mundo do trabalho”

“Ainda existe um problema de auto confiança das mulheres no mundo do trabalho”

Pedro Cabrita Reis, 50 anos depois. Uma exposição para mergulhar no caos criativo do artista

Pedro Cabrita Reis, 50 anos depois. Uma exposição para mergulhar no caos criativo do artista

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

25 peças para receber a primavera em casa

25 peças para receber a primavera em casa

Humor e irreverência em iluminação

Humor e irreverência em iluminação

Quem tinha mais poderes antes do 25 de Abril: o Presidente da República ou o Presidente do Conselho?

Quem tinha mais poderes antes do 25 de Abril: o Presidente da República ou o Presidente do Conselho?

O poder da empatia na liderança e gestão de talento

O poder da empatia na liderança e gestão de talento

A grande exposição de Pedro Cabrita Reis

A grande exposição de Pedro Cabrita Reis

15 de maio: Dia Internacional da Família

15 de maio: Dia Internacional da Família

Salgueiro Maia, o herói a contragosto

Salgueiro Maia, o herói a contragosto

VOLT Live: os números que provam que o mercado dos elétricos está a crescer, a Cybertruck em Portugal…

VOLT Live: os números que provam que o mercado dos elétricos está a crescer, a Cybertruck em Portugal…

Planeta continuou a aquecer em abril apesar da diminuição do El Niño

Planeta continuou a aquecer em abril apesar da diminuição do El Niño

As tragédias que unem Inês e Alexandra de “Casados à Primeira Vista”

As tragédias que unem Inês e Alexandra de “Casados à Primeira Vista”

Beatrice Borromeo e Pierre Casiraghi:   “glamour” aristocrático em Veneza

Beatrice Borromeo e Pierre Casiraghi:   “glamour” aristocrático em Veneza

Da necessidade da caça à maratona: Como os humanos se tornaram corredores de longa distância

Da necessidade da caça à maratona: Como os humanos se tornaram corredores de longa distância

MAI apela à limpeza dos terrenos rurais

MAI apela à limpeza dos terrenos rurais

Ainda de ténis, Letizia aposta num visual em

Ainda de ténis, Letizia aposta num visual em "tweed" com calças largas

Médico australiano livre de cancro no cérebro graças a tratamento inovador desenvolvido pelo próprio

Médico australiano livre de cancro no cérebro graças a tratamento inovador desenvolvido pelo próprio

Ana Cristina Silva - Pensar como o Marquês de Pombal

Ana Cristina Silva - Pensar como o Marquês de Pombal

Recorde alguns dos momentos de Máxima dos Países Baixos no dia do seu 53.º aniversário

Recorde alguns dos momentos de Máxima dos Países Baixos no dia do seu 53.º aniversário

Em “Senhora do Mar”: Joana expulsa Paula de vez da sua vida

Em “Senhora do Mar”: Joana expulsa Paula de vez da sua vida

A partir desta terça-feira, é proibido pescar carapau

A partir desta terça-feira, é proibido pescar carapau

Jl 1399

Jl 1399

O segredo dos vasos decorativos

O segredo dos vasos decorativos

Novas regras nas transferências bancárias: O que muda a partir de hoje

Novas regras nas transferências bancárias: O que muda a partir de hoje

Peugeot melhora condições de garantia para todos os 100% elétricos

Peugeot melhora condições de garantia para todos os 100% elétricos

20% das mortes por anafilaxia devem-se a picadas de insetos

20% das mortes por anafilaxia devem-se a picadas de insetos

Louis Vuitton junta Roger Federer e Rafael Nadal nos Alpes Italianos

Louis Vuitton junta Roger Federer e Rafael Nadal nos Alpes Italianos

PS5: Sony deixa pistas de emulação melhorada de alguns jogos da PS2

PS5: Sony deixa pistas de emulação melhorada de alguns jogos da PS2

Cor e elegância marcam os

Cor e elegância marcam os "looks" do primeiro fim de semana de Cannes

"A Minha Família Afegã": Um filme de animação que nos traz histórias reais de universos distantes

Há mar e mar, há ser e há proclamar

Há mar e mar, há ser e há proclamar

Narrativas estrambólicas e contos que nos fazem pensar

Narrativas estrambólicas e contos que nos fazem pensar

Passatempo: ganha convites duplos para 'IF - Amigos Imaginários'

Passatempo: ganha convites duplos para 'IF - Amigos Imaginários'

“A incerteza económica é quase tão má como as políticas más”

“A incerteza económica é quase tão má como as políticas más”

14 ideias para fazer no Dia Internacional e Noite dos Museus

14 ideias para fazer no Dia Internacional e Noite dos Museus

Cientistas identificam proteínas que podem ser sinal de desenvolvimento de cancro sete anos antes do diagnóstico

Cientistas identificam proteínas que podem ser sinal de desenvolvimento de cancro sete anos antes do diagnóstico

Em “Cacau”: Regina assume romance com Justino e volta para o Brasil

Em “Cacau”: Regina assume romance com Justino e volta para o Brasil

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites