A 4 de Agosto de 1944, apenas 9 antes do fim da guerra, a polícia alemã invadiu o prédio da empresa Opetka, em Amesterdão. Os polícias encontraram oito judeus clandestinos que desde Julho de 1942 viviam escondidos num anexo secreto. Entre esses oito estava uma jovem de 15 anos que havia de ficar célebre por um dos livros mais famosos do mundo: Anne Frank.

Os outros sete eram os pais, Otto e Edith, a irmã Margot, Hermann, Auguste e Peter van Pels (a família de outro funcionário judeu da Opekta), e Fritz Pfeffer, um dentista amigo de Otto. É a história desses sete clandestinos que se conta em ‘Depois do diário’, de Bas von Benda-Beckmann.

O que aconteceu a Anne depois desse momento é conhecido na sua tragédia: morreu de tifo no campo de concentração de Bergen-Belsen, em fevereiro de 1945. Mas a maioria de nós não sabe muito mais além disso. Um dos mais famosos e impressionantes documentários de sempre, ‘Os últimos sete meses de Anne Frank’ (que também existe em livro) realizado pelo holandês Willy Lindwer, mostra-nos o que aconteceu durante esse tempo. Mas qual foi o destino das sete pessoas que viviam com Anne no Anexo? Como foi a deportação? Como chegaram aos campos e o que ali viveram? Qual foi o seu fim? “A partir desse momento, a sua existência fica envolta em mistério”, conta o autor. “Oito pessoas num mar de milhões de deportados e vítimas do Holocausto. O que sabemos sobre o seu destino baseia-se em informações fragmentadas e testemunhos de sobreviventes.”

Este livro baseia-se numa pesquisa de Erika Prins, da investigadora da Casa Anne Frank. E a história dos oito clandestinos é ainda mais interessante porque aparece aqui no seu contexto histórico. Seguindo o rasto destas pessoas, o autor mostra como funcionava o sistema dos campos de concentração, como era cada um deles e como se vivia e morria.

Dos oito ocupantes do anexo, só uma sobreviveria ao fim da guerra: Otto Frank, o pai de Anne. O facto de sabermos de antemão que nenhum dos outros teve um final feliz ajuda a que o livro não seja uma leitura emocionalmente fácil, levando cada história ao seu inevitável desfecho trágico.

O facto de se saber tão pouco sobre estas pessoas também resulta da política de aniquilação e humilhação dos judeus: o holocausto não lhes tirou apenas a vida e a dignidade, mas privou-as também de de partilharem os seus destinos, experiências e memórias.

Por isso também este livro é tão importante: resgatando um pouco mais da história dos oito ocupantes significa também devolver-lhes um pouco da dignidade perdida, mostrando aos que vieram depois a importância da memória. Esperemos que quem veio depois – nós e os nossos filhos – saiba dar-lhe valor e usá-la para que estes acontecimentos nunca mais se repitam.

Depois do diário‘ – Bas von Benda-Beckmann, Casa das Letras, E22,90

Palavras-chave

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

'Táxi' voador movido a hidrogénio percorre mais de 800 quilómetros em voo de teste

'Táxi' voador movido a hidrogénio percorre mais de 800 quilómetros em voo de teste

Famosos divertem-se no 1.º dia do NOS Alive

Famosos divertem-se no 1.º dia do NOS Alive

O vestido preto com que Letizia nunca se compromete

O vestido preto com que Letizia nunca se compromete

Amazon: Prime Day 2024 agita mercado nacional

Amazon: Prime Day 2024 agita mercado nacional

VOLT Live: vem aí um apoio europeu para a compra de veículos elétricos?

VOLT Live: vem aí um apoio europeu para a compra de veículos elétricos?

Teresa Guilherme defende Catarina Miranda e arrasa Cristina Ferreira:

Teresa Guilherme defende Catarina Miranda e arrasa Cristina Ferreira: "Não precisa ouvir isto da boca de uma apresentadora que não tem motivos para achar coisa nenhuma"

Os heróis portugueses que vão às Olimpíadas

Os heróis portugueses que vão às Olimpíadas

O futuro começou esta noite. Como foi preparado o 25 de Abril

O futuro começou esta noite. Como foi preparado o 25 de Abril

O visual roqueiro de Vanessa Oliveira no NOS Alive

O visual roqueiro de Vanessa Oliveira no NOS Alive

Cidades resilientes: a biodiversidade enquanto imperativo na era da crise climática

Cidades resilientes: a biodiversidade enquanto imperativo na era da crise climática

12 novas casas de banho funcionais, confortáveis e atraentes

12 novas casas de banho funcionais, confortáveis e atraentes

Sede da PIDE, o último bastião do Estado Novo

Sede da PIDE, o último bastião do Estado Novo

VISÃO Se7e: Passeios de barco e aquários para visitar em família 

VISÃO Se7e: Passeios de barco e aquários para visitar em família 

'Táxi' voador movido a hidrogénio percorre mais de 800 quilómetros em voo de teste

'Táxi' voador movido a hidrogénio percorre mais de 800 quilómetros em voo de teste

Homem do Leme: Artifícios

Homem do Leme: Artifícios

Portugal e a Lei de Restauro da Natureza

Portugal e a Lei de Restauro da Natureza

A meio caminho entre o brioche e o folhado, assim são os protagonistas da Chez Croissant

A meio caminho entre o brioche e o folhado, assim são os protagonistas da Chez Croissant

Sebastião da Gama - Carne e espírito na Arrábida

Sebastião da Gama - Carne e espírito na Arrábida

De Zeca Afonso a Adriano Correia de Oliveira. O papel da música de intervenção na revolução de 1974

De Zeca Afonso a Adriano Correia de Oliveira. O papel da música de intervenção na revolução de 1974

Depois dos Magnum, Unilever diz adeus às pessoas

Depois dos Magnum, Unilever diz adeus às pessoas

Animais que nos fazem rir!

Animais que nos fazem rir!

Os alfaiates de violinos

Os alfaiates de violinos

Um dos sintomas de Covid-19 mais desvalorizado mas a que é preciso estar atento

Um dos sintomas de Covid-19 mais desvalorizado mas a que é preciso estar atento

Os municípios que dão cartas nas exportações

Os municípios que dão cartas nas exportações

Huawei FreeBuds 6i em teste: Sem ruído e com estilo

Huawei FreeBuds 6i em teste: Sem ruído e com estilo

Adia várias vezes o alarme de manhã? O problema que pode estar por detrás da

Adia várias vezes o alarme de manhã? O problema que pode estar por detrás da "mania"

25 peças para receber a primavera em casa

25 peças para receber a primavera em casa

Ideias para decorar com riscas

Ideias para decorar com riscas

FARRA, em Elvas: Descobrir a cidade em 30 exposições

FARRA, em Elvas: Descobrir a cidade em 30 exposições

Autores de “Senhora do Mar” esclarecem o desaparecimento de Manuel

Autores de “Senhora do Mar” esclarecem o desaparecimento de Manuel

Cláudia Vieira fala-nos do seu visual festivaleiro

Cláudia Vieira fala-nos do seu visual festivaleiro

Solidão a longo prazo aumenta o risco de AVC, demonstra novo estudo

Solidão a longo prazo aumenta o risco de AVC, demonstra novo estudo

Zunder, a aplicação para carregar o carro por toda a Europa, chega a Portugal

Zunder, a aplicação para carregar o carro por toda a Europa, chega a Portugal

5G e “coletes das emoções” dão música a pessoas surdas no NOS Alive

5G e “coletes das emoções” dão música a pessoas surdas no NOS Alive

As subidas dos preços das casas explicadas em cinco gráficos

As subidas dos preços das casas explicadas em cinco gráficos

Infanta Sofia: do entusiasmo na bancada à timidez no relvado

Infanta Sofia: do entusiasmo na bancada à timidez no relvado

Curtas Vila do Conde: Um festival em grande

Curtas Vila do Conde: Um festival em grande

Amendoim: Os benefícios inesperados do consumo desta oleaginosa

Amendoim: Os benefícios inesperados do consumo desta oleaginosa

Famosos divertem-se no fim-de-semana no NOS Alive

Famosos divertem-se no fim-de-semana no NOS Alive

Em “A Promessa”: Lurdes acusa Maria de matar o próprio marido

Em “A Promessa”: Lurdes acusa Maria de matar o próprio marido

Como as alterações climáticas estão a mexer com o tempo (mas não com o tempo em que está a pensar)

Como as alterações climáticas estão a mexer com o tempo (mas não com o tempo em que está a pensar)

Semáforos podem vir a ter uma quarta cor

Semáforos podem vir a ter uma quarta cor

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Quem disse que na casa de banho o papel de parede não entra?

Quem disse que na casa de banho o papel de parede não entra?

Fausto - O último dos puros

Fausto - O último dos puros

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites