Eliana com o modelo 2157

Quando percebeu que era mais feliz tendo menos, Eliana Barros tomou para si a missão de criar uma marca de acessórios que sobrevivessem ao tempo, tanto na vontade de quem os usava, como na qualidade. Nesta tentativa de combater a voracidade da fast fashion nasceu a Ownever, uma marca repleta de valores que se espelham numa vontade real de impactar de forma positiva e, sobretudo, construtiva. Um exemplo perfeito disso mesmo é a mala 2157, que foi desenhada para chamar a atenção para a desigualdade de género, incluindo a diferença salarial. Para isso, este modelo tem incorporado no seu design o ano 2157, uma vez que, segundo o World Economic Forum, é essa a meta para que haja igualdade de género. De forma simbólica, a Ownever oferece 135 anos de garantia. E foi sob este mote, já que hoje se celebra o Dia Europeu da Igualdade Salarial, que Eliana falou com a ACTIVA sobre os propósitos que a movem.

A sua marca assenta nos princípios da qualidade e da longevidade do produto. Como é que surgiu a vontade de criar a Ownever?

Sempre soube que queria criar algo com o savoir-faire português, bem feito, sustentável e que enaltecesse o design intemporal. Desde o primeiro dia que ambiciono que a Ownever seja uma referência não só de qualidade e longevidade, mas também de sustentabilidade e que tenha algo emocional. Não quero que as carteiras da Ownever sejam descartadas como o fast fashion faz atualmente; em que o esforço e dedicação com que se cria um produto é completamente ignorado, sendo preterido pela novidade, e onde os produtos acabam por ser descartados sem qualquer consciência.  

Quando os acessórios ganham a qualidade que necessitam e são acompanhados de um design intemporal, a necessidade de consumo diminui, e em vez de se comprar muito, acaba por se optar pelo pouco e bom – mantendo esse pouco durante muito mais tempo, atribuindo assim o valor que realmente devia existir em tudo o que se cria.

Passa pela valorização da qualidade e da consequente intemporalidade?

Acredito que a moda é importante, e pode ser um veículo de mudança, mas sou contra o fast fashion que desvaloriza o trabalho, o processo e os trabalhadores. Penso que quando os acessórios ganham a qualidade que necessitam e são acompanhados de um design intemporal, a necessidade de consumo diminui, e em vez de se comprar muito, acaba por se optar pelo pouco e bom – mantendo esse pouco durante muito mais tempo, atribuindo assim o valor que realmente devia existir em tudo o que se cria. Todas as peças da Ownever são criadas por mãos de artesãos em Portugal e, além de trabalhar localmente, também tenho o prazer de trabalhar com pessoas que sabem fazer as coisas bem e com muita qualidade, algo que também é de grande importância para mim.

Em termos estéticos, a minha inspiração é o estilo tradicional francês, que valoriza o minimalismo, a elegância e que confere às malas intemporalidade. Quero que cada carteira seja usada para além de uma estação – quero que seja usada para a vida.  Por isso, quando criei a Ownever, além da linha de malas, foi muito importante disponibilizar ainda um serviço de reparação e restauro de artigos em pele. Este serviço, para além das peças da Ownever também está disponivel para malas de qualquer outra marca e inclui polimento, pintura, tratamento antibacteriano, restauração de alças e cantos, e outras reparações que sejam necessárias. Porque muitas vezes não necessitamos de uma carteira nova, apenas de reparar a que já temos.

Tendo esses valores por base, como define a marca?

A Ownever é uma marca de acessórios de luxo, ética, sustentável e feita à mão em Portugal. Todas as criações são idealizadas com a missão de serem passadas de geração em geração, abraçando a economia circular e assumindo uma posição oposta ao fast fashion.

Criou a única mala no mundo que alerta para os problemas de desigualdade de género entre homens e mulheres. Enquanto artista, é importante fazer a diferença em temas como este?

Claro que sim, é importante não só enquanto artista, mas como mulher. Somos uma marca criada por mulheres e somos acima de tudo uma marca que se preocupa com quem e onde atua. É impossível, depois de nos depararmos com os números atuais de desigualdade de género, a nossa cabeça não se questionar: o que é que está ao meu alcance para mitigar de alguma forma esta realidade? Por vezes pequenos gestos fazem a diferença, e neste caso oferecer manutenção numa mala durante mais de 100 anos, como se deve imaginar, não existe propriamente lucro. Por isso, de alguma forma, sinto que estou a ajudar as mulheres que usam esta carteira. Tenho um orgulho enorme quando mulheres, e homens, adquirem esta edição especial e agradecem por ter chamado a atenção para esta realidade. Todos podemos fazer sempre qualquer coisa para mudar a nossa realidade para melhor, este é só um pequeno exemplo. 

Ainda há muito trabalho a fazer, infelizmente. Mas a igualdade salarial seria um grande avanço para a igualdade de género.

2157 assinala o ano em que chegamos à igualdade de género. Que passos teríamos que dar para que a mudança acontecesse mais cedo?

Ainda há muito trabalho a fazer, infelizmente. Mas a igualdade salarial seria um grande avanço para a igualdade de género, porque atrás disso vem muitas outras coisas como a igualdade financeira, ou seja poder de compra. É alarmante perceber que uma mulher em Portugal ganha menos 11,4% do que um homem que desempenha o mesmo trabalho. É chocante pensar que nós mulheres trabalhamos quase dois meses por ano sem receber nada por isso. É preciso mudar mentalidades, e esse é um caminho muito longo, mas como já referi, por vezes pequenos gestos podem fazer a diferença e é importante continuar a dar palco para este tipo de temas. 

Alertar para este tipo de temáticas através de campanhas como a da Ownever 2157 é um dos meios que enquanto marca podemos usar; mas há muitos outros como educar a nossa comunidade. Uma marca como a Ownever também tem responsabilidade social, por isso temos a responsabilidade de dar a conhecer os números, de dar a conhecer as realidades boas e más, e de escolher trabalhar apenas com parceiros que estejam alinhados com os nossos valores. 

Palavras-chave

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

Da necessidade da caça à maratona: Como os humanos se tornaram corredores de longa distância

Da necessidade da caça à maratona: Como os humanos se tornaram corredores de longa distância

Os retratos nunca antes vistos da família real britânica

Os retratos nunca antes vistos da família real britânica

15 de maio: Dia Internacional da Família

15 de maio: Dia Internacional da Família

Planeta continuou a aquecer em abril apesar da diminuição do El Niño

Planeta continuou a aquecer em abril apesar da diminuição do El Niño

Auditoras falharam a identificar 75% dos colapsos de empresas

Auditoras falharam a identificar 75% dos colapsos de empresas

Novo Dacia Spring já pode ser encomendado em Portugal

Novo Dacia Spring já pode ser encomendado em Portugal

Catarina Miranda falta à gala do “Big Brother” e cria programa alternativo

Catarina Miranda falta à gala do “Big Brother” e cria programa alternativo

Tesla volta aos cortes e avança com nova ronda de despedimentos

Tesla volta aos cortes e avança com nova ronda de despedimentos

VISÃO Se7e: À solta nos museus e no caos criativo de Pedro Cabrita Reis

VISÃO Se7e: À solta nos museus e no caos criativo de Pedro Cabrita Reis

EDP Renováveis conclui venda de projeto eólico no Canadá

EDP Renováveis conclui venda de projeto eólico no Canadá

Narrativas estrambólicas e contos que nos fazem pensar

Narrativas estrambólicas e contos que nos fazem pensar

Humor e irreverência em iluminação

Humor e irreverência em iluminação

Muito sal pode aumentar em mais de 40% a probabilidade de desenvolver cancro do estômago

Muito sal pode aumentar em mais de 40% a probabilidade de desenvolver cancro do estômago

O segredo dos vasos decorativos

O segredo dos vasos decorativos

A Biblioteca de Autores Portuenses abriu numa escola onde todos podem entrar

A Biblioteca de Autores Portuenses abriu numa escola onde todos podem entrar

Passatempo: ganha convites duplos para 'IF - Amigos Imaginários'

Passatempo: ganha convites duplos para 'IF - Amigos Imaginários'

Médico australiano livre de cancro no cérebro graças a tratamento inovador desenvolvido pelo próprio

Médico australiano livre de cancro no cérebro graças a tratamento inovador desenvolvido pelo próprio

Em Paris, um apartamento haussmaniano com paleta contemporânea

Em Paris, um apartamento haussmaniano com paleta contemporânea

Transparência do

Transparência do "look" de Bella Hadid dá que falar na passadeira vermelha de Cannes

Energia para Mudar: a descida dos preços dos carros elétricos e dos carregamentos

Energia para Mudar: a descida dos preços dos carros elétricos e dos carregamentos

Copilot+: Microsoft revela nova geração de computadores com IA

Copilot+: Microsoft revela nova geração de computadores com IA

As escolhas das celebridades na passadeira vermelha no segundo dia de Cannes

As escolhas das celebridades na passadeira vermelha no segundo dia de Cannes

Quem é que estava na entrada e autorizou a menina a sair?

Quem é que estava na entrada e autorizou a menina a sair?

Quis Saber Quem Sou: Será que

Quis Saber Quem Sou: Será que "ainda somos os mesmos e vivemos como os nossos pais?"

Vencedores e vencidos do 25 de Abril na VISÃO História

Vencedores e vencidos do 25 de Abril na VISÃO História

Ana Cristina Silva - Pensar como o Marquês de Pombal

Ana Cristina Silva - Pensar como o Marquês de Pombal

iPhone 17 ‘Slim’ pode chegar em 2025 com design renovado

iPhone 17 ‘Slim’ pode chegar em 2025 com design renovado

A diversidade e a necessidade de “rebentar a bolha”

A diversidade e a necessidade de “rebentar a bolha”

As tragédias que unem Inês e Alexandra de “Casados à Primeira Vista”

As tragédias que unem Inês e Alexandra de “Casados à Primeira Vista”

Receita de Bolo de banana com cobertura de chocolate negro

Receita de Bolo de banana com cobertura de chocolate negro

O poder da empatia na liderança e gestão de talento

O poder da empatia na liderança e gestão de talento

Peugeot melhora condições de garantia para todos os 100% elétricos

Peugeot melhora condições de garantia para todos os 100% elétricos

Hipertensão arterial: procedimento

Hipertensão arterial: procedimento "minimamente invasivo" melhora significativamente a qualidade de vida dos doentes

Sede da PIDE, o último bastião do Estado Novo

Sede da PIDE, o último bastião do Estado Novo

Um novo estúdio em Lisboa para jantares, showcookings, apresentações de marcas, todo decorado em português

Um novo estúdio em Lisboa para jantares, showcookings, apresentações de marcas, todo decorado em português

Flashbacks e outras visões de futuro no novo projeto do agrupamento Sete Lágrimas

Flashbacks e outras visões de futuro no novo projeto do agrupamento Sete Lágrimas

GNR apreende 42 quilos de meixão em ação de fiscalização rodoviária em Leiria

GNR apreende 42 quilos de meixão em ação de fiscalização rodoviária em Leiria

De Zeca Afonso a Adriano Correia de Oliveira. O papel da música de intervenção na revolução de 1974

De Zeca Afonso a Adriano Correia de Oliveira. O papel da música de intervenção na revolução de 1974

25 peças para receber a primavera em casa

25 peças para receber a primavera em casa

Na reta final da gravidez, Mafalda Castro mostra o quarto do bebé

Na reta final da gravidez, Mafalda Castro mostra o quarto do bebé

Em Paris, um apartamento haussmaniano com paleta contemporânea

Em Paris, um apartamento haussmaniano com paleta contemporânea

Cor e elegância marcam os

Cor e elegância marcam os "looks" do primeiro fim de semana de Cannes

14 ideias para fazer no Dia Internacional e Noite dos Museus

14 ideias para fazer no Dia Internacional e Noite dos Museus

Em “Cacau”: Regina assume romance com Justino e volta para o Brasil

Em “Cacau”: Regina assume romance com Justino e volta para o Brasil

Especialista acredita que desvendou o mistério da paisagem atrás de Mona Lisa

Especialista acredita que desvendou o mistério da paisagem atrás de Mona Lisa

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites