Foto Pexels/Andrea Piacquadio

Abrimos o Instagram, e é tudo rico, bonito, magro, bem vestido e com milhares de seguidores. Estamos na era dos ‘influencers’ mas ninguém fala dos ‘influenced’, ou seja, nós. Mas afinal, como é que podemos não ser ‘influenced’ de modo que possamos proteger-nos dessa influência?

Há alturas da nossa vida em que nos sentimos particularmente em baixo. É nessas alturas que temos mais vezes a sensação de que toda a gente é mais do que nós. É um sentimento de inadequação que muita gente sente, ou permanentemente ou de vez em quando. Como resistir? Virar o foco dos outros para nós.

1 – Tenha a noção de que o mundo perfeito nem sempre é verdadeiro

Quanto mais desanimados nos sentimos mais temos a sensação de que não somos nada. Isto simplesmente não é verdade. Pense nisto muito a sério: mesmo aquelas fotografias lindíssimas do Instagram podem não espelhar a realidade. Há filtros, luzes, produção. Há momentos (de zanga, de cansaço, de birra das crianças) que não são fotografados. Há coisas naquela família que nós nunca saberemos. Nada é tão perfeito assim.

2 – E mesmo que fosse…

Há uma canção muito famosa do Baz Lurhmann que tem a seguinte frase: ‘A corrida é só contigo’. E é verdade. Não importa o quanto sejamos giras, ricas e famosas, há-de sempre haver alguém muito melhor do que nós. Afinal, aquilo que conta é o que conseguimos fazer com aquilo que temos. E se a rapariga que segue for mesmo assim gira e rica e famosa? Tira-lhe algum bocado a si? Não… A ideia é que não temos de ‘resistir’ à perfeição alheia, mas sermos capazes de admirá-la sem que o foco se volte imediatamente para as nossas ‘imperfeições’.

3 – Desmonte a ‘síndrome da impostora’

Acontece quando achamos que não somos boas a nada e que o resultado daquilo que conseguimos tem a ver com o acaso ou sorte e que as suas capacidades não são grande coisa e um dia a sua incompetência ainda há-de ser desmascarada. Geralmente isto não corresponde à verdade. Tenha a noção do que vale. Regra geral valemos muito mais do que pensamos.

4 – Não seja má patroa de si própria

A síndrome da impostora leva muitas vezes a comportamentos de auto-sabotagem, como autocrítica, adiamento e perfeccionismo. Faça o que tem a fazer sem dramas nem exigências que não consegue cumprir. Como diziam as nossas avós, o ótimo é inimigo do bom.

5 – Trate-se bem

Trata bem os outros, não trata? É uma pessoa carinhosa, empática e solidária? Então porque é que não se trata a si da mesma maneira? Defenda-se, elogie-se, admire-se. Enfim, se fez alguma coisa errada (todos somos humanos) em vez de mandar tudo para debaixo do tapete porque isso vai deprimi-la ainda mais ou trazer de volta os fantasmas de inferioridade, peça desculpa e tente emendar a mão. Afinal, quem é que nunca fez nenhuma asneira? E nos tempos que correm, andamos todos tão a mil que é quase impossível não resvalar.

6 – Foque-se naquilo que tem

Fala-se muito em desenvolver a gratidão mas às vezes estamos tão amargurados que fazer isto não é nada fácil. Não tome esta alínea como um mandamento moral, do tipo ‘há quem esteja pior do que tu, sua egoista’. Ter a noção daquilo que temos (filhos saudáveis, amigos que gostam de nós, uma consciência tranquila) ajuda a recentrar.

7 – Dê-se crédito

Tem um tecto sobre a cabeça, alguma coisa para o jantar e dinheiro para o dia seguinte? Então parabéns: está a fazer um bom trabalho na vida. Mais do que isso, já são bónus.

8 – Mantenha a cabeça fria

Muitas vezes desesperamos porque perdemos a noção de futuro. O presente é tão triste que é difícil fazer o exercício de pensar para a frente, como é difícil fazer o exercício da gratidão. De qualquer maneira, é um facto: no futuro, tudo pode melhorar.

9 – Dê pequenos passos

Geralmente, pequenas medidas têm mais impacto que as grandes decisões, porque são mais fáceis de pôr em prática, mais facilmente cumpridas e com resultados a curto prazo.

10 – Ria-se

Uma boa gargalhada é tão importante e tão desprezada. O que é que a diverte? O que é que tem feito que a faça sentir feliz? Quem são as pessoas que a animam em vez de a deprimirem?

11 – Peça ajuda

Há depressões que se enraizam e ficam anos ali a massacrar-nos (e aos outros agtravés de nós) em fogo lento. Não deixe. Uma depressão trata-se. Não se trata é sozinha.

12 – Tire umas férias

Escusa de ir para muito longe mas mude de ambiente, nem que seja um fim de semana. Organize-se. Deixe o miúdo na avó, a avó no miúdo, ou traga-os aos dois. Peça ajuda. Pergunte se ninguém lhe empresta uma casa num sítio giro durante um fim de semana. E se não conseguir fazer isso agora, comece já a planear. Às vezes, fazer planos é tão bom como vivê-los. Mas faça planos em vez de sonhos, ou seja, faça planos para que depois aconteçam mesmo, em vez de ficarem só na possibilidade vaga. Quando for, desligue do mundo que conhece, e desligue também das redes sociais. Use o telemóvel só para fazer chamadas (e poucas). Se o mundo acabar, a notícia vai chegar-nos aos ouvidos. E mesmo aí, já não vamos a tempo de fugir.

Palavras-chave

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

Receita de Crepes com curd de limão, por Mafalda Agante

Receita de Crepes com curd de limão, por Mafalda Agante

Quis Saber Quem Sou: Será que

Quis Saber Quem Sou: Será que "ainda somos os mesmos e vivemos como os nossos pais?"

Meta ‘abre’ Quest OS a outras marcas como Asus e Lenovo

Meta ‘abre’ Quest OS a outras marcas como Asus e Lenovo

Teste em vídeo ao Volkswagen ID.7 Pro

Teste em vídeo ao Volkswagen ID.7 Pro

Dânia Neto abre o álbum de casamento:

Dânia Neto abre o álbum de casamento: "Bolha de amor"

Conheça os ténis preferidos da Família Real espanhola produzidos por artesãs portuguesas

Conheça os ténis preferidos da Família Real espanhola produzidos por artesãs portuguesas

Fotógrafa Annie Leibovitz membro da   Academia Francesa das Belas Artes

Fotógrafa Annie Leibovitz membro da   Academia Francesa das Belas Artes

Relógio Slow Retail: Moda portuguesa e cheirinho a café, para descobrir em Cascais

Relógio Slow Retail: Moda portuguesa e cheirinho a café, para descobrir em Cascais

MAI apela à limpeza dos terrenos rurais

MAI apela à limpeza dos terrenos rurais

Conheça os ténis preferidos da Família Real espanhola produzidos por artesãs portuguesas

Conheça os ténis preferidos da Família Real espanhola produzidos por artesãs portuguesas

Recorde a vida do príncipe Louis no dia em que celebra o seu 6º aniversário

Recorde a vida do príncipe Louis no dia em que celebra o seu 6º aniversário

Regantes de Campilhas querem reforçar abastecimento de água e modernizar bloco de rega

Regantes de Campilhas querem reforçar abastecimento de água e modernizar bloco de rega

JL 1396

JL 1396

40 empresas portuguesas marcam presença na 62ª edição do Salão do Móvel de Milão

40 empresas portuguesas marcam presença na 62ª edição do Salão do Móvel de Milão

Dânia Neto usou três vestidos no casamento: os segredos e as imagens

Dânia Neto usou três vestidos no casamento: os segredos e as imagens

Mello, Espírito Santo e Champalimaud. O Estado Novo e as grandes fortunas

Mello, Espírito Santo e Champalimaud. O Estado Novo e as grandes fortunas

No tempo em que havia Censura

No tempo em que havia Censura

A reinvenção das imagens

A reinvenção das imagens

Lisboa através dos tempos na VISÃO História

Lisboa através dos tempos na VISÃO História

Chief Innovation Officer? E por que não Chief Future Officer?

Chief Innovation Officer? E por que não Chief Future Officer?

Fed e BCE em direções opostas?

Fed e BCE em direções opostas?

Amazon já ‘emprega’ 750 mil robôs. E tem menos 100 mil trabalhadores humanos

Amazon já ‘emprega’ 750 mil robôs. E tem menos 100 mil trabalhadores humanos

Quatro romances dos quatro cantos do mundo

Quatro romances dos quatro cantos do mundo

Dânia Neto de lua de mel em resort de luxo na Tailândia

Dânia Neto de lua de mel em resort de luxo na Tailândia

Reembolso do IRS: Só se recebe a partir de um valor e também só se paga a partir de outro

Reembolso do IRS: Só se recebe a partir de um valor e também só se paga a partir de outro

Rir é com ela!

Rir é com ela!

Os nomes estranhos das fobias ainda mais estranhas

Os nomes estranhos das fobias ainda mais estranhas

Exame Informática TV nº 859: Veja dois portáteis 'loucos' e dois carros elétricos em ação

Exame Informática TV nº 859: Veja dois portáteis 'loucos' e dois carros elétricos em ação

Sebastião Bugalho é o cabeça de lista da AD às europeias

Sebastião Bugalho é o cabeça de lista da AD às europeias

Caras Decoração: escolhas conscientes para uma casa mais sustentável

Caras Decoração: escolhas conscientes para uma casa mais sustentável

EDP Renováveis conclui venda de projeto eólico no Canadá

EDP Renováveis conclui venda de projeto eólico no Canadá

Quem tinha mais poderes antes do 25 de Abril: o Presidente da República ou o Presidente do Conselho?

Quem tinha mais poderes antes do 25 de Abril: o Presidente da República ou o Presidente do Conselho?

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Estivemos no Oeiras Eco-Rally ao volante de dois Peugeot (e vencemos uma etapa)

Estivemos no Oeiras Eco-Rally ao volante de dois Peugeot (e vencemos uma etapa)

Nasceu a filha de Sofia Arruda

Nasceu a filha de Sofia Arruda

Ratos velhos, sistema imunológico novinho em folha. Investigadores descobrem como usar anticorpos para rejuvenescer resposta imunitária

Ratos velhos, sistema imunológico novinho em folha. Investigadores descobrem como usar anticorpos para rejuvenescer resposta imunitária

Ao volante do novo Volvo EX30 numa pista de gelo

Ao volante do novo Volvo EX30 numa pista de gelo

Capitão Salgueiro Maia

Capitão Salgueiro Maia

Ordem dos Médicos vai entregar a ministra

Ordem dos Médicos vai entregar a ministra "seis prioridades para próximos 60 dias"

A VISÃO Se7e desta semana - edição 1625

A VISÃO Se7e desta semana - edição 1625

Caras conhecidas atentas a tendências

Caras conhecidas atentas a tendências

O que os preços do petróleo dizem sobre o conflito no Médio Oriente?

O que os preços do petróleo dizem sobre o conflito no Médio Oriente?

Sonos lançar uma aplicação “totalmente renovada”

Sonos lançar uma aplicação “totalmente renovada”

Exportações de vinho do Dão com ligeira redução em 2023

Exportações de vinho do Dão com ligeira redução em 2023

Parcerias criativas, quando a arte chega à casa

Parcerias criativas, quando a arte chega à casa

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites