Getty

As dietas que funcionam realmente são aquelas que mudam o nosso menu a longo prazo, para uma alimentação saudável e equilibrada, e isso não se faz da noite para o dia, porque precisamos de tempo para reeducarmos o nosso paladar – viciado no doce e salgado – para apreciar o verdadeiro sabor dos alimentos. Consultámos o livro ‘Como Não Fazer Dieta, perder peso tem uma ciência – saiba como emagrecer de forma saudável e permanente’, do conhecido médico americano de Saúde Pública, Michael Greger. Este especialista dedica-se ao estudo da alimentação saudável e perda de peso há décadas, tendo inclusive um site e Instagram – nutritionfacts.org e @nutrition_facts_org – onde publica vídeos curtos a explicar o que os mais recentes estudos sobre nutrição, dieta e alimentos revelam. Aqui ficam apenas excertos de alguns dos princípios básicos fundamentais para mudar de alimentação e ficar mais saudável, e para abrir o apetite… para a leitura do livro.

1 – Escolha um menu anti-inflamatório.

“Uma das descobertas médicas mais importantes dos últimos anos foi a de que a inflamação parece desempenhar um papel em muitas doenças crónicas, incluindo oito das dez principais causas de morte. Há que distinguir a inflamação aguda, reação de curto prazo, localizada e específica (infeção ou lesão), de uma inflamação crónica ou metabólica (metainflamação) persistente, sistémica e generalizada. Análises ao sangue detetam marcadores de inflamação, como a proteína C-reativa e esta deve estar abaixo de 1mg/L. Se tivermos persistentemente 2-3mg/L, sem haver inflamação aguda que o justifique, isso deve-se à metainflamação, uma reação do sistema imunitário a aspetos poucos saudáveis das nossas vidas: poluição, tabaco, stresse crónico, falta de atividade física e de sono. No entanto, o principal fator de metainflamação poderá encontrar-se no que comemos. As dietas inflamatórias estão associadas a maior risco cardiovascular e de cancro, pior função renal, pulmonar e hepática, envelhecimento celular mais rápido, maior taxa de depressão, ansiedade e, claro, obesidade. Deve por isso apostar num menu rico em alimentos anti-inflamatórios. No topo dos mais anti-inflamatórios está a curcuma, seguem-se o gengibre, alho, chá verde e preto. Os dois componentes alimentares mais anti-inflamatórios são a fibra (presente nas leguminosas), e os flavonóides (fruta e vegetais). Os mais pro-inflamatórios (a evitar, portanto) são as gorduras saturadas (carne de frango, vaca ou porco), os laticínios e os processados (bolos e gelados).

2 – Prefira alimentos ricos em fibra.

As razões são várias, “as nossas bactérias intestinais adoram fibra, é como comida de conforto para o cólon. O que fazem as bactérias com a fibra? Fazem ácidos gordos de cadeia curta que podem ser absorvidos no cólon para a corrente sanguínea, e circulam pelo corpo até acabar no cérebro. Desta forma, têm vastos efeitos em tudo, desde a função imunitária à inflamação, passando pela saúde mental, e têm um papel fundamental na regulação do apetite, do metabolismo e da massa gorda. A ingestão de fibra diminui 10% a ingestão calórica diária, tem zero calorias, porque acrescenta volume à comida sem adicionar calorias. Por exemplo, é possível emborcar uma garrafa de 450ml de sumo de maçã extraído a frio – sem fibra – em segundos, mas para obter o mesmo número de calorias seria necessário comer quase 600g de maçãs às rodelas. O que a deixaria mais saciada? As rodelas de maçã obviamente, porque tem de mastigar cada uma. Os alimentos ricos em fibra requerem que se mastigue mais, o que abranda o ritmo a que se come, o que por si só pode aumentar a saciedade. A fibra não se limita a aprisionar açúcar; pode funcionar também como bloqueador de gordura e amido. As superestrelas da fibra são as leguminosas”. Os vegetais folhosos e a fruta são fontes pobres de fibra porque são constituídos por 90% de água, mas também deve apostar neles, e o motivo vem já no ponto a seguir.

3Adote uma alimentação rica em água.

“À semelhança da fibra, a água acrescenta volume aos alimentos, sem lhes adicionar calorias. Numa experiência famosa, dezenas de alimentos comuns foram avaliados pela sua capacidade de saciar o apetite de indivíduos durante horas e a característica mais indicativa de saciedade geral era o teor de água. As uvas, por exemplo, têm menos fibra do que as bananas, mas revelaram-se significativamente mais saciantes. Quanto mais rico em água for um alimento, menos calorias estarão a ser consumidas, em geral.” Então para saciar mais será que basta, por exemplo, beber dois copos de água à refeição e assim ingerimos menos alimentos? Não, é a conclusão de vários estudos. “Porque será que a água dentro de um alimento reduz a ingestão, mas a água a acompanhar não? Afinal tudo acaba no mesmo sítio, não é? O que parece acontecer é um fenómeno chamado de escoamento. Quando a água se encontra fora do alimento, o estômago limita-se a desviá-la dos pedaços sólidos e a escoá-la, o que leva a uma diminuição rápida do volume do estômago. Por outro lado, quando a água faz parte dos alimentos, tudo isso forma uma massa homogénea que vai esvaziando o corpo mais lentamente.” No topo dos alimentos mais ricos em água temos: aipo, alface, beterraba, brócolos, cebola, cogumelos, espargos, curgete, melão, melancia, morango, tomate, ananás, aveia, cenouras, ervilhas, manga, kiwi, maçãs, frutos vermelhos, citrinos, uvas, romãs, batata-doce, edamame, ovos.

4Fuja dos açúcares adicionados.

É fundamental para qualquer alimentação saudável a eliminação de açúcares (e agora a palavra fundamental) adicionados. Não falamos de fruta, mas de bolos, gelados, rebuçados e tudo o que seja processado. Aliás, “a fruta até pode facilitar o emagrecimento. Se selecionarmos aleatoriamente sujeitos para uma dieta baixa em todos os açúcares, incluindo os da fruta, os seus resultados são piores do que os dos aleatoriamente selecionados para reduzir apenas o consumo de açúcares adicionados. Quem reteve a fruta na sua alimentação perdeu quase 50% mais peso. Pondo pessoas a fazer um desafio de passar duas semanas sem açúcar, retirando da sua alimentação todos os açúcares adicionados e adoçantes artificiais, no final do ensaio 95% disse que os ‘alimentos e bebidas doces tinham um sabor mais doce ou demasiado doce’. A maioria deixou de ter desejos de açúcar durante a primeira semana”. Como o sabor doce é altamente viciante, convém que a eliminação seja radical, por isso é normal haver sintomas de abstinência: dores de cabeça, mau humor e irritabilidade. Resista, porque vai melhorar ao fim de alguns dias e o seu paladar vai apreciar o verdadeiro sabor dos alimentos.

5- Evite as gorduras adicionadas.

Durante anos a gordura foi apontada como o inimigo número um do peso saudável, e ela foi eliminada, substituída ou disfarçada da nossa alimentação. “Uma comparação sistemática de diferentes alimentos e das suas versões com baixo teor de gordura constatou que os que alegavam ter menos gordura tendiam a ter mais açúcar.” Ora isto resultou na continuação do aumento de peso das populações porque efetivamente não diminuíram o número de calorias ingeridas. Entretanto, percebeu-se que a gordura deve fazer parte de uma alimentação saudável, precisamos dela para o organismo funcionar, só que nem toda a gordura é igual. “Se passarmos indivíduos de uma alimentação em que 38% das calorias provêm de gordura na sua maioria saturada para uma alimentação em que 38% das calorias provêm de gordura na sua maioria monoinsaturada – como na dieta mediterrânica –, eles perdem massa gorda. O mesmo número de calorias e a mesma quantidade de gordura – embora de um tipo diferente – refletiram-se num grau diferente de emagrecimento. Uma forma de como os investigadores têm passado indivíduos de uma alimentação rica em gordura saturada para uma mais semelhante à dieta mediterrânica é trocando alguma da carne e dos lacticínios por frutos secos e abacate. Uma das razões para as gorduras saturadas poderem engordar mais é que parecem ter uma maior probabilidade de serem armazenadas de imediato, em vez de serem queimadas.” Para além de aconselhar a redução da gordura adicionada (alimentos processados como batatas fritas e afins), o autor recomenda saltear alho e cebola com um pouco de vinho, vinagre, caldo, ou até água, o truque é usar pouco líquido de cada vez.

6Preocupe-se em fazer uma dieta pura.

Que raio isto quer dizer? O mais livre de químicos sintéticos possível, isto porque se pensa que há muitos que são obesogénicos, ou seja, causam obesidade. Alguns dos químicos sintéticos mais conhecidos são medicamentos, também “famosos por contribuírem para o aumento de peso, tais como certos tipos de antidepressivos, antipsicóticos e medicamentos para a diabetes. A agricultura industrializada transformou a engorda numa ciência, utilizando um vasto leque de químicos, hormonas e produtos farmacêuticos para acrescentar quilos aos animais” que depois vêm para a nossa mesa. Entretanto há outro químico na mira dos cientistas, por ser obesogénico, o BPA, bisfenol A, desenvolvido há mais de 100 anos e que se tornou um dos químicos mais usados à escala global no fabrico de certos plásticos e resinas. Verificou-se numa placa de Petri que o BPA acelerava a formação de novas células adiposas e a acumulação de gordura dentro delas. Entretanto, e felizmente, o BPA foi banido dos biberões e copos para crianças, mas para reduzir a nossa exposição a este químico aconselha-se a que prefira sempre comprar produtos frescos ou congelados a enlatados. “Se comer ou beber de plásticos de policarbonatos e PVC, não os aqueça no micro-ondas, não os lave na máquina, não os deixe ao sol no carro e não os use se estiverem riscados, pois tudo isso pode aumentar a libertação de químicos”.

Como não fazer dieta’, Dr. Michael Greger, Lua de Papel,

Palavras-chave

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

Os melhores momentos do casamento de Dânia Neto e Luís Matos Cunha

Os melhores momentos do casamento de Dânia Neto e Luís Matos Cunha

João Abel Manta, artista em revolução

João Abel Manta, artista em revolução

A VISÃO Se7e desta semana - edição 1625

A VISÃO Se7e desta semana - edição 1625

Regantes de Campilhas querem reforçar abastecimento de água e modernizar bloco de rega

Regantes de Campilhas querem reforçar abastecimento de água e modernizar bloco de rega

MAI apela à limpeza dos terrenos rurais

MAI apela à limpeza dos terrenos rurais

GNR apreende 42 quilos de meixão em ação de fiscalização rodoviária em Leiria

GNR apreende 42 quilos de meixão em ação de fiscalização rodoviária em Leiria

Zendaya surpreende com visual ousado

Zendaya surpreende com visual ousado

A meio caminho entre o brioche e o folhado, assim são os protagonistas da Chez Croissant

A meio caminho entre o brioche e o folhado, assim são os protagonistas da Chez Croissant

Portugal visto pelos estrangeiros

Portugal visto pelos estrangeiros

No tempo em que havia Censura

No tempo em que havia Censura

Exportações de vinho do Dão com ligeira redução em 2023

Exportações de vinho do Dão com ligeira redução em 2023

Vencedores do passatempo ‘A Grande Viagem 2: Entrega Especial’

Vencedores do passatempo ‘A Grande Viagem 2: Entrega Especial’

40 empresas portuguesas marcam presença na 62ª edição do Salão do Móvel de Milão

40 empresas portuguesas marcam presença na 62ª edição do Salão do Móvel de Milão

Corsair M75 Wireless: 29 gramas fazem a diferença?

Corsair M75 Wireless: 29 gramas fazem a diferença?

Ratos velhos, sistema imunológico novinho em folha. Investigadores descobrem como usar anticorpos para rejuvenescer resposta imunitária

Ratos velhos, sistema imunológico novinho em folha. Investigadores descobrem como usar anticorpos para rejuvenescer resposta imunitária

Um novo estúdio em Lisboa para jantares, showcookings, apresentações de marcas, todo decorado em português

Um novo estúdio em Lisboa para jantares, showcookings, apresentações de marcas, todo decorado em português

Conheça os ténis preferidos da Família Real espanhola produzidos por artesãs portuguesas

Conheça os ténis preferidos da Família Real espanhola produzidos por artesãs portuguesas

Teste em vídeo ao Volkswagen ID.7 Pro

Teste em vídeo ao Volkswagen ID.7 Pro

JL 1396

JL 1396

Sofia Manuel, a cuidadora de plantas

Sofia Manuel, a cuidadora de plantas

A gestão aos gestores

A gestão aos gestores

Supremo rejeita recurso da Ordem dos Enfermeiros para tentar levar juíza a julgamento

Supremo rejeita recurso da Ordem dos Enfermeiros para tentar levar juíza a julgamento

Fotógrafa Annie Leibovitz membro da   Academia Francesa das Belas Artes

Fotógrafa Annie Leibovitz membro da   Academia Francesa das Belas Artes

Filha de Cuca Roseta apresenta-se no

Filha de Cuca Roseta apresenta-se no "The Voice" e leva mentores às lágrimas

Lisboa através dos tempos na VISÃO História

Lisboa através dos tempos na VISÃO História

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Pigmentarium: perfumaria de nicho inspirada na herança cultural da República Checa

Xiaomi Watch S3 em análise: Companheiro de pulso

Xiaomi Watch S3 em análise: Companheiro de pulso

Em “Cacau”: Cacau dá à luz em casa e troca juras de amor com Marco

Em “Cacau”: Cacau dá à luz em casa e troca juras de amor com Marco

Revelado o destino de lua-de-mel de Dânia Neto

Revelado o destino de lua-de-mel de Dânia Neto

IRS: Falta muito para receber o seu reembolso? Saiba como ler o estado da sua declaração

IRS: Falta muito para receber o seu reembolso? Saiba como ler o estado da sua declaração

Relógio Slow Retail: Moda portuguesa e cheirinho a café, para descobrir em Cascais

Relógio Slow Retail: Moda portuguesa e cheirinho a café, para descobrir em Cascais

Nasceu a filha de Sofia Arruda

Nasceu a filha de Sofia Arruda

Fed e BCE em direções opostas?

Fed e BCE em direções opostas?

Descubra 6 pistas para ter no seu jardim os tecidos certos

Descubra 6 pistas para ter no seu jardim os tecidos certos

Pestana aumentou remunerações médias em 12%. Lucros caíram 4%

Pestana aumentou remunerações médias em 12%. Lucros caíram 4%

Sebastião Bugalho, o jovem atrevido que recusou ser deputado do CDS

Sebastião Bugalho, o jovem atrevido que recusou ser deputado do CDS

Estivemos no Oeiras Eco-Rally ao volante de dois Peugeot (e vencemos uma etapa)

Estivemos no Oeiras Eco-Rally ao volante de dois Peugeot (e vencemos uma etapa)

Meta ‘abre’ Quest OS a outras marcas como Asus e Lenovo

Meta ‘abre’ Quest OS a outras marcas como Asus e Lenovo

Quando a cantiga foi uma arma

Quando a cantiga foi uma arma

Quatro romances dos quatro cantos do mundo

Quatro romances dos quatro cantos do mundo

Ensaio ao Renault Scenic E-Tech, o elétrico com autonomia superior a 600 km

Ensaio ao Renault Scenic E-Tech, o elétrico com autonomia superior a 600 km

Os livros da VISÃO Júnior: Para comemorar a liberdade (sem censuras!)

Os livros da VISÃO Júnior: Para comemorar a liberdade (sem censuras!)

Semana em destaque: Musk volta a gritar

Semana em destaque: Musk volta a gritar "Carro autónomo", mas poucos acreditam

Charlene e Alberto do Mónaco apadrinham torneio de

Charlene e Alberto do Mónaco apadrinham torneio de "rugby"

25 de Abril, 50 anos

25 de Abril, 50 anos

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites