Getty

Lembra-se da série televisiva ‘Dr. House’, em que o médico que dava o nome à trama descobria as doenças misteriosas de que sofriam os pacientes? Num episódio, uma mulher chega ao hospital com problemas respiratórios graves, dores pélvicas tão fortes que mal consegue andar. Mil e um exames são feitos, mil e uma hipóteses de diagnóstico são elaboradas mas só quando sangra pelo nariz é que o dr. House consegue juntar as peças do puzzle dos sintomas e conclui que a paciente tem endometriose. Sabemos que é uma série de ficção e se centra em casos poucos comuns, mas a endometriose é uma doença bem real e nada rara pois afeta mais de 176 milhões de mulheres em idade reprodutiva calcula-se que atinja, em Portugal, 700 mil mulheres. Mas do que se trata?

O QUE É
A endometriose é uma doença crónica que se caracteriza pela presença de focos de tecido do endométrio (o mesmo que reveste internamente o útero) fora deste órgão, seja na bexiga, ovários, intestino, reto, abdómen, e em casos mais raros nos pulmões, nariz e pele.
O problema é que estes focos, tal como o endométrio, são influenciados pelo ciclo menstrual e comportam-se de forma idêntica na altura do período, o que significa que quando menstrua, “não só o endométrio escama, sangra e prolifera, o mesmo acontece aos focos fora dele”, diz-nos Fernando Cirurgião, ginecologista-obstetra e diretor deste serviço no Hospital São Francisco Xavier, em Lisboa. Ora isto vai dar origem a um processo inflamatório que é acompanhado por dores fortes, muitas vezes incapacitantes. Além disso, estes focos, ao ‘invadirem’ os órgãos vizinhos, podem provocar problemas graves, como a perfuração do intestino, estrangulamento dos ureteres (que conduzem a urina dos rins à bexiga) e colapso dos pulmões. “É uma doença complicada porque é considerada benigna mas pode ter quase um comportamento de patologia maligna, tal é a potencial gravidade e o envolvimento de órgãos vizinhos, além das complicações associadas, como a infertilidade”, diz-nos o ginecologista.

MISTERIOSA E DESCONHECIDA
Apesar de o número de mulheres afetadas ser substancial e de estarmos em pleno século XXI, a origem da endometriose continua a ser um mistério para a medicina. Por ser muito complexa e talvez por estar relacionada com a sexualidade feminina e ainda haver preconceitos associados, é uma doença que, infelizmente, está ainda longe do radar dos médicos. “É subdiagnosticada porque vai-se andando com essas dores abdominais, tomando inflamatórios ao longo de anos. Mas é uma doença muito debilitante porque a dor crónica tem impacto na qualidade de vida. Quando há o quadro clínico de dores menstruais, pélvicas, nas relações sexuais é para se ficar alerta e suspeitar que é uma endometriose, ainda que uma mulher pode ter endometriose e não ter esta tríade de sintomas, apenas um isolado. Confirmação de diagnóstico só através da laparoscopia”, revela Fernando Cirurgião.

 

5 a 10% das mulheres em idade fértil têm endometriose

 

QUAIS SÃO OS SINTOMAS
São vários e nem todas as mulheres os têm ao mesmo tempo.
Pode ter endometriose durante anos sem ser diagnosticada e os sintomas só se manifestarem quando a doença já está mais avançada. Os sintomas podem ir progredindo ao longo dos anos e existirem isoladamente. Não tome as suas dores como algo normal, fale delas sem preconceito ou vergonha.
. Períodos menstruais muito longos (superiores a 7 dias) e com grande perda de sangue.
. Menstruações acompanhadas por dor forte, dor pélvica, que podem durar vários dias, além dos do período. Podem não ter alívio rápido mesmo tomando anti-inflamatórios.
. Dores durante e depois das relações sexuais, o que vai fazer com que as mulheres fiquem ansiosas e evitem ter sexo.
. Distúrbios intestinais e urinários. Podem incluir diarreia, obstipação, dor ao urinar, sangue na urina (em que a urocultura não revela agentes bacterianos), vontade frequente de fazer xixi. Há ainda quem sinta náuseas, vómitos e flatulência.
. Dificuldade ou impossibilidade de engravidar, infertilidade.

 

30% das causas de infertilidade feminina têm por trás um diagnóstico de endometriose

 

QUAIS SÃO OS TRATAMENTOS
A má notícia é que ainda não há cura, mas pode ir controlando os sintomas com diferentes tratamentos, apesar de não travarem a evolução da doença. “Quem tem endometriose só se livra dela depois da menopausa ou na gravidez, aí não tem sintomas. De resto, enquanto estiver na idade fértil tem de fazer tratamentos cirúrgicos para tirar os focos que são identificados. Depois, como manutenção, e como é uma doença hormonodependente, temos os tratamentos hormonais. Antes usava-se as pílulas convencionais, mas agora há um tratamento com progesterona sintética. Se me perguntar durante quanto tempo se faz, tenho de responder que é para se ir fazendo”, afirma Fernando Cirurgião. Há ainda o uso de agonistas da GnRH e inibidores de aromatase, mas são terapêuticas agressivas e com muitos efeitos secundários. “Quanto à histerectomia, essa é a última solução a que se recorre, quando a mulher não consegue controlar a dor e já não tem de preservar a fertilidade, aí retira-se o útero e os ovários.”
Se suspeita de ter endometriose, contacte o seu ginecologista para qualquer esclarecimento ou despiste, ou procure ajuda na associação portuguesa de apoio às mulheres com endometriose: mulherendo.pt. Não fique em silêncio, porque não é normal sentir dor.

DESCOBERTA TARDIA
Em média, as mulheres descobrem que têm endometriose, cerca de 8-12 anos depois dos primeiros sintomas. “Mesmo que tenham o período aos 12-13 anos, os ciclos menstruais só estabilizam pelos 16, depois andam com dores menstruais e abdominais inespecíficas, fazem tratamentos para a dor, tomam anti-inflamatórios, até que mais tarde na vida acabam por fazer algum estudo e isso pode levar ao diagnóstico. E aí já têm vinte e tal anos”, diz o ginecologista Fernando Cirurgião. Muitas acabam por descobrir que têm endometriose quando tentam aprofundar as razões pelas quais não engravidam. 

Palavras-chave

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

GNR apreende 42 quilos de meixão em ação de fiscalização rodoviária em Leiria

GNR apreende 42 quilos de meixão em ação de fiscalização rodoviária em Leiria

Os sinais da crise no casamento de Jennifer Lopez e Ben Affleck

Os sinais da crise no casamento de Jennifer Lopez e Ben Affleck

NÃO ME MAGOAS MAIS

NÃO ME MAGOAS MAIS

G1 é um novo robô humanoide com vários truques (flexíveis) na manga

G1 é um novo robô humanoide com vários truques (flexíveis) na manga

Em Cannes, Naomi Campbell deslumbra com o mesmo vestido Chanel com o qual desfilou em 1996

Em Cannes, Naomi Campbell deslumbra com o mesmo vestido Chanel com o qual desfilou em 1996

Blue Origin de Jeff Bezos volta ao Espaço após pausa de dois anos

Blue Origin de Jeff Bezos volta ao Espaço após pausa de dois anos

No dia do 6.º anversário, recorde os melhores momentos do romântico casamento de Meghan e Harry

No dia do 6.º anversário, recorde os melhores momentos do romântico casamento de Meghan e Harry

25 peças para receber a primavera em casa

25 peças para receber a primavera em casa

Planeta continuou a aquecer em abril apesar da diminuição do El Niño

Planeta continuou a aquecer em abril apesar da diminuição do El Niño

Cristiano Ronaldo é o atleta mais bem pago do mundo segundo a Forbes

Cristiano Ronaldo é o atleta mais bem pago do mundo segundo a Forbes

Salgueiro Maia, o herói a contragosto

Salgueiro Maia, o herói a contragosto

Tesla volta aos cortes e avança com nova ronda de despedimentos

Tesla volta aos cortes e avança com nova ronda de despedimentos

Passatempo: ganha convites duplos para 'IF - Amigos Imaginários'

Passatempo: ganha convites duplos para 'IF - Amigos Imaginários'

Mini Cooper SE: fun, fun, fun…

Mini Cooper SE: fun, fun, fun…

VISÃO Se7e: À solta nos museus e no caos criativo de Pedro Cabrita Reis

VISÃO Se7e: À solta nos museus e no caos criativo de Pedro Cabrita Reis

Fernanda Antunes dedica homenagem a David Carreira

Fernanda Antunes dedica homenagem a David Carreira

Quartos: 5 novas camas para boas noites de sono

Quartos: 5 novas camas para boas noites de sono

Vencedores do passatempo 'IF - Amigos Imaginários'

Vencedores do passatempo 'IF - Amigos Imaginários'

Dentro de uma estação de cabos submarinos

Dentro de uma estação de cabos submarinos

Ana Cristina Silva - Pensar como o Marquês de Pombal

Ana Cristina Silva - Pensar como o Marquês de Pombal

Em “Senhora do Mar”: Joana expulsa Paula de vez da sua vida

Em “Senhora do Mar”: Joana expulsa Paula de vez da sua vida

O futuro começou esta noite. Como foi preparado o 25 de Abril

O futuro começou esta noite. Como foi preparado o 25 de Abril

Hipertensão arterial: procedimento

Hipertensão arterial: procedimento "minimamente invasivo" melhora significativamente a qualidade de vida dos doentes

Louis Vuitton junta Roger Federer e Rafael Nadal nos Alpes Italianos

Louis Vuitton junta Roger Federer e Rafael Nadal nos Alpes Italianos

Vida lá fora: já tem o seu chapéu de sol?

Vida lá fora: já tem o seu chapéu de sol?

Veja as melhores imagens da conferência Girl Talk 2024

Veja as melhores imagens da conferência Girl Talk 2024

De Zeca Afonso a Adriano Correia de Oliveira. O papel da música de intervenção na revolução de 1974

De Zeca Afonso a Adriano Correia de Oliveira. O papel da música de intervenção na revolução de 1974

Peugeot melhora condições de garantia para todos os 100% elétricos

Peugeot melhora condições de garantia para todos os 100% elétricos

Ai Weiwei:

Ai Weiwei: "O Ocidente precisa de criar inimigos"

Médico australiano livre de cancro no cérebro graças a tratamento inovador desenvolvido pelo próprio

Médico australiano livre de cancro no cérebro graças a tratamento inovador desenvolvido pelo próprio

Em Paris, um apartamento haussmaniano com paleta contemporânea

Em Paris, um apartamento haussmaniano com paleta contemporânea

Pap’Açorda: Muito mais do que um restaurante

Pap’Açorda: Muito mais do que um restaurante

Um novo estúdio em Lisboa para jantares, showcookings, apresentações de marcas, todo decorado em português

Um novo estúdio em Lisboa para jantares, showcookings, apresentações de marcas, todo decorado em português

O fracasso da AIMA, a frustração dos imigrantes e a inércia do Governo

O fracasso da AIMA, a frustração dos imigrantes e a inércia do Governo

A meio caminho entre o brioche e o folhado, assim são os protagonistas da Chez Croissant

A meio caminho entre o brioche e o folhado, assim são os protagonistas da Chez Croissant

14 ideias para fazer no Dia Internacional e Noite dos Museus

14 ideias para fazer no Dia Internacional e Noite dos Museus

“Big Brother”: A reação de Catarina Miranda à chegada de Francisco Monteiro à gala

“Big Brother”: A reação de Catarina Miranda à chegada de Francisco Monteiro à gala

OMS atualiza lista de bactérias que ameaçam saúde humana por resistirem aos antibióticos

OMS atualiza lista de bactérias que ameaçam saúde humana por resistirem aos antibióticos

“Eh Lá Fora!”

“Eh Lá Fora!”

As escolhas das celebridades na passadeira vermelha no segundo dia de Cannes

As escolhas das celebridades na passadeira vermelha no segundo dia de Cannes

André Villas-Boas, o aristocrata tímido que lidera o Futebol Clube do Porto

André Villas-Boas, o aristocrata tímido que lidera o Futebol Clube do Porto

EDP Renováveis conclui venda de projeto eólico no Canadá

EDP Renováveis conclui venda de projeto eólico no Canadá

Receita de Bolo de banana com cobertura de chocolate negro

Receita de Bolo de banana com cobertura de chocolate negro

“Ainda existe um problema de auto confiança das mulheres no mundo do trabalho”

“Ainda existe um problema de auto confiança das mulheres no mundo do trabalho”

Jl 1399

Jl 1399

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites