@19.xcv

O que é o amor? As respostas a esta pergunta variam, consoante quem as der. Para algumas pessoas, amor é o que as faz sentirem-se mais próximas de alguém e desejáveis. Outras descrevem-no como segurança, proteção e conforto. Já os desiludidos podem referir-se a ele como uma deceção sedutora, destinada a provocar, prometer e depois desaparecer.

“Muito poucas pessoas falam comigo sobre a sua responsabilidade com a fragilidade do amor, sendo que uma relação tem de ser protegida para sobreviver e nutrida para prosperar”, partilha Randi Gunther, psicóloga clínica e conselheira matrimonial, com a revista “Psychology Today”. “Elas não pensam sobre o que devem fazer do seu lado para manter o amor nas suas vidas”.

Após afirmar que sabe como o sentimento se comporta e o que temos de fazer para receber e mantê-lo nas nossas vidas, a perita sublinha nove coisas que devemos compreender sobre o amor.

O amor…

  1. Exagera todas as emoções.
    “De repente, tornamo-nos conscientes da potencial dor da perda; das dependências que nos deixam desconfortáveis; de um derretimento de defesas; de uma necessidade de reorganizar tudo nas nossas vidas. Ficamos mais sensíveis, mais responsivos e, sim, emocionalmente nus. Surgem medos, resultantes de fracassos passados ou traumas de infância, exigindo o nosso foco”

  2. Aumenta e diminui.
    “O amor não é consistente ou previsível. Pode explodir e desaparecer em instantes, às vezes sem aviso ou um futuro previsível. Pode estar esmagadoramente presente e depois indescritivelmente silencios”.

  3. É responsivo ao stress.
    “O stress sobrecarrega a capacidade emocional, intelectual e física de uma pessoa para enfrentá-lo. A alegria do amor que prospera num espaço atemporal, muitas vezes, não consegue ficar em segundo plano por muito tempo diante da ansiedade, medo, reatividade ou incapacidade de estar em paz. O que pode ser uma resposta previsível e fácil às necessidades de outro falha sob o peso de outras exigências”.

  4. Cria oxitocina.
    “Quando esse mensageiro químico inunda o corpo, produz sentimentos de confiança, apego, amor ao toque, vinculação romântica e redução do stress, diminuindo a dor emocional e física”.

  5. Responde à nostalgia, aos sonhos e aos momentos românticos.
    “Mesmo quando os parceiros se sentem muito distantes um do outro, eles podem recuperar momentos em que estavam mais próximos intencional-me, lembrando-se do que foram no seu melhor. Isso pode acontecer através de músicas, cheiros, memórias, revisitação de lugares significativos, etc”

  6. É frágil quando ignorado.
    “O amor é uma entidade que respira. Não fica à espera que o encontremos e desliga-se quando não é procurado. Não podemos tomá-lo como certo ou esperar que sirva quando for conveniente. Em vez disso, deve ser estimado pela beleza que pode trazer e apreciado em cada momento que existe”

  7. É difícil de curar quando é ferido.
    “Se o amor não for reconhecido ou honrado, ele morre. Mas, na maioria das vezes, ele luta para ficar até não conseguir mais. Quando diminui, nunca é fácil trazê-lo de volta à existência, não importa o que seja feito”.

  8. Prospera com amor, alegria e esperança.
    “O amor não deve ser sempre sério ou pesado. Nos momentos mais difíceis, as pessoas podem encontrar felicidade em algum lugar e renovar a sua fé num futuro diferente. Coisas que são alegres, tolas e alegres existem ao nosso redor e podem fazer-nos sorrir, mesmo que apenas por um instante. O amor despertará ao ver e ouvir a possibilidade, mesmo que tenha que esperar um pouco para ser experimentado”.

  9. É muito suscetível a influências externas.
    “O amor não pode estar contido numa bolha. Cada experiência, cada pessoa, cada pensamento, cada sentimento, cada exigência, cada ação que vem de fora afeta a sua capacidade de permanecer ou partir. As pressões das famílias, dos ensinamentos religiosos, das perdas passadas ou atuais, dos sucessos ou fracassos anteriores, todas afetam a capacidade do amor de florescer ou de morrer. Quando os desafios ameaçam a sua existência, deve ser priorizado e nutrido, ou desaparecerá”.

 

Palavras-chave

Mais no portal

Mais Notícias

Venha conhecer o BYD Seal U

Venha conhecer o BYD Seal U

Portugal visto pelos estrangeiros

Portugal visto pelos estrangeiros

Em “Senhora do Mar”: Joana conta toda a sua história a Manuel e Rita

Em “Senhora do Mar”: Joana conta toda a sua história a Manuel e Rita

A VISÃO Se7e desta semana - edição 1617

A VISÃO Se7e desta semana - edição 1617

Powerbanks iS da iServices em teste: 'colam-se aos smartphones'

Powerbanks iS da iServices em teste: 'colam-se aos smartphones'

Saccharum Resort, na terra do ouro branco

Saccharum Resort, na terra do ouro branco

Kate estará disposta a perdoar Meghan se William lhe pedir isso

Kate estará disposta a perdoar Meghan se William lhe pedir isso

Vítor Matos é o chefe que mais brilha no Guia Michelin Portugal

Vítor Matos é o chefe que mais brilha no Guia Michelin Portugal

Brinquedos didáticos, livres e que estimulem a criatividade. Onde? Na Color Square

Brinquedos didáticos, livres e que estimulem a criatividade. Onde? Na Color Square

Os Incoerentes: a história de movimento artístico à frente do seu tempo

Os Incoerentes: a história de movimento artístico à frente do seu tempo

Celebridades assistem ao regresso da Dior às origens

Celebridades assistem ao regresso da Dior às origens

O reencontro de Letizia e Felipe VI com Juan Carlos

O reencontro de Letizia e Felipe VI com Juan Carlos

Encha a casa de verde, inspire-se na Natureza

Encha a casa de verde, inspire-se na Natureza

Esplanada, comida asiática e preços democráticos no Street Chow

Esplanada, comida asiática e preços democráticos no Street Chow

Francisco Assis: “O PS é um partido que valoriza a iniciativa privada, mas não vê o Estado como um empecilho”

Francisco Assis: “O PS é um partido que valoriza a iniciativa privada, mas não vê o Estado como um empecilho”

De Madalena Palmeirim a Ty Segall: Quatro discos novos, colheita de 2024

De Madalena Palmeirim a Ty Segall: Quatro discos novos, colheita de 2024

Bosch e Microsoft querem usar IA para tornar estradas mais seguras

Bosch e Microsoft querem usar IA para tornar estradas mais seguras

Cristina Ferreira partilha mais fotos com o namorado e fãs reagem: “O amor faz-lhe bem”

Cristina Ferreira partilha mais fotos com o namorado e fãs reagem: “O amor faz-lhe bem”

Citroën ë-C3: O elétrico que custa 23.300 euros chega em junho

Citroën ë-C3: O elétrico que custa 23.300 euros chega em junho

As férias de Dânia Neto na neve

As férias de Dânia Neto na neve

Boom Festival distinguido pela nona edição com prémio de sustentabilidade ambiental

Boom Festival distinguido pela nona edição com prémio de sustentabilidade ambiental

Poesia e estranheza

Poesia e estranheza

Eficiência de recursos: a encruzilhada dos serviços alimentares

Eficiência de recursos: a encruzilhada dos serviços alimentares

Dos idos de Março 62 às eleições de Março 24

Dos idos de Março 62 às eleições de Março 24

Lucros da EDP Renováveis caíram para 513 ME em 2023

Lucros da EDP Renováveis caíram para 513 ME em 2023

Penélope Cruz deslumbra na passadeira dos SAG Awards

Penélope Cruz deslumbra na passadeira dos SAG Awards

Lisboa através dos tempos na VISÃO História

Lisboa através dos tempos na VISÃO História

Filha do diretor de comunicação do FC Porto foi obrigada a fazer exame físico em vez de psicológico. Um

Filha do diretor de comunicação do FC Porto foi obrigada a fazer exame físico em vez de psicológico. Um "lapso", diz MP

Artur Jorge: o exercício físico da poesia

Artur Jorge: o exercício físico da poesia

PR diz que ataques com tinta por ativistas climáticos perderam eficácia

PR diz que ataques com tinta por ativistas climáticos perderam eficácia

Quando a cantiga foi uma arma

Quando a cantiga foi uma arma

Conforto e muita luz, num apartamento em São Paulo, Brasil

Conforto e muita luz, num apartamento em São Paulo, Brasil

Instagrammer confessa ter enviado peças de mísseis e de drones para a Rússia

Instagrammer confessa ter enviado peças de mísseis e de drones para a Rússia

'O Principezinho': um livro que fica na memória

'O Principezinho': um livro que fica na memória

Quase metade das pessoas com doença rara não é seguida em centros de referência

Quase metade das pessoas com doença rara não é seguida em centros de referência

Novo Dacia Spring: mais por menos

Novo Dacia Spring: mais por menos

A transformação no segmento do Renting & Frotas

A transformação no segmento do Renting & Frotas

Sindicato dos Enfermeiros Portugueses marca greve para 15 de março

Sindicato dos Enfermeiros Portugueses marca greve para 15 de março

“Big Brother” - Érica e André vivem noite agitada: “Usaram proteção?”

“Big Brother” - Érica e André vivem noite agitada: “Usaram proteção?”

O herpes pode duplicar o risco de demência em idades mais avançadas

O herpes pode duplicar o risco de demência em idades mais avançadas

Na Escola Básica da Mata canta-se a liberdade!

Na Escola Básica da Mata canta-se a liberdade!

Apple descarta projeto de desenvolvimento de carro elétrico

Apple descarta projeto de desenvolvimento de carro elétrico

Celebridades rendem-se às transparências no desfile de Saint Laurent

Celebridades rendem-se às transparências no desfile de Saint Laurent

Porque existem anos bissextos?

Porque existem anos bissextos?

Vila Galé Collection São Miguel: Um hotel sob o signo das ilhas

Vila Galé Collection São Miguel: Um hotel sob o signo das ilhas

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites