O método japonês que atenua o envelhecimento

O método japonês que atenua o envelhecimento
Foto: Pexels / Hy Aan

Tudo começou há muito pouco tempo, já neste outono, quando o café Harajuku, em Tóquio, implementou um novo conceito de negócio. O estabelecimento instalou compartimentos no espaço para que, por 825 ienes – o equivalente a 5 euro -, os clientes possam tomar um café e fazer, de seguida, uma rápida sesta de 20 minutos. Este é o tempo aproximado que a cafeína levará para fazer efeito.

Há já alguns anos que fazer uma pequena sesta no Japão é um ato bem visto. Ao contrário do que acontece noutros países, ficar paralisado, por alguns minutos, significa que o indivíduo está exausto. O excesso de trabalho nos japoneses tornou-se um problema sério: as pessoas dormem menos do que o necessário para a saúde – cerca de seis horas – e, como consequência, os problemas sociais, como o suicídio, aumentaram.

De acordo com os especialistas, quando as pessoas não dormem de noite o suficiente, durante o dia tendem a sentir cansaço físico e mental, irritabilidade, problemas de concentração, atenção e memória, com claras repercussões sociais, familiares, profissionais e académicas, falta de criatividade e empatia, além da tendência para a impulsividade e o consumo de substâncias estimulantes e tóxicas.

A noite é a fábrica do nosso dia e, dependendo de como dormimos, é assim que iremos sentir-nos durante o dia. A sensação de sonolência acompanha os japoneses ao longo de todo o dia e eles tentam resolvê-la através de estimulantes. Estruturalmente, a cafeína é muito semelhante à adenosina, que é a molécula natural presente no cérebro que atua bloqueando a sensação de sono.

Dormir, ainda que por pouco tempo, é outra solução. Assim, o inemuri, que significa “estar presente enquanto dorme” ganha cada vez mais adeptos. E não é para menos.

Com inemuri o indivíduo adormece por alguns minutos, no meio de uma atividade. No trabalho, enquanto anda de metro, num banco de rua ou num café. Pode durar de cinco minutos a uma hora. Tudo depende do que se pretender, ou melhor, do que se puder fazer. Quando realizado em público, o inemuri pode ser interrompido, abruptamente, a qualquer momento. Uma exigência das chefias ou das circunstâncias.

Certo é que o Inemuri é bem visto nas empresas nipónicas porque pensam que. desta forma, os funcionários são muito mais produtivos.

Mas será saudável praticar Inemuri? Nem tanto, se se olhar para as causas que conduzem a esta prática. O inemuri ou sesta japonesa é um remédio de emergência para quem dorme pouco ou dorme mal, mas em nenhum caso é a solução para um problema sério: a falta de sono.

O método japonês que atenua o envelhecimento

Palavras-chave

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

Beatrice Borromeo e Pierre Casiraghi, os príncipes de Cannes

Beatrice Borromeo e Pierre Casiraghi, os príncipes de Cannes

Em Paris, um apartamento haussmaniano com paleta contemporânea

Em Paris, um apartamento haussmaniano com paleta contemporânea

Cupra Born VZ: 0 aos 100 km/h em 5,6 segundos

Cupra Born VZ: 0 aos 100 km/h em 5,6 segundos

Novo Dacia Spring já pode ser encomendado em Portugal

Novo Dacia Spring já pode ser encomendado em Portugal

Tarifário da água no Algarve abaixo da média nacional é erro crasso -- ex-presidente da APA

Tarifário da água no Algarve abaixo da média nacional é erro crasso -- ex-presidente da APA

Letizia e Felipe VI celebram 20.º aniversário de casamento

Letizia e Felipe VI celebram 20.º aniversário de casamento

Os retratos nunca antes vistos da família real britânica

Os retratos nunca antes vistos da família real britânica

Lisbon Design Week: Cinco dias para celebrar a criatividade, bairro a bairro

Lisbon Design Week: Cinco dias para celebrar a criatividade, bairro a bairro

A meio caminho entre o brioche e o folhado, assim são os protagonistas da Chez Croissant

A meio caminho entre o brioche e o folhado, assim são os protagonistas da Chez Croissant

A VISÃO Se7e desta semana - edição 1629

A VISÃO Se7e desta semana - edição 1629

EDP Renováveis conclui venda de projeto eólico no Canadá

EDP Renováveis conclui venda de projeto eólico no Canadá

Charlotte Casiraghi e Beatrice Borromeo apaixonadas pelo mesmo estilo de vestido

Charlotte Casiraghi e Beatrice Borromeo apaixonadas pelo mesmo estilo de vestido

Dentro de uma estação de cabos submarinos

Dentro de uma estação de cabos submarinos

Médico australiano livre de cancro no cérebro graças a tratamento inovador desenvolvido pelo próprio

Médico australiano livre de cancro no cérebro graças a tratamento inovador desenvolvido pelo próprio

São estes os concorrentes de

São estes os concorrentes de "Congela" o novo concurso da TVI

O futuro começou esta noite. Como foi preparado o 25 de Abril

O futuro começou esta noite. Como foi preparado o 25 de Abril

Sonda Juno capta novas imagens de alta resolução da lua Europa

Sonda Juno capta novas imagens de alta resolução da lua Europa

Jl 1399

Jl 1399

O fracasso da AIMA, a frustração dos imigrantes e a inércia do Governo

O fracasso da AIMA, a frustração dos imigrantes e a inércia do Governo

Vida lá fora: já tem o seu chapéu de sol?

Vida lá fora: já tem o seu chapéu de sol?

AI Act: Europa dá 'luz verde' final à legislação sobre Inteligência Artificial

AI Act: Europa dá 'luz verde' final à legislação sobre Inteligência Artificial

EV3: os detalhes do SUV compacto da KIA

EV3: os detalhes do SUV compacto da KIA

Está quase a chegar a festa final de 'Miúdos a Votos!'

Está quase a chegar a festa final de 'Miúdos a Votos!'

As imagens da lua de mel de Inês e Paulo de “Casados à Primeira Vista”

As imagens da lua de mel de Inês e Paulo de “Casados à Primeira Vista”

O concurso na Bélgica que elegeu a mulher com a maior beleza interior

O concurso na Bélgica que elegeu a mulher com a maior beleza interior

Diana Chaves confessa que casamento de Elisabete e Francisco foi

Diana Chaves confessa que casamento de Elisabete e Francisco foi "constrangedor"

A diversidade e a necessidade de “rebentar a bolha”

A diversidade e a necessidade de “rebentar a bolha”

The Largo, no Porto: Uma casa na cidade

The Largo, no Porto: Uma casa na cidade

O problema dos ultraprocessados consumidos por crianças entre os 3 e os 6 anos

O problema dos ultraprocessados consumidos por crianças entre os 3 e os 6 anos

Flashbacks e outras visões de futuro no novo projeto do agrupamento Sete Lágrimas

Flashbacks e outras visões de futuro no novo projeto do agrupamento Sete Lágrimas

Vencedores do passatempo 'IF - Amigos Imaginários'

Vencedores do passatempo 'IF - Amigos Imaginários'

20% das mortes por anafilaxia devem-se a picadas de insetos

20% das mortes por anafilaxia devem-se a picadas de insetos

25 peças para receber a primavera em casa

25 peças para receber a primavera em casa

Há mar e mar, há ser e há proclamar

Há mar e mar, há ser e há proclamar

Transparência do

Transparência do "look" de Bella Hadid dá que falar na passadeira vermelha de Cannes

Os nomes estranhos das fobias ainda mais estranhas

Os nomes estranhos das fobias ainda mais estranhas

Peugeot melhora condições de garantia para todos os 100% elétricos

Peugeot melhora condições de garantia para todos os 100% elétricos

Quem tinha mais poderes antes do 25 de Abril: o Presidente da República ou o Presidente do Conselho?

Quem tinha mais poderes antes do 25 de Abril: o Presidente da República ou o Presidente do Conselho?

Tal como o pai, a princesa Leonor recebe o título de Filha Adotiva de Saragoça

Tal como o pai, a princesa Leonor recebe o título de Filha Adotiva de Saragoça

Passatempo: ganha convites duplos para 'IF - Amigos Imaginários'

Passatempo: ganha convites duplos para 'IF - Amigos Imaginários'

O segredo dos vasos decorativos

O segredo dos vasos decorativos

Quero fazer teletrabalho, mas o meu patrão não deixa. Posso exigir?

Quero fazer teletrabalho, mas o meu patrão não deixa. Posso exigir?

O poder da empatia na liderança e gestão de talento

O poder da empatia na liderança e gestão de talento

De Zeca Afonso a Adriano Correia de Oliveira. O papel da música de intervenção na revolução de 1974

De Zeca Afonso a Adriano Correia de Oliveira. O papel da música de intervenção na revolução de 1974

Quem é que estava na entrada e autorizou a menina a sair?

Quem é que estava na entrada e autorizou a menina a sair?

Parceria TIN/Público

A Trust in News e o Público estabeleceram uma parceria para partilha de conteúdos informativos nos respetivos sites